sexta-feira, julho 10, 2020

MINHA VIDA GAY

Nicholas Petricca, vocalista da banda “Walk The Moon”, assume ser bissexual.



O cantor Nicholas Petricca, de 33 anos, vocalista da banda “Walk The Moon”, usou o seu perfil no Instagram para compartilhar um vídeo saindo do armário como bissexual.

“Olá, meu nome é Nicholas, sou o cantor da banda Walk The Moon e sou bissexual”, revelou o cantor. “Toda minha vida eu passei por uma ‘pessoa normal’ – um homem hétero e cisgênero – e isso me ofereceu uma vida de privilégios. Praticamente nenhum xingamento, intimidação ou dificuldades em relação à minha sexualidade. Meu coração está junto com muitos LGBTQ+ que tiveram muito mais desafios do que eu”.

“Estou aqui para dizer: sou bissexual. tenho sentimentos e sou atraído por homens e mulheres, tive experiências com homens e mulheres e tenho orgulho disso. acredito que a sexualidade é um espectro, e acredito que a maioria das pessoas provavelmente vive em algum lugar entre os extremos heteronormativos desse espectro. E acredito que você pode ser uma pessoa LGBTQ+, mesmo se você tiver tido essa experiência com alguém ou se nunca em sua vida teve”, continuou.

Nicholas ainda cita uma frase do ativista LGBTQ+ Harvey Milk: “Quando as pessoas perceberem que estamos em todos os lugares; que somos suas crianças, que somos suas mães, pais, irmãos e irmãs; que estivemos com você todo este tempo. Este será o momento em que os mitos, o bullying e a iniquidade acabará.”

Aos 68 anos, homem se descobre gay ao ir em praia de nudismo.


Praia de Nudismo na Inglaterra 

Aos 68 anos de idade, o homem chamado de Roland, segundo o Guia Gay, se assumiu gay após ir à uma praia de nudismo, na Inglaterra. A história do indivíduo é curiosa, e cheia de inéditas revelações.

Divorciado de um casamento heterossexual, e com 3 filhos, o homem teve a vida de solteiro depois de um pouco mais velho, e conheceu o mundo da “pegação”, aleatoriamente. Depois disso, se aventurou em novas emoções.

Relembrando o momento que se reconheceu homossexual, ele conta que foi logo após chegar na praia de nudismo. “Fui direto da praia de nudismo, nu”, relatou Roland, que no local, transou com inúmeras pessoas.

Após isso, ele ainda viveu um romance com o seu amigo, chamado de Luc. “Quando ele começou a vestir camisas rosa e camisetas curtas, foi uma mudança engraçada. Havia um lado um pouco ingênuo e comovente em sua maneira de descobrir este mundo com admiração”, contou o ex-namorado de Roland.

Hoje bem resolvido com a sua vida pessoal, se tornou um grande defensou da comunidade LGBTQIA+, e afirma com todas letras que sente orgulho do que é. “Sou como sou e tenho orgulho disso. Se as pessoas não aceitam, isso é problemas delas, não meu”, concluiu.

Avô que saiu do armário aos 92 anos descobre paradeiro de grande amor da juventude.



Recentemente, a história de Kenneth Felts, um senhor de 92 anos que finalmente tomou coragem de sair do armário para sua família e amigos, virou um dos assuntos mais comentados das redes sociais. 

Com a revelação, o norte-americano começou a refletir sobre o amor da sua vida: um homem chamado Phillip Allen Jones.

Os dois se apaixonaram no final dos anos 1950, mas Felts achou melhor seguir a vida como um homem hétero. “Era mais fácil assim”, pensou naquela época. Com a repercussão do caso nas redes, uma seguidora se voluntariou para procurar o grande amor de juventude do rapaz. Para a surpresa de Felts, a jovem achou Phillip. No entanto, o final não foi tão feliz assim.

Com uma foto de Phillip Allen Jones jovem, Felts compartilhou em seu Facebook o desfecho do caso. Segundo ele, Phillip viveu junto de um outro homem, que infelizmente acabou falecendo antes dele. Apesar disso, Felts conta que, mesmo passando os últimos anos sozinho, Phillip foi muito feliz.

“Um das amorosas e maravilhosas pessoas que estavam lendo minhas mensagens na minha saída do armário e procurou por Phillip se encarregou de localizar ele para mim. Ela passou várias horas e finalmente me deu uma resposta. Eu resumi essa resposta abaixo.

"Phillip Allen Jones foi o amor da minha vida. Eu estou com o coração muito triste e vazio hoje. Meu primeiro e melhor amor se foi. "

Ele viveu uma vida completa e feliz, disse a sobrinha dele. O parceiro dele de muitos amores se foi só alguns anos atrás e Phillip permaneceu sozinho até o fim da vida dele. Eu sinto que compartilhei os melhores anos da juventude dele e ele certamente fez a minha memorável e eu vou sempre lembrar e agradecer por isso. Eu amei ele no meu coração tanto durante anos e agora ele se foi.

"É tão terrivelmente frustrante estar tão perto e ainda não alcançar meu amor perdido e é horrivelmente doloroso não conseguir me despedir. Mas o mundo todo agora sabe o homem amável que ele foi comigo enquanto estivemos juntos. Meu coração se transformou em pedra e eu preciso das minha lágrimas para lavar minha tristeza. Descanse em paz Phillip.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário