sexta-feira, dezembro 13, 2019

MINHA VIDA GAY

Casal de alunas lésbicas cala homem homofóbico eleitor de Trump com beijão.


Em vídeo que viralizou no Twitter, um casal de lésbicas calou o discurso de um homofóbico conservador apoiador do Presidente americano Donald Trump, com um mega beijo apaixonado.

O homem republicano estava no campus da Universidade da Califórnia em San Diego vestido com uma camisa vermelha de Trump, manifestando com uma placa listrada com o arco-íris da bandeira LGBTQI+ defendendo o casamento “tradicional de um homem e uma mulher” escrito nela.

O casal de alunas resolveu que a melhor forma de calar um discurso como aquele, era dando um lindo beijo bem na frente dele e de todos que estavam ali presentes, o que acabou resultando em aplausos e gritos de alunos que estavam ao redor.


Uma das alunas que gravou o vídeo, Crystal, postou em seu Twitter com a mensagem: “Esse cara era homofóbico e apoiador de Trump então vocês sabem que precisávamos fazer isso com eles”. Usuários do Twitter parabenizaram o casal de meninas com várias mensagens em apoio.

Alguns também como resposta, escreveram sobre a hipocrisia de pessoas que discriminam o individuo LGBTQI+. O vídeo viralizado conta com mais de 75 mil curtidas e 14 mil retweets.

Antônio Pitanga abre o jogo sobre namoro lésbico de Camila Pitanga: “aprovado”.

Camila Pitanga, Atônio Pitanga e Beatriz Coelho 

O ator Antônio Pitanga resolveu abrir o jogo sobre o que acha do namoro lésbico de Camila Pitanga, com a artesã Beatriz Coelho. Segundo artista, ele já conhece a nora e aprova o relacionamento das duas.

A declaração de Pitanga foi dada durante uma entrevista ao programa TV Fama desta terça-feira (10). O ator, que está com 80 anos, prestigiava a abertura do Festival de Cinema do Rio.

“Os filhos vêm da gente e depois eles andam com as próprias pernas e criam asas para o mundo. Nenhum pai ou uma mãe é dono de um filho. Está aprovado o namoro, sempre. O que os meus filhos fizerem, eu vou aplaudir e abençoar”, disse ele.

Camila e Beatriz revelaram o namoro em novembro deste ano. A notícia veio logo após começar a circular nas redes sociais um boato sobre o namoro lésbico. As duas estão juntas há ano.

Em entrevista ao jornalista Leo Dias, a artista deu detalhes da relação. “Estamos em 2019, acho que com tantos avanços e conversas e informação, é impossível que alguém não entenda ou não respeite o fato que todo ser humano é livre para amar quem quiser. Amor é amor”, declarou ela, que está na série Aruanas.

Prefeitura do Rio concede licença-paternidade pela 1ª vez a homem trans.


Vivendo como homem transexual há seis anos, o carioca Glauco Vital, de 49 anos, realizou o sonho de ser papai há quase um mês, quando nasceu a pequena Giovanna, fruto do relacionamento de quatro anos com a enfermeira Marcela Santoro, de 34 anos. Funcionário da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual do Rio de Janeiro (CEDS), Glauco é o primeiro homem trans a ter o direito a Licença Paternidade concedido pela prefeitura do Rio.

“Ter direito aos dias da licença-paternidade para estar junto da minha esposa e filha é simplesmente imprescindível e maravilhoso. Além de poder ajudar a minha esposa nos cuidados com a nossa bebê, é importante por ser um período de adaptação a essa nova fase da minha vida que se inicia agora: ser pai”, disse Glauco em nota enviada à imprensa. Glauco ficou os 20 primeiros dias de vida acompanhando de perto o dia a dia de Giovanna, dando banho, ajudando a colocar para dormir e prestando todo o suporte necessário para mulher.



“É uma oportunidade. Sei que sou responsável por abrir portas para que outros homens trans possam ter esse direito e usá-lo. Esses primeiros dias são momentos importantes e complicados. Mas é muito bom para criar esse vínculo com o bebê, ela olhar que sou pai. É o sonho de uma vida inteira, e esses 20 dias são essenciais para isso. Se tivesse trabalhando, não seria a mesma coisa. Todos os pais merecem sim”, diz.

Segundo assessor de mídias digitais, ele não enfrentou grandes dificuldades para conseguir a licença-paternidade.”Minha documentação já está toda alterada, então foi um processo tranquilo. Eu não tenho tanta aparência masculina, o que poderia ser um problema, mas mesmo assim, não tive muita dificuldade”, comemorou. Glauco espera, agora, que seu caso possa abrir as portas para outras pessoas trans. “Me sinto orgulhoso como homem trans por servir de exemplo para que mais homens trans possam fazer também uso desse direito”, diz.

“Sigo meus sonhos e sou gay. Isso é natural”, diz a musa do UFC, Amanda Nunes.



Ultrapassando barreiras no esporte e levantando bandeiras, Amanda Nunes está ganhando cada vez mais notoriedade, sobretudo depois que se tornou a primeira mulher a conquistar dois cinturões do UFC. Vale frisar que Nunes também é conhecida pelo ativismo e, nesse sentido, falou sobre isso e vários outros assuntos em entrevista ao Estado.

“Cada vez mais as pessoas se sentem à vontade para se posicionar. O importante é você viver feliz, do jeito que você é. Para mim, sempre foi muito natural, nunca tentei associar isso com a minha carreira“, ressalta.

“Eu vivo a minha vida, sigo meus sonhos e sou gay. Isso é natural. E, se todo mundo encarar dessa forma, as coisas serão bem mais fáceis no futuro”, conta ela, que posou nua recentemente.

“A vida do lutador nunca para. Você conquista um cinturão e precisa defendê-lo, precisa defender o seu trabalho. Eu não sei do futuro, mas sei que estou em um caminho muito importante e muito gratificante. Estou bem, então vamos continuar caminhando em frente. E sobre um terceiro cinturão, vamos ver o que a vida vai oferecer para a gente”, diz Amanda sobre os percalços da profissão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário