Slide 1 Slide 2 Slide 3

DICAS DE SAÚDE


MELASMA

 

Melasma é uma distúrbio pigmentar da pele caracterizada por manchas escuras na pele. Ocorre principalmente no rosto, mas pode ocorrer em outros segmentos do corpo. Ocorre mais frequentemente em mulheres. Acontece em cerca de dez por cento nos homens. Quando as manchas aparecem na gravidez, dá-se o nome de cloasma. Melasma é uma consequência de aumento de melanina na pele.
Clinicamente o melasma se carateriza por manchas acastanhadas na pele sem sintomas, podendo acontecer simetricamente (nos dois lados da face). Deve ser considerado um distúrbio crônico, com tratamento e prevenção contínuos. Porém, existem casos onde o melasma desaparece após tratamento e controle adequados.
Vamos ver o que diz o Dr. Walter Pinheiro:
Também conhecido como cloasma, é uma alteração da pele caracterizada por manchas escuras que ocorrem na face, quase sempre em mulheres, geralmente com mais de 25 anos, e após exposição solar, gravidez, ou terapia hormonal. Entretanto, pode ocorrer em mulheres jovens que nunca tiveram gravidez ou receberam estrógenos e/ou progestógenos e também em homens. A tendência genética e características raciais influenciam no surgimento do melasma.

 

Essas manchas ocorrem principalmente em regiões malares (maçãs do rosto), podendo atingir a região frontal (testa), labial superior e têmporas. São irregulares na sua forma, porém de limites precisos. A intensidade de pigmentação é variável, às vezes é discreta e quase impercepiiva, outras vezes é muito acentuada, trazendo sérios distúrbios emocionais.
A profundidade em que se localiza o pigmento na pele determina o tipo de melasma, que pode ser epidérmico (superficial), dérmico (profundo) ou misto.
O tratamento do melasma implica o uso de protetores solares potentes para UVA e UVB, de preferência aqueles que associam propriedades químicas e físicas (de barreira); substâncias despigmentantes como a hidroquinona associadas ao acido retinóico poderão ser utilizadas. Quando o pigmento se localiza mais profundamente, a melhora do aspecto torna-se mais difícil, exigindo persistência do paciente para se obter um resultado favorável. Peelings superficiais podem acelerar o processo, facilitando a penetração dos despigmentantes e ajudando a remover o pigmento de camadas superiores da pele. Peelings médios e profundos são contra-indicados, pois poderão piorar as manchas devido ao aumento do pigmento pós-inflamatório, típico desse procedimento.

Poder� gostar tamb�m de:
Postado por Mac Del Rey | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...