quinta-feira, junho 27, 2019

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Taiwan registra mais de mil uniões após legalizar casamento LGBT.


Taiwan é o primeiro país asiático a liberar o casamento LGBT


Primeiro país da ásia a legalizar a união entre pessoas do mesmo sexo, Taiwan tem sido alvo de uma onda de casamento LGBTs. Apenas no mês de junho o país já registrou mais de mil casamentos.

Dos 1.173 casais que oficializaram a união, 790 são de mulheres e 383 eram de homens, segundo o Ministério do Interior. Além disso, mais de 500 casais se casaram em 24 de maio, no dia em que o casamento entre pessoas do sexo se tornou possível.

Apesar de oficializar a união entre pessoas do mesmo sexo, a justiça de Taiwan não deu aos LGBTs os mesmos direitos que pessoas heterossexuais. Por exemplo, a lei limita os casamentos transnacionais. Para um estrangeiro se casar em Taiwan, o casamento entre pessoas do mesmo sexo deve ser legal em seu próprio país.

Nas últimas semana um fato inusitado envolvendo o país também entrou em destaque. Com apenas três semanas após oficializar os casamentos, um casal de jovens pediu o cancelamento da união. Segundo eles, a família não aceitou o casamento.

Itamaraty orienta diplomatas a frisar que gênero é apenas sexo biológico.


O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defende gênero como fator biológico. Quando assumiu a pasta, associou o tema ao que chama de “globalismo”, e afirmou que as mudança estão destruindo nações


Diplomatas brasileiros têm recebido instruções oficiais para tratarem a palavra gênero apenas como sexo biológico: feminino ou masculino, durante negociações internacionais. As informações são de reportagem do jornal Folha de S.Paulo desta 4ª feira (26.jun.2019).

A instrução foi dada a diplomatas que participaram de reuniões na ONU (Organização das Nações Unidas) e na Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos).

O direcionamento é alinhado a posicionamentos anteriores do ministro da pasta, Ernesto Araújo, que discursou sobre o tema quando assumiu o cargo, falas da ministra Damares Alves (da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo a reportagem, a mudança pode prejudicar a política externa, como nos casos de concessão de refúgio aos que chegam ao Brasil e a designação ao país para ser mandatário em conselhos internacionais.

O que diz a teoria de gênero

A teoria de gênero apresenta que gênero e orientação sexual são construções sociais, não somente determinações biológicas. Os contrários a ideia sugerem que se trata de 1 ataque a estruturas familiares tradicionais.

Barroso determina que mulheres trans cumpram pena em prisões de acordo com o gênero.


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal. 


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que presidiárias transexuais identificadas com o sexo feminino poderão cumprir pena em prisões de acordo com se gênero. Ele concedeu uma medida cautelar nesta quarta (26), após proposta feita pela Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT).

Em fevereiro de 2018, Barroso já havia determinado a transferência de duas travestis para presídios femininos. Elas estavam presas desde 2016 na Penitenciária de Presidente Prudente, no interior paulista.

Desta vez, o ministro limitou a determinação a todas as pessoas trans identificadas com o sexo feminino e não estendeu a decisão às travestis.

Casais LGBTs podem se inscrever em programas de habitação popular de Natal.




Agora casais homoafetivos podem se inscrever em programas de habitação popular na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. A novidade foi sancionada pelo prefeito Alvaro Dias (MDB), na dia 12 de junho e publicada no Diário Oficial do Município no dia 17.

A nova lei garante o direito de inscrição apenas a casais que tenham união estável ou que se enquadrem nas faixas de renda estabelecidas. O Poder Executivo deve regulamentar a lei em um prazo de 90 dias.

“A ideia do projeto surgiu a partir de uma audiência pública feita pelo nosso mandato no ano passado, com a população LGBT, que apontou problemas, dificuldades que essas pessoas passam principalmente, quando o assunto é inclusão“, apontou o vereador Dickson Nasser Júnior (PSDB), autor da proposta, ao site G1.

Para os interessados, a inscrição pode ser feita na sede da Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos (Seharpe), na Rua Princesa Isabel, 799, no bairro Cidade Alta, ou fazer cadastro através do site do Minha Casa, Minha Vida da Prefeitura.

Brasil produzirá Duplivir, remédio usado para combater HIV.




O Duplivir, um medicamento usado para o tratamento do HIV, começará a ser totalmente fabricado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Rio de Janeiro. A medida, que começá em agosto, vai baratear em até 10% os gastos do governo federal com a compra do medicamento para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, o remédio é fabricado em parceria entre a Fiocruz e laboratórios privados. Ao longo de cinco anos, o Ministério da Saúde solicitou um total de 368 milhões de unidades do Duplivir que foram fabricadas em parceria com a iniciativa privada. A coordenadora de Desenvolvimento Tecnológico de Farmanguinhos da Fiocruz, Alessandra Esteves, ressalta que a produção em um laboratório público afeta especialmente o preço do medicamento.

“Esse projeto representa a autonomia nacional da produção desse medicamento no país, o que gera renda, emprego, e principalmente autonomia em relação aos preços, o que aumenta em muito o acesso da população. Aumenta o número de pessoas que podem ser tratadas através do medicamento”, explica Esteves.

O projeto faz parte de uma política do Ministério da Saúde, chamada Parceria de Desenvolvimento Produtivo, onde um laboratório privado transfere a tecnologia de produção para um laboratório público. O processo já está em uma das últimas etapas. Para a produção completa da Fiocruz, falta apenas uma autorização do procedimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Mãe chama atenção ao distribuir abraços na Parada LGBT de SP.


Katia Regina foi à Parada acompanha dos filhos e esposo 


Um dos gestos mais bonitos de ser ver na 23ª Parada LGBT de São Paulo realizada no último domingo (23), foi o da advogada Katia Regina Andrade de Oliveira, 57 anos, que ao lado do marido, dos filhos e da mascote da família, uma cachorrinha, distribuía ao longo da avenida Paulista abraços para os frequentadores que precisam de algum tipo de acolhimento, por conta da rejeição que sofrem de suas famílias.

Desde pequena a ativista pelos direitos humanos sabe que a educação, a empatia e o engajamento são fundamentais para acabar com o preconceito que milhares de pessoas da comunidade LGBTQ+ sofrem diariamente em casa, no trabalho e nas ruas. Os pais da advogada sempre militaram pelas causas sociais.  

“Venho desde a primeira edição, meus filhos eram pequenos. Não adianta ficar só na rede social. Quero demonstrar para os amigos, para a família. No começo era importante porque era meia dúzia de pessoas. Hoje é importante por causa do horror desse governo”, ressalta a advogada que esteve presente na missa de sétimo dia do jornalista Vladmir Herzog, torturado e morto na ditadura militar, além das Diretas Já.

Muito emocionada, Katia reforça como a atenção pela causa faz toda a diferença na vida das pessoas: “Temos que apoiar. Todos são iguais, independente de qualquer coisa. É essencial. Esse apoio, esse abraço é importante. É uma troca, eu também recebo”, diz a ativista que abomina o termo tradicional família, utilizado para ressaltar o papel do homem e da mulher na sociedade. 



Após pedir namorado em casamento, PM recebe ameaças de morte.




Contrariando as normas da corporação, o Polícial Militar, Leandro Prior, pediu o namorado em casamento neste domingo (23), vestindo a farda da corporação e o fato não agradou muitas pessoas.

Nesta segunda-feira (24) Leandro apresentou à Corregedorida da Polícia Militar de São Paulo uma denúncia de que estaria sendo alvo de ameaças de morte e sofrendo crime de racismo.

De acordo com o site Universa, uma das mensagens que Leandro recebeu foi de uma policial reformado, que haveria trabalhado na 39º Batalhão da Capital. Por meio do Facebook, o homem usou de palavras pejorativas e afirmou que iria “caçar” Leandro.

“Bichona filha da put* pede baixa [ou seja, pede exoneração] seu viadão do caralh*, vou te caçar atrás te catar te encontrar e vou te quebrar todo seu viado do caralh* (sic)”, diz a mensagem, que enfatiza a Prior que ele não vai “desonrar a minha gloriosa PMSP [Polícia Militar do Estado de São Paulo].” Em tom direto, finaliza: “VOU TE CAÇAR E TE ENSINAR A VIRAR HOMEM NA PORRADA”.

O Universa também teve acesso a outras mensagens que circularam em grupos de WhatsApp de policiais desde domingo, após o pedido de casamento ser consumado. Em áudios, por exemplo, supostos policiais afirmam que Prior estaria “ofendendo a dignidade” da classe “e a instituição“, enquanto “mártires estão na rua caçando ladrão, prendendo, trocando tiro”.

Para quem não lembra, Leandro ficou conhecido no ano passado, após ser flagrado beijando o namorado, Elton da Silva Luiz, de 26, no metrô de São Paulo. No momento o rapaz estava usando a farda da empresa e isso causou uma enorme polêmica.

Transexual é ameaçada de sequestro por grupo satânico de São Paulo.


As mensagens diziam q ela iria ser sequestrada e vendida para um grupo Santânico 


Após receber várias mensagens de ameaças de sequestro, uma transexual procurou a polícia de Santos nesta terça-feira (25), para solicitar apoio e segurança do órgão. De acordo com a vítima, as mensagens diziam que ela iria ser sequestrada e vendida para um grupo satânico. Casos do tipo já se enquadram no crime de LGBTfobia.

Segundo informações do site G1, as primeiras ameaças surgiram na noite da última quinta-feira (20). Em uma das mensagens o homem se identifica como “Anjo” e afirma que vai caçar a vítima pela cidade, para vender a um grupo satânico, que iria fazer um ritual com ela.

“Olá, travesti. Uma boa noite para você. Eu sou um anjo enviado por um seguidor e irei te caçar onde você estiver neste exato momento. Você foi escolhida para ser sequestrada e irei te vender para um grupo de satanistas illuminatis”, dizia a mensagem do homem.

Em outras mensagens, o “Anjo” ainda afirmou que o grupo fica localizado na zona norte de São Paulo. Pelo celular ele chegou a detalhar o que faria com a vítima, dizendo que após ser capturada, a iria colocar dentro de um veículo de cor preta, com apoio de alguns amigos que o ajudariam “na missão”.

O caso foi registrado como crime de ameaça e será investigado. Informações que possam ajudar a identificar o suspeito podem ser comunicadas à Polícia Militar pelo 190 ou por meio do Disque Denúncia 181.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...