terça-feira, janeiro 22, 2019

HOMOSSEXUALIDADE

Desencalhando um bofe aos 40 anos.



Tenho conhecido algumas pessoas ultimamente, mas a coisa não tem dado certo. Tenho 40 anos e gostaria de estar num relacionamento maduro ( se isto for possível nos dias de hoje).Mas o fato é que esses Boy Magya que conheci, apresentam defeito logo após a primeira transa. Se sou muito safado, estranham, se sou mais romântico, estranham. Também gostaria de saber se sexo anal na primeira transa é obrigatório?

~*~

Oi querido! Todo mundo na sua idade gostaria de está num relacionamento seríssimo, estilo Manoel Carlos Lifestyle, você não está sozinho nesse barco. Primeiro vamos analisar essa sua situação com os bofes... Se todas as gays que circulam pela sua cama são oriundas das buates, festa intinerantes and aplicativos do seu iphone dual chip, já começou errado. Geralmente quem sai pra se jogar tá procurando beijo na boca e pegação, fica a dica! Fique tranquilo e deixe que a coisa aconteça naturalmente nessa sua vidinha, quem procura demais sempre acaba se dando mal.

No sexo não existe meio termo! Na cama quem deve reinar é a safadeza, até porque, quem gosta de ser comida com romantismo e carinho é mulher. E você tá com um bofe do seu lado, então ahaze e destrua essa besha. Quanto mais safada a transa mais inesquecível e recomendada ela será, mesmo não havendo repeteco. E rolar uma putaria boa no primeiro encontro é super nomal, é até bom que você já tira a prova dos 9 e evita a perda de tempo!

E uma última dica, nas suas relações não tome como referência os heterossexuais. Com nós gays tudo é muito mais simples. Você pode transar no primeiro encontro, foder com o primeiro que aparecer na sua frente, pegar vários no mesmo dia, ser uma vadia na cama e não tá nem aí, fazer suruba sem culpa...  entre tantas outras coisas que se eu for citar aqui vai render uns 300 posts, não é verdade? Aproveite, pois você está na flor da idade. E tome cuidado com as "gays Carminhas da vida", que adoram um cartão sem limites!

Nenhum comentário:

Postar um comentário