terça-feira, agosto 04, 2020

SEXO

"DEIXA EU METER SEM CAMISINHA?" - SEXO "BAREBACK", O QUE É ISSO?

Nas capas de vídeos de sexo, lemos em letras grandes a palavra "BAREBACK" e isso significa que o conteúdo apresenta cenas de sexo sem preservativos. Bareback sex ou bareback, é a gíria em inglês pra quando se faz sexo sem proteção, sem camisinha. No Brasil a gíria seria: jogar descalço, ou fazer sexo no pêlo.



O movimento contra o uso de preservativos surgiu nos Estados Unidos como forma de protesto em razão da perda da sensibilidade e do afastamento da afetividade que a camisinha proporciona, segundo sugestão dos adeptos desse movimento. Eles acreditam também que, agindo dessa forma, o governo americano envidaria esforços para desenvolver a cura da AIDS. 



O bareback surge nos Estados Unidos e Europa, locais que concentram os indivíduos economicamente mais favorecidos do mundo, com possibilidade de financiar seu próprio tratamento, exames, consultas médicas e internações. Além de contar com os melhores seguros sociais do planeta. 


As festas aludidas vêm se popularizando no cenário nacional e são comumente conhecidas como "festas bare". Bare é uma redução do termo barebacking, que significa "cavalgada sem sela" ou "cavalgada a pêlo", em referência à modalidade de rodeio na qual os competidores sentam-se sobre o dorso do cavalo sem qualquer proteção. 



Ademais, designa o indivíduo que mantém relações sexuais sem preservativo. A polêmica ronda os que procuram contaminar-se com o vírus através do sexo sem preservativo.



Fala-se da realização de festas particulares, em mansões ou chácaras, nas quais os participantes praticavam sexo em grupo e sem uso de preservativos, sendo que todos os convidados tinham a ciência de que entre eles havia pelo menos uma pessoa portadora do vírus da AIDS.



Praticantes do bareback relatam que uma vez constatada a soropositividade (contágio), se sentiram mais livres na prática sexual, além de perceberem um aumento significativo tanto no prazer como na satisfação e na performance sexual.




O preservativo não é barreira de proteção somente para o HIV. O bareback nega a existência das outras DST’S .



Se ambas as pessoas são HIV-negativas, e regularmente testarem as DST e o HIV, é possível desfrutar do sexo sem camisinha com poucos riscos.




Se você acha que pode se colocar em risco de transmissão do HIV ou DST, há coisas que você pode fazer para se proteger.

PEP (Profilaxia Pós Exposição): Se você esteve praticou sexo bareback, você poderia considerar usar PEP.

PrEP (profilaxia pré-exposição): a pílula Truvada (uma das pílulas em PEP, na verdade), é um tratamento altamente eficaz na prevenção do HIV.



Colocar-se frente a possibilidade de contagio do HIV através da prática do bareback traz consigo motivações psicológicas que podem ir do sadismo ao masoquismo. 



A idealização de uma relação sexual mais livre, com um maior contato íntimo e afetivo poderia estar encobrindo uma idealização suicida que começa com o contágio por um vírus e pode ter continuação na idéia de que o medicamento não permite a livre expressão do organismo, ou que os exames, as consultas médicas e a busca mensal de medicamentos tem impacto negativo no seu bem-estar.



Apodere-se do seu corpo, ele único e te pertence. Informe-se , reflita, pense e decida o que você quer e deseja para a sua vida, é uma decisão exclusivamente sua, assim como as conseqüências.



Nenhum comentário:

Postar um comentário