terça-feira, junho 25, 2019

MINHA VIDA GAY

Fardado, soldado da PM pede namorado em casamento em SP.




Após ser proibido de usar a farda da corporação para pedido de casamento durante a Parada LGBTQ de São Paulo, o policial militar, Leandro Prior, de 28 anos, pediu a mão do seu companheiro, Tinho Silva, de 26 anos, nos Campos Elíseos, região conhecida como Cracolândia, na capital paulista, no último domingo (23/06).

Apesar da felicidade diante do pedido, Leandro afirmou em entrevista ao Poe na Roda ter sentido-se “profundamente constrangido”. “Decepcionado por ter realizado o pedido na área da Cracolândia ao invés de ter feito ao lado dos meus amigos e irmãos LGBT”, afirmou. “O ponto crucial que me fez ir em frente é o fato de que eu nunca na vida permiti que a opinião do outro me ferisse, muito menos que a opinião do outro, seja quem fosse, suprimisse a minha felicidade”, disse o soldado ao UOL.

Segundo a reportagem, o pedido foi rápido, acompanhado apenas por amigos do casal. O clima, no entanto, era de tensão: uma viatura da PM com insulfilme parou em frente ao local escolhido pelos noivos e saiu tão logo o pedido de casamento foi feito. “Espero que tenhamos paz, muitas realizações e que todos e todas possam seguir em frente, convictos de seus valores e princípios, leais a si mesmos”, disse Prior ao ser questionado sobre retaliações.

Em nota enviada ao G1 na última quinta-feira (20/06), a Secretaria de Segurança Pública informou que a solicitação do PM foi negada porque o “uso da farda da Polícia Militar é regulamentado por normas internas da instituição, as quais não preveem o uso do fardamento por policial militar em folga durante manifestações. Por esse motivo, o pedido do soldado foi indeferido”. A secretaria disse também que não houve discriminação por parte da corporação. “Da mesma forma, há 5 anos, foi indeferido o pedido do grupo ‘PMs de Cristo’, que queria utilizar o uniforme durante a Marcha para Jesus”, ressaltou.

Diego Hypolito está namorando advogado maranhense; conheça o boy magia.




Diego Hypolito está cada vez mais à vontade com seus sentimentos e sexualidade. Em recente entrevista ao programa Sensacional, da RedeTV!, o ginasta, que assumiu a homossexualidade em maio deste ano, afirmou que está namorando um rapaz há cerca de um ano. Mas não revelou a identidade do amado na ocasião.

No entanto, o Jornal Extra descobriu quem é o felizardo. Seu nome é Marcus Duarte, um advogado renomado, membro de uma família conhecida no Maranhão. Ele atualmente reside no bairro do Jardins, em São Paulo (SP). Discreto, Marcus mantém seu perfil no Instagram trancado, mas é frequentemente visto na companhia de Diego. Além disso, o advogado também se faz presente nas postagens de amigos próximos ao atleta.




Romagaga fala de preconceito por ser trans: “meu papel sempre foi ser comissão de frente”.




A cantora e personalidade da internet, Romagaga, foi uma das pessoas que passaram pelo Camarote Pride neste domingo (23), durante a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Em entrevista ao Observatório G, a cantora falou do preconceito que sofre por ser trans e a exploração do pinkmoney.

Perguntada pelo repórter Cadu Safner sobre o crescimento de artistas transexuais nas telenovelas e em programas de TV, a cantora confessou que a visibilidade que o grupo tem ganhado nos últimos anos tem a ver com o lucro e não pelo sentimento positivo à causa LGBTQIA+.

Recentemente Romagaga foi vítima de uma grande polêmica nas redes sociais. Convidada para a festa de aniversário de um MC, a cantora foi expulsa do evento em meio aos tapas e empurrões. Questionada sobre o que houve, ela explicou que foi vítima de transfobia e que isso é comum na sua vida.

“Mas não me envergonho disso, porque o meu papel sempre foi ser comissão de frente mesmo, leva na cara. Não me arrependo, porque hoje em dia é um legado. Onde eu chego as pessoas elogiam. Tem quem não gosta? Tem! São as pessoas que julgam. Mas tem quem goste, quem identifica”, disse.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...