segunda-feira, janeiro 27, 2020

NOTICIAS DO MUNDO GAY

Pré-candidato à Casa Branca fala sobre ter se assumido gay: “tive que correr o risco”.

Pete Buttigieg

Um dos grandes nomes da eleição dos Estados Unidos deste ano, o pré-candidato à Casa Branca Pete Buttigieg tem cada vez mais se aproximado de seu objetivo, mas ser gay tem sido uma barreira.

Em entrevista ao jornal The New York Times, o prefeito da cidade South Bend falou como foi ter revelado sua sexualidade publicamente, sabendo que ser gay nos EUA ainda é uma questão negativa.

“Cheguei à conclusão de que tinha que correr o risco. Além disso, eu tinha um pouco de fé em minha comunidade, de que pelo menos em meu emprego [como prefeito] poderia ganhar outra chance com base no trabalho que realizava”, afirmou.

“Percebi que, entre o momento que percebi ser gay e o momento que declarei isso publicamente, vivi um período em que evitei o amor. A maioria dos colegas tinha algo que eu não tinha, que é saber como é estar apaixonado. Isso era insustentável”, completou.

Hoje, sem problemas com sua sexualidade, Pete é casado com o professor de teatro Chasten Buttigieg. Os dois têm uma filha juntos e vivem um relacionamento desde 2015.

Ainda visto como novidade dentro da política do EUA, Pete revelou que tem recebido muitos retornos positivos, principalmente de jovens. Segundo o político, não só pessoas LGBTs tem se identificado com ele.

“Foi muito emocionante quando um adolescente me informou que minha campanha o ajudou a sentir que ela tinha um senso de pertencimento à sua escola e ao ambiente, mesmo que ela tivesse autismo. Então, é essa ideia de representar a diferença de uma maneira que valide os outros”, disse.

Homem é condenado a prisão perpétua após matar esposa transexual.



Mark Steele, cometeu um crime chocante, que aconteceu nos Estados Unidos em 4 de janeiro de 2018. O homem se declarou culpado e foi condenado a prisão perpétua, após matar a ativista e mulher trans, Christa Steele Knudslien.

Mark Steele Knudslien de 49 anos, alegou ter cometido o crime após um desentendimento com a esposa. Eles dormiam em um colchão de ar e a mulher estava reclamando que ele se mexia muito. Ele então, perdeu a paciência e a atacou a machadadas.

De acordo com o UOL, no dia seguinte, ele foi a delegacia e disse que merecia ser preso por ter feito algo muito ruim. Os policiais encontraram o corpo da vítima no porão da casa. Apesar de ter recebido prisão perpétua, ele poderá entrar com recurso de liberdade em 25 anos.

Os laudos médicos comprovaram que a mulher sofreu uma intensa hemorragia, após ter sido atacada por uma faca na cabeça. A vítima transexual que morreu, lutava pelos direitos LGBT e fundou um concurso transgênero.

Regina Duarte é orientada a não aprovar projetos LGBT.



Regina Duarte ainda não aceitou o pedido de comandar a Secretaria de Cultura, mas os planos e propostas que a atriz pretende realizar, já são bem criticados nas redes sociais.

Segundo o Guia Gay, ela recebeu orientações para não aprovar projetos sobre a diversidade, LBGT ou de “esquerda”. A atriz apoia o presidente antes mesmo de sua candidatura, e durante as campanhas ela defendeu Bolsonaro o tempo todo.

“Quando conheci Bolsonaro pessoalmente, encontrei um cara doce, um homem dos ano 50, como meu pai, e que faz brincadeiras homofóbicas, mas é da boca pra fora[…]”, disse Regina nas eleições em 2018.

Vale lembrar que recentemente a cantora Anitta se irritou e se pronunciou nas redes sociais, com o suposto projeto de Duarte, de criar um evento “família”, e deixar de lado a cultura do baile funk.

Florianópolis se recusa a realizar casamentos homoafetivos.


Indo contra as capitais do Brasil, Florianópolis tem barrado um dos Direitos garantidos pelo Supremo tribunal Federal(STF) e pelo Conselho Nacional de Justiça(CNJ). O estado não aceita casamentos homoafetivos.

A decisão é da 13° Promotoria de justiça regida pelo promotor Henrique Limongi, que usa como justificativa a Constituição de 1988, e o 3° do artigo 266 da Constituição Federal, que diz: “Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento”.

O casal Alexandre Bogas Fraga Gastaldi e Fabrício Bogas Gastaldi precisaram recorrer a justiça após recurso de matrimônio ser negado pelo Ministério Público de Santa Catarina.

De acordo com o G1, eles entraram com recurso em Janeiro de 2014, pretendendo se casar em Abril, apesar do receio por parte do Promotor. Até agora, o casal ainda não conseguiu realizar esse sonho.

“É um absurdo o que estamos passando ainda. É um processo que demora somente 15 dias para um casal hétero”, desabafou Alexandre, irritado pelo preconceito e o retrocesso do Estado.

Ex deputado do PP pagará R$10 mil por dívidas com transexual.

José Otávio Germano

José Otávio Germano, Ex deputado federal do PP, foi condenado a pagar R$10 mil reais em dinheiro, por dívidas de serviços não pagos a transexual, Emily Silveira Davila, no estado de Porto Alegre.

Em 2018, Emily entrou na justiça após um protesto realizado em frente ao prédio do deputado na época. A confusão foi tamanha que os moradores chamaram a Polícia que após muito negociar conseguiram fazer as moças deixarem o lugar.

De acordo com o portal de notícias Rádio Progresso, José estava afastado de seu cargo após ser indiciado. O homem também já havia sido citado na operação lava jato e também estava envolvido em um escândalo do Detran em 2008.

O ex político afirmou que não teve chance de se defender e vai recorrer da decisão. Vale lembrar que recentemente mais um deputado entrou em polêmica. O homem criticou a letra da música hit da cantora Ludmilla, “Verdinha”.

Influencer LGBT é morto e polícia descarta homofobia.


No Ceará, na última segunda-feira (20), foi encontrado sem vida o corpo do jovem influencer digital, onhecido como “Pirangay”. Segundo a Polícia Civil do Ceará, o crime aconteceu por um desacordo entre os quatro jovens, e não por homofobia.

Entenda o caso, segundo o portal de notícias G1, o influencer conheceu dois rapazes por aplicativo e marcou um encontro com eles e mais um amigo. O encontro seria já na casa desse amigo, que era um dos suspeitos de participar do crime. 

Em resumo, ao chegar no lugar, ambos foram para quartos diferentes, o amigo foi enforcado até desmaiar, e o jovem influenciador Pirangay foi enforcado pelos dois rapazes brutalmente.

“Esses adolescentes, o Pirangay conheceu nas redes sociais. Eu não os conhecia. Ele marcou um encontro, nós chegamos em casa e meu amigo falou: ‘Vamos pegar os meninos’. Então nós fomos pegá-los no Bairro João XXIII, por volta de 1h ou 2h da manhã, e os trouxemos para minha casa”, relatou o jovem, amigo da vítima assassinada.

Travesti é morta a tiros na Zona Norte de Natal.


Mais uma travesti assassinada no Brasil. O crime que matou um jovem com diversos tiros, aconteceu atrás de um caminhão estacionado, em frente ao pátio do centro clínico do Conjunto Santa Catarina.

Em resumo, Pedro Paulo da Silva Oliveira de 23 anos, apelidado de Pepê, que usava o nome de Bruna, morreu no local atingida na barriga. Moradores e frequentadores da região afirmam que o local é um conhecido e movimentado ponto de prostituição durante as noites. O crime aconteceu na madrugada do último sábado (25).

De acordo com o portal de notícias G1, segundo a Guarda Municipal de Natal, três tiros foram ouvidos, mas diante a um barulho imenso, não deu para identificar quem atirou.

Segundo testemunhas os suspeitos também tentaram estragar os equipamentos, e câmeras de segurança no caminhão que não estavam gravando. Ninguém foi preso e investigação está a cargo da Polícia Civil. Vale lembrar que recentemente mais uma transexual foi morta, e encontrada dentro de sua própria casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário