terça-feira, agosto 25, 2020

MINHA VIDA GAY

Primeiro homem gay a ser pai no Reino Unido pede ex-namorado da filha em casamento; casal está à espera de bebê.



Barrie Drewitt-Barlow, conhecido como um dos primeiros pais gays a ter um bebé através de uma barriga de aluguer no Reino Unido, propôs o ex-namorado da filha em casamento durante uma viagem à Croácia. 

Segundo o jornal The Sun, Barrie fez uma viagem com a filha, Saffron, e com Scott, ex-namorado dela, para a Croácia. Durante um passeio de barco para uma ilha, o pai pediu o ex-genro em casamento, com direito a flores no chão, champanhe e até mesmo um anel de diamantes. Apaixonados, o casal também está à espera de um filho através de uma barriga de aluguel, uma garotinha deve nasce no dia 28 de outubro.



Os dois estão animados para serem pais e se casarem, mas Barrie não vai se divorciar de Tony, com quem teve dois filhos. “Nós estamos felizes que vamos ser pais novamente. Tony está animado também, mesmo que isso deixe explícito que o nosso casamento acabou anos atrás, então tem um gosto agridoce. Mas todos nós continuaremos vivendo sob o mesmo teto. Tony é pai, eu sou pai e no momento Scott é padrasto, mas logo ele vai ser pai também. Nós estamos felizes e queremos criar juntos nossas crianças, isso é tudo o que importa. Se as pessoas não entendem isso, o problema é delas e não nosso”, explicou Barrie ao jornal inglês.



O multimilionário e o ex-marido Tony Drewitt-Barlow ganharam notoriedade em 1999 por serem o primeiro casal gay pais de gêmeas através de uma barriga de aluguel no Reino Unido. No entanto, após 32 anos de união, o casal anunciou a separação. Barrie, o ex-companheiro, Scott e os filhos vão todos morar na mesma casa.

Internauta afirma: preconceito faz com que casais LGBTs morem juntos mesmo com pouco tempo relacionamento.




Afinal, por que alguns casais LGBTs decidem morar juntos mesmo com pouco tempo relacionamento?! A questão, que persegue principalmente as manas lésbicas, acabou virando pauta no Twitter após a usuária @manauara2ponto0 dar o seu ponto de vista a respeito do assunto. Para ela, a LGBTfobia é o principal motivo.

“É claro que o gay e a sapatão são emocionados para morar junto, não pode beijar na rua, não pode namorar em casa, não pode andar de mãos dadas, não pode beijar no colégio, na faculdade… pelo menos na casa deles vai poder“, pontuou a internauta. “O LGBT tem que fugir da realidade pra conseguir viver em paz enquanto o casal hétero tá no almoço de domingo da família tradicional brasileira“, contiuou.

“Não é rápido demais, não é a sua vida que tá passando esperando as pessoas ao redor se acostumarem com quem você é“, finalizou. Que sensata, né gente?! O que não faltou foi seguidor concordando com a publicação, que já passa dos 100 mil likes! E você, concorda com a declaração?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário