sexta-feira, abril 24, 2020

ESPIANDO PELAS RUAS DA CIDADE...

Cenas inusitadas e quentes que vemos no dia a dia, caminhando pelas ruas, que nos despertam a curiosidade e a excitação. 



4 comentários:

  1. Semana passada, estava num semáforo, quando aproximou se da janela do meu carro, um motoqueiro gato com um shortinho minúsculo, com aquelas pernas deliciosas peludas...
    Quando ele viu que estava hipnotizado, tirou o pinto (meia bomba) e balançou pra mim.
    Caralho que delícia...
    Depois o semáforo abriu, e ele ainda ficou na minha cola, eu ainda o via pelo retrovisor.
    Mas, o final dessa desfecho, eu conto uma outra hora.
    Vou deixa los com a pulga atrás da orelha...
    Rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos lá, promessa é dívida!!!
      Gente, como eu fiquei entorpecido, com aquela visão...
      Aquele gato, de shortinho preto minúsculo, todo definido nos músculos, e ainda por cima com aquela ferramenta de dar água na boca??.
      Que miragem!!!
      Já não sabia mais para onde eu estava indo, dirigia meu carro pelo instinto, já que o motoqueiro gato me seguia pelas ruas da cidade.
      Ele insistia as vezes em passar do meu lado, fazia ziguezague, e eu, estava gostando daquele assédio sobre duas rodas.
      Quando me dei conta do trajeto já percorrido, foi que caiu a ficha.
      Nessa altura, ele já dirigia sua moto a frente do meu carro.
      Que o gato estava me levando para uma estrada deserta, que tanto eu, quanto ele conhecíamos muito bem.
      Que daria numa propriedade rural abandonada.
      Aquele cenário, me deixava cada vez mais, louco de tesão...
      Meu pau já estava apertado dentro da minha cueca.
      Foi quando atravessamos uma porteira, em ruinas, ou o que sobrou dela...
      E debaixo de uma enorme árvore,
      Cheio de camisinhas usadas pelo chão, cercada por uma vegetação alta, ali paramos.
      Desligamos os motores e descemos.
      Ele da moto e eu do meu carro.
      Te confesso, que tive medo, mas a excitação falava mais alto.
      Já que estávamos os dois de pau duro, já era visível.
      Ele chegou bem perto de mim e me disse:
      Dificil você em??
      Mas te venci pelo cansaço...
      E ali, mesmo bem debaixo daquela árvore gigantesca, cercados por um mato alto.
      Nos entregamos ao desejo e ao prazer.
      Como beijava bem aquele FDP.
      Que boca quente.
      Sentia o seu coração,batendo na garganta.
      Pouco tempo depois estava com aquele gato deitado no capô do meu carro.
      Ele só me disse, que estava sem camisinha.
      Eu respondi, fica frio.
      Um homem prevenido vale por dois...
      Abri o porta luvas do carro, e peguei uma cartela, já com o lubrificante.
      Aí o bicho pegou...
      K bunda, k rabo.
      Aquela visão, ele de frango assado, e eu por cima do gato,
      Me deixava enlouquecido.
      Quanto mais eu socava, mais o puto gemia de tesão.
      Ele me pediu, que queria que eu gozasse na cara dele.
      Já que ele iria gozar com o meu pinto no seu rabo.
      E assim fizemos, ele gozou como um doido naquele tanquinho delicioso.
      E eu, gozei naquele rostinho lindo de se ver.
      Sua barba, ficou toda lambuzada com minha porra quente.
      Não sei se quer o seu nome, e nem ele o meu.
      Não trocamos telefones, simplesmente nos vestimos, ele subiu na moto, ligou o motor e me disse!!!
      Foi bom pra você??
      Pois pra mim foi ótimo...
      Eu respondi com um sorriso de satisfação.
      O gato colocou o capacete, e aos poucos desapareceu na estrada.
      Eu entrei no meu carro, meio atordoado ainda, não acreditando no que tinha acontecido.
      Mas satisfeito.
      Já com os pés no chão,retornei a cidade.
      E digo, muito mais, já tô com saudades.
      Quem foi que disse, que uma simples parada no semáforo,
      Não pode render...
      Basta olhar dos lados.
      Basta você estar no lugar certo na hora certa.
      Rsrsrsrsrs.
      Por um anônimo.

      Excluir
  2. Hmmm...fiquei curioso !!...e a pulga está pulando de curiosidade pelo desfecho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Promessa cumprida...
      Já escrevi o desfecho da pegação.
      Valeu, e como valeu narrar cada palavra.
      Rsrsrsrs.

      Excluir