terça-feira, maio 28, 2019

MINHA VIDA GAY

Carlinhos Maia sobre casamento gay: Vamos quebrar rótulos.




Em entrevista exibida no Programa Raul Gil, o influencer Carlinhos Maia discorreu sobre a polêmica envolvendo seu casamento com Lucas Guimarães. A polêmica, notória, desenrolou após o influencer ter dito em entrevista, que sua união não se tratava de uma união gay, mas apenas de um casamento entre dois homens.

A declaração, evidentemente, causou controvérsia com o público LGBTI+. “Todo mundo entendeu, mas como assunto dá like, finge que não”, desabafou. “Há quanto tempo todas as comunidades vêm pedindo para não ser rotuladas? Preconceito vem de quando rotula pobre, negro, veado, gay.”

“Meu nome é Carlinhos e o dele é Lucas. Todo mundo sabia o que era casamento gay. Preciso ficar explicando o que é ser gay? Minha sexualidade é detalhe meu. Quando resolvi assumir, quis demonstrar para as pessoas que tinha talento”. afirmou.

No desabafo, Carlinhos enfatizou que seu intento é quebrar rótulos e não se apropriar de títulos ou bandeiras. “Naquele momento [da entrevista], quis dizer que todo mundo já sabia. Vamos quebrar os rótulos”, continuou. “É isso que a gente está lutando.”

Maia continua: “Preciso respeitar gay que bota saia. Eu Carlinhos sou desse jeito”, afirmou antes de ser questionado pelo apresentador Raul Gil. “Você já sofreu preconceito?” “De jeito nenhum. Não sofro não”, rebateu.

Pioneiro do continente asiático, Taiwan realiza primeiros casamentos LGBT do País


Projeto entrou em vigor nesta sexta-feira, 24 de maio, uma semana após a presidente Tsai Ing-wen sancionar nova legislação


Estima-se que ao menos 300 casais LGBT se apresentem a repartições públicas para oficializar a união.

É oficial. A partir de hoje, sexta-feira (24), casamentos homoafetivos podem ser registrados em repartições públicas de Taiwan que, na última semana, se tornou o primeiro país da Ásia a reconhecer uniões LGBTs perante a lei. 

Casais como Shane Lin e Marc Yuan (foto acima), não perderam tempo. Na tarde de hoje, uma série de taiwaneses compareceu a cartórios da capital, Taipei, para oficializar a união perante o Estado, segundo a agência AFP.

A agência informa que Shane e Marc foram os primeiros. Logo em seguida, chegaram a dramaturga LiYing Chien e sua companheira, uma desenhista conhecida como Cynical Chick, que assinaram a certidão de casamento.

Dados do governo apontam que ao menos 300 casais se apresentaram em um cartório para formalizar a união. Só a cidade de Taipei tem cerca de 150 locais em que uma união homoafetiva pode ser oficializada. 


A dramaturga LiYing Chien e sua companheira, a desenhista Cynical Chick; ao lado, o casal Marc Yuan e Shane Lin. 


Em 17 de maio, Taiwan se tornou o primeiro país da Ásia a legalizar a união entre pessoas do mesmo sexo. Projeto foi aprovado por 66 votos a 27. Fora do Parlamento, em Taipei, a capital, manifestantes enfrentaram chuva forte.

Quando saiu o resultado, segundo a Reuters, era possível ver alguns se abraçando, com lágrimas nos olhos, enquanto outros comemoravam a votação com cânticos de “Asia first” e “Way to go, Taiwan!”

“Hoje é um dia de orgulho para Taiwan. Nós demonstramos o valor da gentileza e inclusão desta terra para o mundo”, disse a presidente, Tsai Ing-wen, em suas redes sociais após a aprovação da medida.


Um grande tapete com as cores do movimento LGBT foi estendido para que os casamentos fossem realizados do lado de fora do cartório. 


“Através da legalização, (nós) garantimos que o amor de todos é igual e todos devem ser tratados igualmente. Hoje podemos dizer que fizemos de Taiwan um país melhor”, acrescentou a presidente, que fez campanha sobre uma promessa de igualdade no casamento na eleição presidencial de 2016.

A lei, no entanto, permite casamentos entre pessoas do mesmo sexo apenas entre os taiwaneses, ou com estrangeiros cujos países reconhecem o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Permite a adoção de crianças biologicamente relacionadas a pelo menos um par do mesmo sexo.

A votação seguiu-se a uma disputa de um ano sobre a igualdade no casamento que culminou em uma declaração de 2017 pelo tribunal constitucional da ilha democrática dando a casais homossexuais o direito de se casarem e estabelecendo um prazo de 24 de maio para a legislação.

Abaixo, veja as imagens dos primeiros casamentos em Taiwan:



Shane Lin, à esquerda, e Marc Yuan, se beijam do lado de fora do Escritório de Registro das Famílias no distrito de Shinyi, em Taipei.


Dados do governo apontam que ao menos 300 casais se apresentaram em um cartório para formalizar a união.





Na tarde de hoje, uma série de taiwaneses compareceu a cartórios da capital, Taipei, para oficializar a união perante o Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário