terça-feira, julho 21, 2020

HOMOSSEXUALIDADE

Como manter a conversa interessante com os boys – entenda isso e nunca mais fique sem assunto!



Sabe quando você tá conhecendo um boy e o papo vai muito bem até que… a coisa esfria?

Do nada, morre o assunto e você só ficando pensando como salvar aquele flerte?

Não mais!

Preste atenção porque nas próximas linhas você vai aprender como manter a conversa interessante e profunda com os boys.

Para nunca mais ficar sem saber o que falar!!!

Bora?!

Então, antes de começar, deixa eu te explicar como funciona o processo de sedução e onde, talvez, você esteja errando.

Como funciona o processo de sedução e onde você pode estar errando

Escuta só:

O processo de sedução acontece em 3 etapas:

ATENÇÃO, CONEXÃO e ATRAÇÃO.

E é aí onde muitos erram!

Muita gente tentar pular etapas. Espera que role atração sem antes ter estabelecido a conexão. Daí não existe mágica, néan!

E não confunda:

Você pode até se sentir atraído por uma boa foto de perfil. Pode ficar caidinho pelos descamisados e pirocudos do app. Mas, na realidade, eles apenas chamaram a sua ATENÇÃO. Porque a ATRAÇÃO de verdade requer EMOÇÃO.

Se você for capaz de gerar boas sensações e criar conexões emocionais fortes, a aparência, inclusive, passa a se tornar um mero detalhe.

Por isso, aprenda a aprofundar as suas conversas.

Afinal, assuntos vazios levam a relações também vazias.

E como você aprofunda as conversas?

É sobre isso que nós vamos falar agora.

Então, se liga:

Você sabe que uma conversa é interessante quando ela é capaz de te provocar emoções.

E eu não me refiro às emoções da cabeça de baixo… se apenas excitação criasse conexão emocional, todos estariam apaixonados pelo Alexandre Frota, não é mesmo?

Pois é…

Eu tô falando de algo muito mais profundo. De quando você pensa e gosta de estar falando com aquela pessoa, sem nem saber explicar o porquê.

É aí que a mágica acontece!


E como gerar esse tipo de sensação nos boys?

Sobre isso que nós vamos falar agora.

E fique tranquilo:

Caso você não se considere muito bom de papo, saiba que isso não será um problema.

Ter conversas interessantes é uma habilidade, não um dom.

Isso quer dizer que, como qualquer outra habilidade, sempre pode ser adquirida.

Você pode, sim, aprender a conversar de maneira carismática. Inclusive, é bem recomendado que tenha isso como prioridade no seu desenvolvimento pessoal.  

Por quê?

Porque essa é uma habilidade muito útil, não só para os relacionamentos, mas para todas as áreas da vida.

Saber se comunicar, se expressar e envolver o interlocutor são coisas valiosíssimas em qualquer interação com pessoas.  

E, na conquista, essas qualidades têm duas funções especialmente importantes:

A primeira delas, obviamente, é fazer com que o outro se interesse por você. Você não quer um boy no tédio enquanto fala com você, não é mesmo?

Claro que não.

Mas além de despertar a atração, conversas envolventes vão te auxiliar numa tarefa essencial: a de identificar se esse homem é compatível com o que você está buscando ou não.

Exatamente.

Papos profundos te ajudarão (e muito) a fazer uma boa avaliação para decidir se vale a pena continuar o flerte, ou se é melhor preservar o seu precioso tempo e partir para a próxima…

Por isso mesmo que eu tenho uma aula todinha dedicada para conversas envolventes no meu curso Irresistível. Lá eu ensino várias técnicas de como manter o papo fluindo por horas e, principalmente, de como provocar no outro as mais persuasivas emoções.

E o melhor de tudo é que você não precisa ser nenhum especialista em oratória para ter uma conversa das boas com alguém.

Nada disso. Esqueça isso.

Tudo que você precisa fazer é entender uma premissa básica:

Qual é a pessoa mais importante da vida de qualquer pessoa?

Ela mesma.

Exatamente.

A pessoa mais importante da vida de qualquer pessoa é ela mesma.

Sabendo disso, sua missão é fazer com que o outro se sinta interessante.

E, naturalmente, ele se interessará por você.

Mas, é claro, existem maneiras e maneiras de se fazer isso…

Inclusive, no curso eu bato muito nessa tecla:

Não adianta colocar o boy num pedestal e só dizer elogios o tempo inteiro. Isso teria o efeito completamente oposto.

O segredo está na linha sutil entre mostrar interesse e incitar o desafio de não ser um jogo ganho.

Parece complicado, mas, com a prática e algumas instruções, você verá que se torna algo até automático.

Então, deixa eu aproveitar para te explicar, brevemente, aqui 3 técnicas básicas de conversação magnética:

#1. TÉCNICA OLHOS DE CRIANÇA

Para botar em prática esta técnica você terá que exercitar algo que não faz há tempos, mais especificamente desde a infância…

E é o seguinte:

Olhar as coisas (e pessoas) com olhos de criança.

O que eu quero dizer com isso?

Quero dizer que você deverá olhar cada crush e seus interesses de maneira curiosa e desbravadora.

Todas as crianças pequenas têm essa capacidade, não é mesmo? Para elas, tudo o que existe no mundo é uma coisa nova, tudo é surpresa. 

Pois passe a fazer o mesmo.

Tente entender o que aquela pessoa tem de interessante. O que ela faz de especial. De divertido. De inusitado.

Todos somos interessantes. E, se você adotar essa mentalidade quase investigativa quando tiver falando com os boys, naturalmente, criará conexão emocional com eles.

Afinal de contas, estará trazendo à tona o seu lado mais especial.

#2. TÉCNICA PEDRA NO RIO

Uma das minhas técnicas preferidas é a que eu chamo de “pedra no rio”.

E a explicação do nome é muito simples:

O que acontece quando você joga uma pedra no rio?

Ela, rapidamente, chega no fundo da água, não é verdade?

Pois é, acho que você já deve estar entendendo qual é o objetivo dessa técnica…

Isso mesmo: pular a parte superficial de uma conversa e chegar em assuntos mais profundos.

E como você faz isso?

Basta seguir esta fórmula simples de dois passos:

#1. Descubra algo sobre a outra pessoa

Algo que ela gosta, algo que ela faz (seja como trabalho ou como hobby), algo que ela disse ou mencionou.

#2. Pergunte sobre uma emoção relacionada a essa coisa

Por exemplo:

“Por que você gosta de fazer isso?”
“Quais são as coisas que você mais gosta disso?”
“O que você mais gosta no seu trabalho?”
“Quais são os maiores desafios de quem lida com esse assunto normalmente?”
Qual é a sacada aqui?

Para responder a essas perguntas, esse cara vai ter que voltar nas sensações que sente com relação aquilo.

E quem estará provocando essas emoções nele?

Bingo!

#3. TÉCNICA PERGUNTAS ABERTAS

Se são conversas mais profundas o que você quer, são conversas profundas o que você vai ter se passar a usar perguntas abertas.

Em resumo, perguntas abertas são aquelas que exigem mais que um “sim”, “não” ou uma resposta específica.

Veja a diferença:

[Pergunta fechada]: Você conhece o Rio de Janeiro?
[Resposta]: Sim.

[Pergunta aberta]: O que você acha do Rio de Janeiro?
[Resposta]: ….

[Pergunta fechada]: Onde seus pais moram?
[Resposta]: Curitiba.

[Pergunta aberta]: Que coisas você mais sente falta de casa?
[Resposta]: ….

Por exemplo, suponhamos que você está conversando com o boy e ele comenta algum esporte que pratica. Ao invés de perguntar apenas coisas obvias e fechadas como: onde você joga/ em que posição você joga/ que dias você joga, prefira direcionar a conversa para algo mais pessoal, perguntando:

O que você mais gosta nesse esporte? 
Qual é a parte mais difícil? 
Que lições você aprende jogando?

A boa dica é falar menos de coisas que ele poderia falar com qualquer um, e mais de sensações:

“Como foi aquilo?”
“Como foi passar por isso?”

PERGUNTAS “PUXA CONVERSA”

E se você está com completa dificuldade de saber o que falar com os boys (mesmo depois de fazer o tema de casa e procurar “ganchos” nas redes sociais dele), aqui uma parte da minha coleção perguntas Puxa Conversa.

*Qual foi o momento mais marcante da sua vida?
*Qual seria a viagem dos seus sonhos?
*Se você tivesse que escolher uma coisa para comer todos os dias, o que seria?
*Como seria um dia legal na sua vida?
*Me conte algo engraçado sobre você!
*Eu sei que às vezes dá um branco do que falar, por isso eu disponibilizo para os meus alunos uma lista de 100 Perguntas Puxa Conversa.

E, como você pode ver, todas elas têm algo em comum:

Aumentam o nível de intimidade e de conexão, evitando as discussões superficiais que você tanto abomina. Além do mais, entrando em assuntos mais profundos, você encontrará milhões de informações para descobrir se vale a pena investir nesse date ou não.

Um comentário: