Slide 1 Slide 2 Slide 3

DIREITOS

A emocionante homenagem da Mangueira a Marielle e heróis da resistência.


Marielle Franco, assassinada em 14 de março de 2018, foi homenageada pela Mangueira no Carnaval 2019.


Para Mônica Benício, ver a figura de Marielle tão presente no samba-enredo mostra que a vereadora se tornou uma “representação para as meninas negras”.

Na avenida, a escola carioca prestou homenagem aos heróis da resistência negra e indígena no Brasil. E a última ala foi inteiramente dedicada a vereadora assassinada Marielle Franco.

Além dos sambistas, a escola contou com a presença de personalidades próximas a Marielle, como o deputado federal Marcelo Freixo (PSol) e a viúva da vereadora, Mônica Benício.

De acordo com informações do G1, Benício declarou ter ficado muito emocionada com o desfile e considerou a homenagem uma oportunidade de ressignifcar a morte de Marielle.

“Isso só concretiza a ressignificação daquela noite de 14 de março, em que vai completar um ano do assassinato de Marielle sem que o estado brasileiro responda quem mandou matar. Acho que isso é uma resposta de que vai haver luta até a gente ter uma resposta para isso”, afirmou.

Para ela, ver a figura de Marielle tão presente no samba-enredo mostra que a vereadora se tornou uma “representação para as meninas negras”.



Veja algumas imagens do desfile da Mangueira:


O deputado federal Marcelo Freixo (Psol-RJ) no desfile da Mangueira, na Sapucaí.




A viúva da vereadora Marielle Franco, Mônica Benício, em desfile da Mangueira na Sapucaí.


A homenagem aos heróis ignorados

O nome de Marielle Franco apareceu ao lado de outras figuras consideradas heróis populares brasileiros, mas que não são reconhecidos na maioria dos livros didáticos ou registros históricos.

Os índios Cunhambebe e Sepé; os negros José Piolho e Tereza de Benguela; Luiza Mahin, uma das lideranças da Revolta dos Malês; Chico da Matilde, que combateu o tráfico negreiro no Ceará, foram uns dos destaques. Ainda, a cantora Alcione estava presente vestida de Dandara, símbolo da resistência do Quilombo dos Palmares. 

O enredo ainda ironizou figuras históricas, como Pedro Álvares Cabral, Dom Pedro I e o marechal Deodoro da Fonseca.


Poder� gostar tamb�m de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...