Slide 1 Slide 2 Slide 3

NOTICIAS DO MUNDO GAY

United Airlines permitirá que passageiro se identifique como não-binário em sua reserva.




A companhia aérea norte-americana United Airlines anunciou na última sexta-feira (22) que começou a oferecer a opção de escolher o gênero não-binário durante o cadastro para a reserva de vôos, tornando-se a primeira companhia aérea dos Estados Unidos a tomar tal medida.

A partir de agora, durante a aquisição de passagens os clientes podem utilizar o título “Mx.”, além dos tradicionais “Mr.” (abreviação de Senhor em inglês) para os homens e “Ms.” (abreviação de Senhora) para as mulheres.

Além disso, os passageiros poderão identificar seu gênero como “homem”, “mulher”, “não revelado” e “não especificado”, em função do que consta em seu passaporte ou documento de identidade.

“A United está determinada a liderar a indústria na inclusão LGBT e estamos muito orgulhosos de sermos a primeira companhia aérea americana a oferecer essas opções a nossos clientes”, afirmou o executivo da companhia, Toby Enqvist, em comunicado.

De acordo com o gestor, a United também está instruindo seus empregados para garantir que qualquer pessoa se sinta bem-vinda em seus voos, sem importar sua identidade de gênero.

A companhia aérea trabalhou nesta iniciativa com as organizações The Trevor Project e Human Rights Campaign (HRC), o maior grupo de defesa dos direitos LGBT dos EUA.

O responsável do programa de Igualdade no Trabalho da HRC, Beck Bailey, destacou na nota que a medida é um “passo importante para a inclusão não binária” e defendeu que a possibilidade de escolher e usar o gênero com o qual se identifica é parte de um tratamento digno e respeitoso.

A decisão da United Airlines chega depois que duas associações da indústria aérea aprovaram recentemente recomendações para acomodar os passageiros com documentos de identidade com gênero não-binário.

A maior parte das grandes companhias aéreas americanas já anunciou que deve implementar em breve essas recomendações.

Atualmente, vários estados americanos oferecem a possibilidade de escolher o gênero não-binário em seus documentos de identidade, que podem ser utilizados nos cadastros de voos domésticos. Alguns países também permitem a identificação não binária em seus passaportes.

Justiça proíbe governo Bolsonaro de comemorar golpe militar de 1964 “afronta à verdade”.




A juíza Ivani Silva da Luz, da 6ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, proibiu o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de celebrar no próximo domingo, dia 31 de março, o aniversário de 55 anos do golpe militar de 1964.

A magistrada atendeu a um pedido da Defensoria Pública da União (DPU) contra a ordem do presidente Bolsonaro para que os quartéis generais fizessem as “comemorações devidas” da data. Na ação, a DPU alegou risco de afronta à memória e à verdade.

Vale frisar que, Bolsonaro e simpatizantes, abrandaram o período hostil de 1964-1985 qualificando-o de “Ditamole” e enfatizando que, não houve ditadura e sim um regime. Não saciado, determinou as “comemorações devidas” do aniversário de 55 anos dessa data ao Ministério da Defesa, disse o porta-voz da Presidência, general Otávio do Rêgo Barros.

Outrossim, este período repressivo já rendeu outras reverências. Ustra, autor do livro A verdade Sufocada, já foi e ainda é homenageado pelo presidente. O livro é bem parcial, obviamente e, logo no prólogo, sinaliza ser um livro para os jovens.

Palestinos criticam escritório do Brasil em Jerusalém e Bolsonaro reage.


"É direito deles reclamar", disse presidente em viagem a Israel.


Após palestinos criticarem a decisão do governo brasileiro de abrir um escritório comercial em Jerusalém, o presidente Jair Bolsonaro defendeu a medida. Em reação ao anúncio feito no último domingo (31), a Autoridade Palestina informou que irá chamar seu embaixador no Brasil para decidir uma resposta.

Questionado por jornalistas nesta segunda-feira (1), em viagem a Israel, o presidente afirmou que ”é direito deles reclamar”. “A gente não quer ofender ninguém. Agora, queremos que respeitem a nossa autonomia”, completou.

A decisão de abrir o escritório foi divulgada neste domingo, após reunião de Bolsonaro com o premiê Benjamin Netanyahu.

Em nota, o Ministério de Relações Exteriores palestino disse que considera a medida “uma violação flagrante da legitimidade e das resoluções internacionais, uma agressão direta ao nosso povo e a seus direitos e uma resposta afirmativa para a pressão israelense-americana que mira reforçar a ocupação e a construção de assentamentos e na área ocupada em Jerusalém”.

Em novembro, após ser eleito, o presidente disse que transferiria a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, mas recuou após repercussão negativa, incluindo o setor do agronegócio, uma vez que a medida poderia afetar exportações brasileiras de produtos como a carne.

A abertura do escritório foi um meio-termo um pouco mais confortável para o corpo diplomático brasileiro - que, em grande parte, não concorda com a transferência da embaixada, apesar do apoio do chanceler Ernesto Araújo à ideia de Bolsonaro.

Mudar a embaixada de local significa reconhecer Jerusalém como capital de Israel, o que a Organização das Nações Unidas (ONU) não só não faz como já pediu aos países que não sediem missões diplomáticas na cidade.

Para os palestinos, Jerusalém deveria ser a capital do seu Estado independente. O Brasil reconheceu o Estado palestino em 2010 e sempre teve boas relações com os países árabes.

Questionado nesta segunda se definiria a mudança da embaixada até o fim de seu mandato, o presidente respondeu “bem antes disso será dada a decisão, pode ter certeza”.

Presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira sofre AVC e é internado em Salvador.


Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia sofre AVC e é internado em Salvador


O presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira, de 51 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na quinta-feira (28). Ele está internado no Hospital Roberto Santos, em Salvador. Contudo, as informações foram cedidas por um amigo de Marcelo, que auxiliou no socorro do presidente.

“Ontem, por volta das 21h, fomos na casa dele após perceber que ele tinha sumido. Todo mundo tentava contato e não conseguia. Então chamamos um chaveiro e fomos na casa dele, quando conseguimos abrir a porta, ele estava na cama com um lado do corpo paralisado”. Contou Cláudio.

Luiz Mott, antropólogo, professor, historiador e decano do movimento Gay no Brasil, compartilhou o ocorrido nas mídias sociais: “Marcelo Cerqueira, presidente do grupo gay da bahia, está na uti do hospital Roberto Santos com sintomas de toxoplasmose e com o lado direito paralisado”.

Professor é afastado de escola após usar charge com Bolsonaro e Trump na cama.




Um professor do colégio Liceu de Humanidades de Campos dos Goytacazes, no interior do Rio, foi afastado após utilizar uma charge satirizando a relação de Jair Bolsonaro com o presidente americano, Donald Trump. Na imagem, os dois aparecem com uma compleição cômica e  gestos de afetividade na cama. O professor planeava desenvolver uma atividade com 3º ano do ensino médio, cujo intento era que os alunos identificassem elementos de humor e ironia.

“Sempre usei charges para trabalhar em sala de aula. Neste caso, de forma contextualizada na ironia, no humor, que é tipico desse tipo de texto. Expliquei como detectar esses aspectos e disse que não deixa de ser um texto argumentativo. Temas como a relação de Bolsonaro com Trump, a Venezuela, estão em voga, então pedi que alunos fizessem uma ánalise da charge. Não há doutrinação nenhuma, eu dei liberdade para que se posicionassem livremente sobre o conteúdo”, afirmou o docente Marcos Antônio Tavares da Silva.




O pedido de afastamento do professor foi feito pelo governador do Rio, Wilson Witzel. A imagem repercutiu até parar em páginas de Direita. Contudo, a interpretação foi errônea e, começou-se a difundir, como se tivesse uma conotação sexual. Além de ter sua liberdade cerceada, o professor também recebeu ameaças.

“Recebi diversas ameaças, pessoas dizendo que “tem que matar esse viado comunista”. No final da noite, uma amiga me ligou dizendo que um grupo de policiais estava me caçando pela cidade. Eu preciso de proteção, minha integridade física está em jogo. Isso não só é perseguição, como também é censura. Não tem cabimento ser afastado por conta de uma charge que é um instrumento que existe desde a ditadura”, findou.

Terreiro de candomblé é destruído em Nova Iguaçu e religiosos são expulsos.


Criminosos ainda picharam fachada do terreiro 


Um terreiro de candomblé em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi invadido e destruído na última segunda-feira (25). Esta prática infelizmente está cada vez mais comum. Em outro acontecimento recente, os traficantes foram denominados “traficantes evangélicos”, pois no vídeo, o contraventor repete o nome de Jesus e ordena que a mãe de santo(Lalorixá) destrua o seu próprio recinto. Claro que muita gente usa este acontecimento, oportunamente, com intento de atacar o cristianismo. Acusam até Jesus Cristo, que não tem nada a ver com isso.

As fotos denotam os adereços jogados ao chão, bem como todo desrespeito à fé. “Jesus é o dono deste lugar”, frase pichada no muro do local. Contudo, as religiões de matriz africana não excluem Jesus, ele é chamado de oxalá, em Iorubá. 

Vale frisar que, temos nossa liberdade de crença, consciência e culto, garantidos por lei. A liberdade de expressão não abarca discursos odiosos, se forem feitos, haverá uma sanção. Quando terreiros são destruídos, enterra-se a palavra alteridade; por isso a importância de reconhecer os direitos e princípios básicos para denuncia. Crimes contra o sentimento religioso e vilipêndio têm previsão legal. “CP – Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940. Art. 208 – Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único – Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

O ataque

De acordo com representantes do terreiro, o local já havia sido invadido no ano passado, quando o tráfico os impediu de fazer qualquer tipo de manifestação religiosa.

O babalaô Ivanir dos Santos, interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, diz que em 2018 foram 30 registros de ataques a terreiros só na Baixada Fluminense.




“Quem é que vai indenizar essa família? A segurança é uma responsabilidade do estado”, destacou Ivanir.

o caso foi registrado como violação de domicílio, constrangimento ilegal, dano e furto – além do Artigo 20 da Lei Caó, que trata de racismo.

TransENEM: Porto Alegre terá Cursinho gratuito para pessoas trans.




A idealização do projeto TransEnem, já enuncia uma novidade e melhora na vida de pessoas trans, no âmbito da educação.

O TransENEM POA é um coletivo de educação popular, composto inteiramente por voluntárias/os/es e sem fins lucrativos. Surgiu no final de 2015 na cidade de Porto Alegre/RS, incentivando um espaço acolhedor, inclusivo, livre de represálias discriminatórias e preparado para receber pessoas TRANS. O intento é ajudá-las de forma gratuita, a se prepararem para provas de admissão em cursos de nível superior. ENEM e vestibulares, bem como concluir o Ensino Fundamental e Médio. 

“Criamos esse projeto tendo em mente o contexto de forte marginalização, discriminação e exclusão social por que pessoas TRANS passam desde muito jovens. Seja no ambiente familiar, comunitário, escolar ou profissional”, disse Ádrio Mocelin, um dos idealizadores.


“A forte presença da transfobia na vida dessas pessoas faz com que muitas vezes seja impossível conviver nesses espaços, levando-as com frequência a abandonar os estudos muito jovens. Forçando-as a sair de casa muito cedo e a se inserir em atividades perigosas, não-regulamentadas e sujeitas a uma grande gama de abusos (como a prostituição). Nosso programa tem a iniciativa de reverter esse cenário, apostando na inclusão via educação e estímulo à formação profissional”.

Interessados, enviar email para transenempoa@gmail.com. 

A página da iniciativa no Facebook é https://m.facebook.com/transenempoa/

Poder� gostar tamb�m de:
Postado por Andy | (0) Comente aqui!

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...