terça-feira, setembro 03, 2019

FOFOCAS DE CELEBRIDADES - GOSSIP

Katy Perry lança clipe bem divertido para "Small Talk", com participação de sua cachorrinha. 



Nesta sexta-feira (30), Katy Perry aproveitou para divulgar o clipe do seu último single, "Small Talk", música que sucedeu o lançamento de "Never Really Over".



Charli XCX se une ao HAIM em "Warm". 



Charli XCX liberou mais uma amostra de seu próximo álbum. "Warm" tem a participação especial do HAIM e vai estar em "Charli", o terceiro álbum da inglesa que será lançado em 13 de setembro.



Bebe Rexha está com música nova. Ouça "Not 20 Anymore"!



"Não, eu não tenho mais 20 anos/Não tente fazer eu me sentir insegura" é essa a mensagem que Bebe Rexha quer passar em sua nova música chamada justamente "Not 20 Anymore" (ou "Não tenho mais 20 anos"). Curiosamente, o single está sendo lançado no dia do aniversário de 30 anos da artista.



Sem alarde, Bom Sucesso exibe beijo gay e internautas comemoram.




De forma natural e sem muito alarde a novela Bom Sucesso (TV Globo) exibiu nesta quinta-feira (29), um beijo gay entre os personagens Pedro (Rafael Infante) e William (Diego Montez).

O beijo aconteceu de forma simples, em uma cena de café da manhã. Na ocasião o casal se despede dando um selinho. Apesar de ainda ser algo nada comum, durante a programação a Globo não fez propaganda ou campanha sobre o fato.

Apesar disso, nas redes sociais a cena natural foi motivo de celebração para os internautas. “Ainda tô impactado com o beijo gay que foi natural e sem aquela enrolação toda”, escreveu um internauta. “Amo q o beijo foi algo tão natural e simples sem aquele alarde ou drama”, relatou outra telespectadora sobre a novela, que nesta semana chocou com um caso de estupro.

E os telespectadores da TV Globo podem esperar por mais cenas como esta na programação. Nesta semana foi anunciado que as personagens Valéria e Camilia, de Órfãos da Terra, irão iniciar um relacionamento e a cena de beijo entre elas já foi gravada.

Eduardo Costa diz que não vê problemas em ter filho gay, desde que não seja “afeminado”.




Após revelar que já fez sexo com 10 mulheres em um único dia, o cantor Eduardo Costa afirmou que não vê problemas em ter um filho gay, mas prefere que ele não seja “afeminado”. A declaração foi dada durante uma entrevista ao jornalista Léo Dias, do site Uol.

“Se eu tiver um filho homossexual, você acha que eu vou ligar? É ruim, é triste? Claro que não. A parte triste é se esse filho levantar bandeira e dizer que todo mundo tem que ser viado”, afirmou o ex-affair de Antônia Fontenelle.

“Se meu filho é viado, (mas) tem postura, se veste bem, não fica aquele viado afeminado, cheio de trejeitos, mas tem o namorado dele lá, tem as coisas dele lá, no cotidiano é um homem que paga suas contas em dia, cumpre obrigações é um cara sério, então meu filho é viado, mas é muito mais macho que um monte que tem por ai”, disse ele. “O que cobro de qualquer ser humano, seja viado ou não, é postura”, completou.

Ainda durante a entrevista, Eduardo, que polemizou na última eleição ao apoiar o presidente Jair Bolsonaro (PSL), relatou que teve bastante prejuízo com a escolha política. Ele teria perdido contratos milionários.

“Perdi muito show. Eu tomei um prejuízo com o Bolsonaro de quase 5 milhões de reais, só por aquelas coisas que eu falei. Eu fazia 150 shows por ano, eu fiz 90”, declarou.

Leão Lobo rebate Eduardo Costa sobre gays: “Incoerente”.


Leão Lobo e Eduardo Costa 


Nesta quinta-feira (29) o programa Fofocalizando exibiu uma entrevista com Eduardo Costa realizada pelo jornalista Léo Dias. Nesse sentido, no transcorrer da conversa, o sertanejo deu declarações controversas e, sob a ótica de Leão Lobo, ‘incoerentes’ .

Eduardo costa revelou que não vê problemas em ter um filho gay, mas prefere que ele não seja “afeminado”. “Se eu tiver um filho homossexual, você acha que eu vou ligar? É ruim, é triste? Claro que não. A parte triste é se esse filho levantar bandeira e dizer que todo mundo tem que ser viado”, disse o famoso.

Nessa direção, após o fim da reportagem, Leão Lobo contestou Eduardo, deixando uma indagação ao cantor pairando no ar.“Esse é o incoerente Eduardo Costa. Ficou aí se vangloriando que pegou que pega mil mulheres, dez mulheres, não sei quantas por dia, e aí o homossexual não pode falar, não pode levantar bandeira?”. 

“Que direito ele tem de dizer o que homossexual pode ou não pode? Fica na dele! É um absurdo isso. Ele nem percebe a incoerência dele. Ele pode tudo, pode contar que pega dez mulheres, se vangloriar que a agenda tem mil mulheres, e os homossexuais tem que ficar quietinhos?”, finalizou.



Após piada sobre Bolsonaro, imitador de Dilma discute com plateia em show.


Humorista Gustavo Mendes, conhecido por imitar a ex-presidente Dilma Rousseff.


O comediante Gustavo Mendes, famoso pelas imitações da ex-presidente Dilma Rousseff, se defendeu nas redes sociais neste sábado após discutir com pessoas que se sentiram incomodadas e deixaram seu show na noite desta sexta-feira (30), em Teófilo Otoni, Minas Gerais, por piadas sobre o presidente Jair Bolsonaro.

Um vídeo compartilhado no Twitter mostra o público reagindo a falas do humorista sobre o presidente. 


Jouberth Souza@jouberth19

"Humorista Gustavo Mendes tentou lacrar em cima do presidente Jair Bolsonaro. Com isso, varias pessoas se retiram do show exigindo a devolução do dinheiro. Isso aconteceu em Teófilo Otoni-MG. Quem lacra, não lucra!"

“Eu fiz uma piada com o Bolsonaro, no meu papel do comediante, e algumas pessoas se revoltaram e tentaram impedir o show. Eu botei eles para correr, botei para fora do show, porque fascista não tem lugar no meu show”, disse Mendes em um vídeo nas redes sociais.

Em seu canal no YouTube, o humorista disse que não ia admitir censura. “Eu não vou aceitar essa tentativa de intimidação, principalmente de pessoas que se articularam para isso”, afirma Mendes. “Onde estavam estas pessoas quando eu debochava da Dilma? Quando eu debochava do Temer?”, acrescentou.



Para revista, diretor de Hollywood afirma que já fez sexo com mais de vinte mil homens. 




Em entrevista inédita para a revista Volture, o diretor Joel Schumacher, do filme Batman & Robin (1997), fez diversas revelações envolvendo sua homossexualidade. Acompanhe!

O cineasta de 79 anos tem vivido abertamente sua homossexualidade há décadas, inclusive na época de lançamento de seu filme mais controverso (e igualmente mais famoso), Batman & Robin (1997). Para a Volture, ele afirmou, inclusive, que sofreu homofobia durante a exibição do longa-metragem, sendo sempre questionado se Batman e Robin seriam um casal. “Se eu não fosse gay, jamais diriam algo assim”, disse Joel Schumacher à publicação.


O diretor Joel Schumacher.


Essa não foi, nem de longe, a afirmação mais polêmica que o diretor fez para a revista. Quando questionado sobre o número de parceiros sexuais que já teve, o cineasta deu uma resposta surpreendente: já teria feito sexo com quase VINTE MIL HOMENS!

“Dez ou vinte mil. Não é um número surpreendente para homens gays, porque é o que temos disponível. A maioria dos homens gays tem muitos parceiros porque não temos muito a cultura de dizer não.” Afirmou, sem pudor. “Eu fiz sexo com pessoas famosas, com pessoas casadas e com pessoas que já morreram. Eu nunca contei sobre ninguém que me concedeu o favor de dividir uma cama comigo”.

Faiz isso nãaaaaao...





Joãozinho, vai levar muito tempo no banho?



Que é isso garoto?







Me mostra e vejo o que posso fazer...





A-D-O-R-O O O O!






Nudes do jogador de futebol Kristian Dzahmov.






Anônimos também têm vez...







Até mais!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...