terça-feira, novembro 12, 2019

HOMOSSEXUALIDADE

DESABAPHO:

Faz 1 ano e meio que “namoramos”, mas ele não quer sair do armário.




"Bom, estou em um “relacionamento” já faz um ano e seis meses."

O problema é: meu “namorado” não é assumido.

Além do fato de ser filho único e não querer decepcionar os pais, creio que deve ter medo de ser assumir porque sempre foi o garanhão entre os amigos hétero.

Desde do começo, ele deixou claro que não se assumiria, mesmo assim, eu quis continuar.

No início, era para ser apenas sexo, porém fomos nos envolvendo cada vez mais. Eu o amo muito, e acho que ele também me ama, caso contrário, não estaríamos até hoje juntos.

Até pouco tempo, não cobrava que ele se assumisse. Amo tanto ele que aceitava o nosso lance de viver do jeito que dá.

Mas chega uma hora que cansa ter um relacionamento às escondidas, não poder apresentar o namorado para ninguém.

Eu queria poder ir no cinema, em restaurantes, sair na rua de mãos dadas e fazer tantas outras coisas tão básicas que os outros casais fazem.

A gente namora só entre quatro paredes. Parece que não é real, sabem?

Tentei conversar com ele, mas ele é muito orgulhoso. Disse que eu sempre soube que seria assim, que não posso reclamar agora.

Só que eu acho que cheguei no meu limite desse nosso lance.

Não sei o que eu faço: se continuo por amar ele demais ou se acabo com isso e tento achar uma pessoa que esteja disposta a viver do meu lado de verdade.

Devo desistir?

2 comentários:

  1. Olá, Boa Noite. Ter um relacionamento as escondidas pode ser legal no começo, mas sinceramente não tem um "futuro" a longo prazo (pode até durar - mas acaba não se tornando saudável e pelo visto você já esta a perceber isso). Tente uma conversa "definitiva" com ele e exponha todos os fatos (não é exigir algo do outro) e relatar o que você sente e o que deseja pra si, todavia se mesmo assim ele não estiver ou mentalmente não puder suprir essas necessidades, acho que é melhor dar um tempo e ver se a ficha dele cai e se no fim de tudo isso não acontecer você terá oportunidade de encontrar alguém que consiga compartilhar os mesmos objetivos que você na vida (sem amarras) e por fim deseje que ele também encontre a coragem de viver a vida dele por completo (Sem ficar preso no que os outros vão dizer/pensar- que pra mim essa é a pior prisão de todas, aquele que é interna.. Toda Sorte do Mundo pra Vcs.

    ResponderExcluir
  2. Se assumir ou não, é um direito dele,
    Você terá que respeitar.
    Talvez pelo próprio preconceito, com a sua homossexualidade, e não querer decepcionar os pais, por ser filho único, e sempre foi o garanhão entre os amigos héteros...
    E por aí vai!!!
    Conheço bem esse tipo...
    A quem você acha que "ELE" está enganando???
    A "si" próprio!!!
    A ficha dele ainda não caiu...
    E talvez, para o seu desespero... nem caia.
    Conheço muitos que vivem "assim" as sombras, somente entre quatro paredes.
    No início era somente sexo, mais você se apaixonou, e foi dando tempo ao tempo, e já deve estar cansado desse relacionamento às escondidas.
    E ficar em cima do muro, vendo a vida passar, não acho aconselhável.
    Tenha uma conversa franca com o cara, e se for preciso...
    Tome uma decisão que também será só sua...
    Não se iluda, use a razão e não o coração.
    E que vocês dois possam chegar a
    consenso.
    Tô na torcida
    Boa sorte e um abração.

    ResponderExcluir