sexta-feira, agosto 21, 2020

SEXO

"NOSSA, QUE VOLUMÃO GOSTOSO!" - Tesão por sungas e cuecas

Eu confesso que tenho tesão por sungas e cuecas. Não me aguento quando olho um cara só de cueca ou sunga perto de mim. 



Bulge, você conhece?



Você que é admirador de um bom volume, já deve ter visto a expressão bulge, que nada mais é em seu significado ‘‘protuberância, inchação, saliência, bojo, abaulamento, arqueamento, tornar-se saliente’’. 


Aos que possuem tal fixação, é muito mais exitante ver um pau dentro da cueca, sunga, bermuda ou calça, do que o instrumento fora do seu ‘habitat natural’. Em alguns casos (homens volumosos) a marca aparece naturalmente, outros gostam de deixar ‘meia bomba’ para aparecer ainda mais o volume, e assim tornar explicito a brincadeira afim de atrair olhares dos voyeur de plantão.



Todos nós, homens e mulheres, héteros, bissexuais ou homossexuais temos algum tipo de fetiche, do mais simples ao absurdo, o conceito da ‘tara’ é simples, segundo o dicionário, significa:
”Objeto inanimado ou parte do corpo considerada como possuidora de qualidades mágicas ou eróticas”. Em palavras simples, quer dizer objeto enfeitiçado ou um comportamento, parte do corpo ou objeto que desperta excitação sexual.




Feito para deleite de homens, que amam outros homens, e são loucos por uma cueca com um volume bem grande dentro.


O meu fetiche foi descoberto desde cedo, ainda na infância, ‘deixa eu revelar’ posso dizer que tenho alguns, mas o que desperta meu interesse e me dá mais tesão é ver homens usando cueca ou sunga, confesso que entre os dois a sunga está em evidência. 



Quando fui crescendo a vontade foi só aumentando, é muito bom. Quando cresci comecei a frequentar clubes e academia, passava um bom tempo no vestiário, só pra observar exibicionistas marombeiros, e olha que existem muitos nesse mundo.



Mas não é apenas o conceito de ser cueca ou sunga, o volume que aparece é fator primordial associado a peça, então, se você é como eu, que possui o mesmo tesão nas peças íntimas esse blog é lugar certo.


Quando era universitário e andava de transporte coletivo, passei por diversas situações, sempre pegava o mesmo ônibus todos os dias, lotado de universitários, fazia questão de ficar atrás (pois era onde a brincadeira acontecia), o trajeto da minha casa para a universidade chegava a ser de uma hora, diariamente presenciava cenas de caras exitados, esfregas, roçando e relando, me deixava muito exitado, quando marcava essas pessoas no dia seguinte fazia questão de ficar próximo para ver a brincadeira mais de perto. Sempre tive muito medo, mas era muito exitante ao mesmo tempo.



É excitante ver um voume na cueca


Nenhum comentário:

Postar um comentário