terça-feira, maio 21, 2019

MINHA VIDA GAY

Marta está namorando com companheira de equipe, diz jornal.




A atacante Marta, destaque da seleção brasileira feminina, está namorando uma colega de time. De acordo com o jornal Extra, ela está saindo com Toni Delon Presley desde o fim do ano passado. As duas atuam juntas no Orlando Pride, da Flórida, onde se conheceram.

O relacionamento, diz a publicação, é de conhecimento dos amigos e da família de Marta. Em abril deste ano, ela trouxe Toni Presley para passar férias em Maceió. Marta é atacante do Orlando Pride e Toni é defensora da equipe americana.

Nas redes sociais, as duas trocam mensagens e postam diversas fotos juntas. O Extra afirma que as duas estão morando juntas em Orlando. Marta namorou por cerca de 4 anos com a sueca Jessica Barklund.

Jovem evangélico viraliza após fazer desabafo sobre ser gay na igreja.


Jhonat vem de uma família de pastores 


Um jovem evangélico causou uma comoção nas redes sociais após publicar um texto nesta terça-feira (14), onde relata como foi ter assumido sua homossexualidade vindo de uma família de pastores.

Em um post que já contabiliza mais 30 mil curtidas e 8 mil compartilhamentos, Jhonat Machado, 21 anos, conta que por muito tempo foi difícil lutar contra seus desejos e que vir de uma família religiosa dificultou bastante.

“Cristão, fiel a Deus em tudo que fazia, fui fiel até no meu pensar por muitas vezes, criado na igreja, filho de pastor, neto de pastores, enfim, sempre cristão”, disse.


Jhonat é gay e tem 21 anos


Em outro momento, o jovem relata que apenas conseguiu se libertar para ser quem ele sempre sonhou quando, por meio de um sonho, recebeu a mensagem de um anjo falando que ele não precisava ser “curado” de nada.

“O anjo me disse, olha Deus essa noite ouviu sua oração e mandou eu te entregar uma resposta, Deus disse que ele te ama como você é, você não precisa de cura, você não é doente para querer ser liberto, hoje seu sofrimento acabou, seja livre, viva sua vida”, escreveu.

O relato de Jhonat é bastante comum em muitos lugares do mundo e, por conta disso, têm surgido diversas igrejas com propostas de acolhimento à LGBTs. Salvador é uma das cidades brasileiras que conta com igreja exclusivamente voltada para a comunidade LGBT.

Leia o texto na íntegra:

Quando realmente decidir viver minha vida , fui odiado pelo mundo e por alguns evangélicos e como fui rs’

(VOU RESUMIR UM POUCO )

Primeira foto eu na igreja, cristão, fiel a Deus em tudo que fazia, fui fiel até no meu pensar por muitas vezes ,criado na igreja, filho de Pastor , neto de pastores ,em fim sempre cristão , ao decorrer dos anos sofri demais por ser gay e não me aceitar, viajava para pregar a palavra de Deus ,Deus me usava para curar as pessoas no nome dele , entrei em favelas para falar do amor de CRISTO e vidas eram salvas e liberta, porém tinha dias que eu me perguntava aonde estava Deus ? Pois eu queria uma libertação de algo que não existia (LIBERTAÇÃO GAY) eu tinha um quarto na casa dos meus avós e ali toda noite eu orava e conversava com Deus ,uma certa noite com muita chuva que caia do céu,fui orar… Em muitos prantos e rios de lágrimas conversava com o Senhor pedindo uma cura, porque eu achava que por ser gay eu era doente (e eu não era) e nessa noite chorei demais , lembro-me como se fosse hoje , coloquei o travesseiro na boca e gritava muitos pois era mto forte a opressão que eu vivia, na mesma noite tive um sonho , que um anjo voava para mim e no sonho o anjo dizia, levei sua oração até a Deus e ele te mandou uma resposta,posso te entregar? disse o anjo , e eu disse sim ! Então o anjo me disse ,olha Deus essa noite ouviu sua oração e mandou eu te entrega uma resposta ,Deus disse que ele te ama como você é ,você não precisa de cura ,você não é doente para querer ser liberto ,hoje seu sofrimento acabou,seja livre ,viva sua vida , só não abandona a Deus … Na mesma Manhã dei as caras a fui viver minha vida (ESSA CORAGEM É PRA POUCOS) Ao sair da igreja e não de Cristo , já estava anestesiado sobre as FALSAS PROFESSIAS QUE IAM VIM , falaram que eu ia pegar AIDS , que eu ia ter câncer ,que eu não ia durar 3 mês vivo ,que alguém ia me matar,foram tantas PROFESSIAS ! E hoje ? Hoje tenho muita saúde,não tenho doença nenhuma, nem gripe eu pego kkkk , hoje sou muito feliz, continuo tendo Deus na minha vida ,ele cuida de mim em tudo , é Deus quem me veste , é ele que me da o que comer , é ele que me da saúde para eu trabalhar, sou um cara abençoado ,tenho muita saúde,tenho meu trabalho,tenho minha casa ,tenho minha família , E acima de tudo tenho Deus ?? Deus Deus & Deus (Nada me separa desse amor ,nada vai tirar Jesus de mim ,todo sofrimento acabou, caminhando eu vou ,com Jesus até o fim ,sei que muito vou me alegrar ,por ter esse caminho a Seguir , confesso que eu não vou deixar e que nada vai tirar esse amor que existe em mim ??

Hugo Bonemer revela que tinha medo de não ser amado, não trabalhar, apanhar ou morrer!




Há pouco mais de um ano, Hugo Bonemer assumiu sua sexualidade publicamente a um repórter de televisão corrigindo-o quando este o questionou sobre sua namorada. O ator, que vive um relacionamento de dois anos com Conrado Helt, disse que está muito feliz com sua decisão e que não havia feito antes por medo de represálias. 

“Eu tinha medo de não ser amado, de não trabalhar, apanhar ou morrer… Eu contei porque quis pagar para ver. Eu sou topetudo! Me disseram que eu não ia trabalhar e ser visto. O mais importante foi eu ver o quanto de pessoas que decidiu ser honesta com a família, amigos e consigo mesmo. Honestidade é algo que estamos em carência no Brasil”, opina.

Ele, que interpretou o cantor Oswaldo Montenegro no Show dos Famososdesta domingo (12), acredita que ainda seja cedo para saber se o mercado de trabalho fechou as portas por ter assumido sua sexualidade.




“Eu posso falhar como ator ou por qualquer tipo de motivo, mas todo mundo tem consciência que rejeitar um ator por conta de sua orientação sexual é um crime. Podem me considerar um ator ruim, irresponsável ou incapaz, mas não pode me recusar por preconceito. Se houve ou se um dia rolar, vão sempre achar um motivo diferente para isso. O que eu posso dizer é que já aconteceram mais fatos positivos na minha vida desde que assumi minha sexualidade do que negativas”, comenta.

Hugo afirma que em nenhum momento se arrependeu de ter feito isso publicamente e que nunca teve a pretensão de assumir sua sexualidade, pois isso já era natural em sua vida e em suas conversas com os amigos.

“Era uma pergunta que eu poderia responder para qualquer pessoa. Por que não a um repórter? Por que ter ressentimento de algo que já era tratado com naturalidade por mim? Acho que as pessoas têm de encarar que o homem e a mulher homossexual nasceram normais. É muita gente querendo explicar o que não sabe, não entende e não sente. A ideia de que todo mundo nasce heterossexual e muda no decorrer da vida só pode ter saído da cabeça de um heterossexual, que não entende. Ela só vai entender se eu contar. Se eu não fizer isso, como vai entender que sou normal?”, questiona.

Ele conta que recebeu quase nenhuma represália ou mensagens negativas de haters. O ator prefere focar nos pontos positivos de sua decisão como ter ajudado inúmeras pessoas a se entenderem melhor.

“A quantidade de pessoas mandando mensagens carinhosas ou pedindo ajuda foi muito maior. Muitas delas pedindo ‘pelo amor de Deus’ uma ajuda para contar para suas famílias. Foi uma quantidade muito grande de pessoas implorando por ajuda que nem se comparada com 10 ou 20 haters mandando mensagens desaforadas. Acho que eu tenho de enaltecer o que há de positivo disso tudo. Quero que quem leia essa matéria se sinta feliz e importante no mundo.”

Feliz com seu namoro com Conrado, ele conta que os dois já tiveram um pequeno relacionamento há oito anos e agora vivem um amor mas maduro.

“O Conrado e eu estamos há dois anos. Tivemos um affair há oito anos, nos desencontramos neste entretempo, tivemos outros relacionamentos. Nos reencontramos há dois anos em um teste de musical, solteiros e resolvemos nos dar uma segunda chance, mais velhos e maduros. Vimos que nossa vontade de estarmos juntos continuava, os motivos que nos separaram não existiam mais e resolvemos tentar. Quando tem amor e vontade de ficar juntos, por que não tentar?”, finaliza.

Fonte: ClaireMaire

Após revelar ser gay, Diego Hypólito dá entrevista exclusiva para SBT.


Diego Hypólito e Roberto Cabrine no 'Conexão Repórter'


Após assumir sua sexualidade pela primeira vez ao site Uol, o ginasta olímpico, Diego Hypólito, deu uma entrevista exclusiva ao jornalista Roberto Cabrine. A entrevista será exibida nesta segunda-feira (13), no Conexão Repórter (SBT).

De acordo com o jornalista Fernando Oliveira, da Jovem Pan, a entrevista exclusiva do atleta foi bastante disputada entre as emissoras brasileiras. Por exemplo, a Globo correu atrás, mas não conseguiu. Ela pretendia exibir uma reportagem completa com Diego, onde ele revelaria mais detalhes sobre seu caso nos programas Fantástico e o Esporte Espetacular.

Diego, que tem 32 anos, nunca havia falado nada sobre sua sexualidade tão abertamente. Na publicação do Uol, o ginasta 

questão de dizer os motivos que o motivaram esconder sua homossexualidade.

“Todo mundo me zoava, zombava do meu jeito. Eu tinha o sonho de conseguir uma medalha olímpica e faria de tudo para chegar lá, até esconder quem eu era. Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada”, desabafou.

“Sempre apoiei meu irmão”, diz Daniele Hypólito sobre Diego ser gay.


A ginasta Daniele Hypólito 


A ginasta Daniele Hypólito se pronunciou pela primeira vez sobre a “saída do armário” de seu irmão, Diego Hypólito. Durante uma entrevista ao Globo Esporte Piauí nesta quarta-feira (15), a esportista disse que sempre vai apoiar o Diego.

Em outro momento Dani relatou que por muito tempo foi muito difícil ver de perto o que acontecia com seu irmão. Ela confessou que toda vez que via o Diego sofrendo bullying, ela sofria junto.

“Sou irmã dele, qual irmã que não se sente mal vendo seu irmão sofrendo bullying? Eu ficava em uma situação que que ficava mal por ver meu irmão passando por aquilo, e é uma situação que nunca gostei”, disse.

“Sempre apoiei meu irmão, independente da declaração que ele deu agora, sempre estive do lado dele. Realmente, o Diego para mim vai continuar sendo o Diego”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário