Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Corte americana aprova veto de Trump que proíbe travestis e transexuais de servir nas Forças Armadas.


Manifestantes protestam em Nova York contra decisão de Trump de proibir travestis e transexuais nas Forças Armadas, em 26 de julho de 2018. 


A Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou nesta terça-feira, 22, uma liminar da Justiça Federal da Califórnia que permitia travestis e transexuais servir nas Forças Armadas.

Com isso, o decreto do presidente Donald Trump que impede travestis e transexuais de prestar serviço militar entra em vigor até o fim da batalha judicial.

A Corte, no entanto, não decidiu sobre o mérito da questão, como pediram os advogados da Casa Branca.

A Corte da Califórnia ainda deve votar sobre o caso nos próximos meses.

*Com informações da Reuters

LGBTs estão sendo violentados com bastões elétricos na Chechênia, diz nova denúncia.




Mulheres lésbicas estão sendo acusados de atacar por autoridades na Chechênia com “bastões de choques elétricos”. Segundo a Rede LGBT da Rússia, as vítimas são submetidas a violência sexual. As informações são do site Pink News.

O chamado “expurgo gay” teve início em 2017, quando surgiram os primeiros boatos de LGBTs violentados. De acordo com a organização, as pessoas estão sendo presas na cidade de Argun, assim como uma delegacia de polícia na capital chechena, Grozny.

A violência apresentou um aumento significativo nas últimas semanas, quando pessoas estão sendo presas na cidade de Argun, assim como uma delegacia de polícia na capital chechena, Grozny. As detenções teriam início no final de dezembro.

Governo nega

Segundo a agência Efe, o porta-voz do controverso líder Ramzan Kadyrov negou que haja campos de concentração para LGBTs. “Na república chechena, não existe nenhuma prisão ou local de detenção que não faça parte do sistema carcerário”, assegurou.

O governo ainda acrescentou que também não existem gays na Chechênia. “Não se pode prender ou perseguir quem simplesmente não existe.”, declarou. “Se existissem pessoas assim na Chechenia, as forças de ordem não teriam nenhum problema, porque seriam os próprios familiares a mandarem essas pessoas para aquele endereço do qual não se volta”, completou o porta-voz

Apresentador é preso por entrevistar jovem gay no Egito.




Acusado de “desprezo à religião, libertinagem e propagar a homossexualidade”, o apresentador Mohammed al Ghaity foi condenado a um ano de prisão pelo tribunal do Egito depois de ter convidado um jovem gay para participar do seu programa ao vivo chamado “Sah al Num”.

A decisão da Justiça ocorreu neste domingo (20), após a denúncia do advogado egípcio Samir Sabry à Procuradoria Geral. Segundo ele, Mohammed “começou a fazer perguntas, e todas sujas e de baixo nível. As respostas ao vivo foram todas inclusive piores e que não podem ser transmitidas na televisão nem em outros veículos de comunicação”, comentou Samir para a Agência Efe.

Além da prisão, o apresentador terá que pagar uma multa de 3.000 libras egípcias – o equivalente à R$ 626,72 – e também será vigiado por um ano por ter convidado o jovem gay ao seu programa. Ainda cabe recurso em uma instância judicial superior.

Em agosto de 2018, um jovem, que não foi identificado, compareceu ao programa de Ghaity para relatar a sua vida como profissional do sexo e a sua relação com um homem de um país do Golfo.

“Você entrou no mundo da prostituição como um homem?”, “Foi desejado?” e “Qual era o seu preço?” foram algumas das perguntas feitas ao convidado.

Segundo Sabry, Ghaity “começou a mencionar os lucros econômicos das práticas da homossexualidade que o homossexual obteve”, por isso que o apresentador fez, segundo o advogado homofóbico, “uma convocação para propagar a libertinagem”.

Após a exibição, o programa foi suspenso durante duas semanas em setembro do ano passado pelo Conselho Supremo de Regulação dos Veículos de Comunicação devido às repetidas “violações do canal”.

O órgão estatal, em comunicado, acusou o programa de “violar uma decisão do conselho que dizia que não podia convidar homossexuais e propagar as suas ideias”.

A transmissão do programa já foi suspensa durante uma semana em fevereiro deste ano por criticar um dos candidatos que concorreram à presidência nas eleições egípcias do ano passado.

Atualmente, ser uma pessoa LGBT não é considerada crime no Egito, mas as autoridades se aproveitam de uma lei que pune a “libertinagem” com penas de até três anos de prisão e, em alguns casos, também com a lei contra a prostituição para promover a homofobia.

Promotor pede que transexual seja retirada de presídio feminino e levada para “local adequado”.




O promotor de Justiça João Edson de Souza entrou com um pedido para que a transexual Kellyta Rodrigues de Sousa, de 29 anos, seja retirada da Cadeia Pública Feminina de Lajeado e transferida para um “local adequado”. Ele alega que a presença dela causa transtornos, já que a detenta precisa ficar sozinha em uma cela e não há servidores capacitados para fazer revistas pessoais nela dentro da unidade.

Segundo o G1, a jovem, presa em 7 de junho de 2018 suspeita de matar outra travesti, está no local há mais de 120 dias. “Não é uma questão contra a situação dela, eu até aceitei que viesse porque era a melhor maneira de resolver o problema imediatamente. Meu pedido é que ela seja transferida para local adequado. A questão é que ela está ocupando sozinha uma cela e as outras estão se apertando nas outras três”, explicou.

“Também não acho que ela pode ser simplesmente alocada numa cadeia masculina. A realidade dela é diferente da realidade da unidade masculina e é diferente da realidade da unidade feminina”, disse o promotor. O pedido sobre a situação de Kellyta veio em uma Ação Civil Pública que pede providências a respeito dos problemas estruturais na cadeia. De acordo com o promotor, as celas estão superlotadas e que presas provisórias estão misturadas com outras já condenadas.

“O local fede, não tem higiene, não tem salubridade. Não tem sequer espaço para as apenadas que compõem cada cela. Ou seja, cada uma tem capacidade para quatro pessoas. Quando muito, têm abrigado mais de seis”, escreveu o promotor no pedido. A ação solicita ainda “que seja proibido o recebimento de pessoa do sexo masculino, mesmo que o preso se apresente socialmente como mulher, diante da incompatibilidade de se manter no mesmo espaço físico pessoas do sexo masculino e feminino”.

Em resposta, a Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) informou que a Unidade Prisional em questão tem capacidade para 16 reeducandas. Atualmente, há 14 mulheres encarceradas, inclusive a transexual. A Seciju defendeu que o número de servidores na unidade é satisfatório. Os problemas estruturais apontados pelo procurador não foram comentados.

Estupro e morte de motorista em Goiás pode ter tido motivação homofóbica.


A motorista Vanusa da Cunha Ferreira morta e estuprada em Aparecida do Norte (GO)


Uma motorista encontrada morta após ter desaparecido no sábado (19), em Aparecida de Goiânia (GO), teria relação homofóbica. A hipótese foi levantada pela técnica de enfermagem Greyce Martins, amiga da vítima. As informações são do UOL.

Lésbica, Vanusa da Cunha Ferreira tinha um relacionamento há três anos e dirigia com o intuito de receber uma renda extra. Ela que também era técnica de enfermagem planejava construir uma casa para morar com a companheira.

O suspeito de cometer o crime, o empresário artístico Parsilon Lopes dos Santos, de 45 anos, confessou nesta quarta-feira (23) o assassinato. Na noite do caso, Vanusa teria sido chamada pelo suspeito para fazer uma corrida por fora do aplicativo. Segundo Greyce, há cerca de três meses eles costumavam fazer esse tipo de combinado.

O corpo da motorista foi encontrado no domingo (20), perto de um motel no Jardim Copacabana, com sinais de traumatismo craniano. A delegada Mayana Rezende contou detalhes do depoimento do assassino confesso.

“Ao ouvi-la dizer que não se relacionava com homens, a jogou para fora do carro e bateu sua cabeça mais de uma vez contra o meio-fio. Quando percebeu que Vanusa estava sem vida, tirou sua roupa e praticou atos libidinosos com o cadáver, pouco antes de escondê-lo.”, relatou.

Greyce contou que o acusado conhecia Vanusa e sabia tanto da orientação sexual da amiga, quanto do seu relacionamento. “Mesmo assim, tentou agarrá-la. Quando viu que minha amiga não ia ceder, justamente por ser homossexual, decidiu matá-la”, acredita ela.

Suspeito responderá por crimes

Santos está preso na Delegacia Delegacia de Investigações Criminais. Ele responderá pelo crimes de tentativa de estupro, homicídio, vilipêndio a cadáver e ocultação do corpo. Ele já tem outras cinco passagens pela polícia por crimes como ameaça, injúria e danos, também tendo mulheres como vítimas.

‘Era um demônio’, diz homem que assassinou e arrancou coração de transexual.


Homem é preso após matar e arrancar coração de transexual em Campinas. 


Assassino confessou os crimes e levou os policiais até o corpo da vítima que estava com o tórax aberto e com uma imagem de um santo sobre ela.

Um homem foi preso nesta segunda-feira (21), em Campinas (SP), acusado de assassinar uma transexual e guardar o coração da vítima em casa. De acordo com informações da polícia, o órgão estava enrolado em um pano, dentro do guarda-roupas do suspeito. As informações são do site G1.

Ainda segundo a polícia militar, Caio Santos de Oliveira revelou que teve relações sexuais com a vítima, a transexual tinha 35 anos. Além do assassinato, o suspeito roubou os pertences da vítima.

Em entrevista à emissoras de TV, Caio falou frases desconexas e contou que conheceu a vítima na noite anterior. “Ele era um demônio, eu arranquei o coração dele. É isso. Não era meu conhecido. Conheci ele à meia-noite”, disse em entrevista.

De acordo com informações da polícia militar, Caio Oliveira foi abordado após ter uma atitude suspeita ao ver uma viatura. Ele apresentava escoriações, arranhões pelo corpo e um ferimento na cabeça.

Interrogado pela polícia sobre os ferimentos, o homem confessou os crimes e levou os policiais até o corpo da vítima que estava com o tórax aberto e com uma imagem de um santo sobre ela.

Poderá gostar também de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...