terça-feira, dezembro 24, 2019

MINHA VIDA GAY


Com filho LGBT de 12 anos, Dwyane Wade critica homofobia e diz: “Nada mudou no meu amor”.


Dwyane Wade com a esposa e filhos vestidos com blusa de uma campanha criada pelo atleta por uma educação mais inclusiva com renda revertida para ong que luta pelos direitos LGBT

O tricampeão da NBA falou sobre o tema em uma entrevista sem especificar a identidade de gênero ou a orientação sexual de Zion.

Marcado na história da liga americana de basquete, o ex-jogador Dwyane Wade também se mostra um craque fora das quadras. Em uma entrevista para os ex-atletas Matt Barnes e Stephen Jackson no podcast “All the Smokes”, o tricampeão da NBA pelo Miami Heat falou sobre o seu relacionamento com Zion, de 12 anos, que é assumidamente uma “criança viada”. Com fortes declarações, Wade criticou a homofobia e também falou sobre o seu processo de entendimento do gênero e sexualidade de seu filhe (com e no final, pois como não foi especificado a identidade de gênero ou a orientação sexual de Zion, vamos tratar a criança nesta matéria como não-binaria).

“Eu tive que me olhar no espelho quando meu filho tinha 3 anos e eu e minha esposa começamos a perceber que ele não estava na mesma sintonia de um menino como Zaire (outro filho de Wade). Eu tive que me olhar no espelho e dizer: ‘E se o seu filho voltar para casa e disser que é gay? O que você vai fazer? Como vai ser? Como vai agir? Não é sobre ele. Ele sabe quem ele é. É sobre você. Quem é você?'”, disse o ex-atleta, que foi eleito o melhor jogador das finais da temporada de 2006.

Em diversos momentos da entrevista, Dwyane Wade falar de Zion usando pronomes feminino e masculinos, sem especificar a identidade de gênero ou a orientação sexual de Zion. Recentemente, Wade recebeu muitas mensagens nas redes sociais depois que sua esposa postou uma foto de sua família com Zion usando roupas e artefatos considerados “femininos”.



Wade recebeu muitas mensagens nas redes sociais depois que sua esposa postou uma foto de sua família com Zion usando roupas e artefatos considerados “femininos”. 

“Quando eu respondo a certas coisas nas redes sociais, eu não respondo porque feriu os meus sentimentos. Eu respondo porque entendo a minha plataforma, entendo que falo por pessoas que não têm a mesma voz que eu. Eu falo por muitos da comunidade LGBTQ+. Nesse processo, vai ter muita negatividade, muito ódio. E não é só pela sexualidade do meu filho, mas por ser também um jovem negro e com tudo que vem com isso”, declara Dwyane Wade.]

Nesse processo de entendimento de Zion, Wade falou sobre a importância de pessoas que mudaram a sua percepção da realidade e o fizeram ver o mundo “com lentes diferentes”, destacando o papel de sua esposa, Gabrielle Union – que é mãe biológica apenas da filha mais nova de Wade.

“Eu cresci em uma mesma perspectiva de muitas pessoas que são um pouco ignorantes. E você conhece pessoas durante a vida que te ajudam a tirar esses óculos e colocar outros para você ver a vida com lentes diferentes. Foi isso que a minha esposa fez. Então, tem sido muito legal”, revela o astro da NBA.

Além disso, Dwyane Wade fez questão de pontuar que as pessoas LGBTQ+ são normais e os anormais são os homofóbicos. E ainda disse que faz tudo para que seus filhos e filhas sejam livres e vivam suas vidas felizes.

“Primeiramente, você não fala sobre ter força e confiança. Meu filho de 12 anos tem muito mais do que eu. Você pode aprender algo com as crianças. Eu e minha esposa fazemos questão de que eles entendam o poder de suas vozes. Nós queremos que eles sejam o que eles quiserem ser nesse mundo. É o nosso objetivo. Eu vi a transformação na vida do meu filho e nada mudou no meu amor, nada mudou nas minhas responsabilidades. O que eu tenho que fazer agora é me educar mais. É o meu trabalho”, disse o pai de Zion.

Além de Zion, de 12 anos, Dwyane Wade também é pai de Zaire, de 17 anos, Xavier Zecharian, de 6 anos, uma filha de um ano e adotou o sobrinho Dahveon Morris, de 18 anos.

Não-binário

Antes de entender o que é ser uma pessoa não-binária, vale destacar algumas definições e suas diferenças. Por exemplo, diferenciar identidade de gênero, que é a forma que a pessoa se entende como indivíduo social; com expressão de gênero, que diz respeito a como cada indivíduo se expressa no mundo (roupas, linguajar, voz, estilo, comportamento), características socialmente associadas ao universo feminino ou masculino.

Também é importante entender as diferenças entre sexualidade, que está relacionada à genética binária em que a pessoa nasceu, masculino, feminino e intersexual; e orientação sexual, como se caracteriza o desejo sexual predominante de uma pessoa, que pode ser por pessoa de gênero diferente, igual ou de mais de um gênero.

Não-binário é o termo associado a pessoas cuja identidade ou expressão de gênero não se limita às categorias “masculino” ou “feminino”. Algumas pessoas não-binárias podem sentir que seu gênero está em algum lugar entre homem e mulher, ou podem definir seu gênero de maneira totalmente diferente, não sendo sinônimo de travesti ou transexual. Uma pessoa não-binária pode se apresentar como “queer” ou declarar que tem identidade de gênero “não-conformista”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário