terça-feira, setembro 22, 2020

MINHA VIDA GAY

 Vizinho manda bilhete para casal gay pedindo para não andarem de mãos dadas: “Tive que explicar pro meu filho pequeno”.


Morador de Joinville (SC), o maquiador Felipe Alves usou o seu Twitter nesta quarta-feira (16/09) para divulgar um “recado” que ele e seu namorado receberam de um vizinho homofóbico incomodado com o casal.

“Respeitamos todas as pessoas e não nos importamos com o que cada um faz dentro de sua casa. Mas essa semana eu tive que explicar pro meu filho pequeno o porquê de dois homens de mãos dadas andando pelo estacionamento. Respeito, por favor“, diz o vizinho no bilhete, que não está assinado. Felipe conta ainda que só depois de muita insistência, o síndico do prédio mandou uma mensagem no grupo do condomínio para falar sobre o ocorrido.

Um dos vizinhos se solidarizaram com o caso e penduraram na janela uma bandeira do arco-íris em apoio ao casal, para a surpresa de Felipe.


Homem trans descobre que está grávido de gêmeos sexto mês de gestação.


Uma enfermeira de Recife viralizou no Twitter depois de escrever uma thread sobre o caso de um homem trans que descobriu sua gravidez já no 6º mês de gestação. Segundo a enfermeira, que usa o pseudônimo Alineoscopia do PACS na rede sociail, o rapaz está grávido de gêmeos.

“Iniciei um Pré-natal de um homem trans. O desafio foi grande, primeira vez. Descobri que a desconstrução é constante. E olha que eu me achava super desconstruída, mas o cuidado centrado na pessoa e suas singularidade e empatia é o caminho”, começou ela, sem revelar o idade do rapaz. “Eeeitaaa. É um desafio, são gêmeos. Não foi uma gravidez planejada, ele não queria, pensamos em alternativas, mas ele descobriu com 6 meses a gestação e naquele momento aborto não era opção. Escutei e aconselhei uma doação legal, fui atrás da parte jurídica”, continuou.

“Os hormônios foram suspensos, ele não irá amamentar e estamos articulando um possível histerctomia pós-parto”, afirmou a profissional. “E gente não tinha experiência nenhuma, faço pré-natais mas não de homens trans. Por isso pedi ajuda, fui ler e principalmente empatia, ser enfermeira não é pra amadores, a desconstrução é um exercício diário e pré- conceitos não fazem parte da nossa lida diária!”

“Psicologia, medicina. Alinhei todos eles em um cuidado centralizado e matriciado, pq ele tem varias demandas, usuário de crack recreativo, histórico de tentativa de suicídio, abandono familiar, vulnerabilidade. Logo no início foi bem difícil tentar resolver tudo”, finalizou a profissional.

Perguntamos às pessoas, quais foram suas experiências mais constrangedoras com pirocas gigantes. Abaixo, algumas histórias de terror:


1- "Então, ele começou a vomitar nas minhas costas e isso foi parar no meu cabelo, nos meus olhos, na cama dele e no chão".

“Uma vez eu me encontrei com um cara do Grindr e ele tinha o maior pênis que eu já tinha visto. Quando paramos, porque estava machucando, ele disse: 'Eita, que lambança'. E eu vi o que parecia ser litros de sangue e um cheiro horrível de cocô. Então ele começou a vomitar nas minhas costas e isso foi parar no meu cabelo, nos meus olhos, na cama dele e no chão. A irmã dele bateu na porta para ver o que estava acontecendo. Ele correu para o banheiro enquanto eu, ainda coberto de cocô e vômito, tentava vestir minhas roupas. Foi impossível sair dessa com dignidade".

— DutchMN

2."Eu fiquei totalmente sem palavras quando ele tirou para fora uma verdadeira lata de Pringles cheia de veias".

"Eu saí algumas vezes com esse cara da faculdade, mas nenhum dos dois gostava de ser o passivo. Então propus uma aposta que quem tivesse o maior pênis ficaria por cima. Eu estava obviamente muito convencido que ganharia. Foi então que fiquei totalmente sem palavras quando ele tirou para fora uma verdadeira lata de Pringles cheia de veias. Nunca desisti de uma aposta, então, segui em frente... Para você ter ideia, cheguei atrasado na aula no dia seguinte porque levei tempo demais para subir as escadas".

— matthewh4c7ff6ada

3."Nós fizemos devagar, mas ele acabou com dois cortes no pênis".

"O primeiro cara que fiz um boquete na vida tinha um pau enorme, tanto em comprimento quanto em grossura. Eu usava aparelho na época e estava hesitante, mas ele me garantiu que tudo ficaria bem. Nós fizemos devagar, mas ele acabou com dois cortes no pênis onde alguns arames internos estavam salientes. Até hoje ainda me pergunto se ele ficou com cicatrizes".

— d4b4a

Nenhum comentário:

Postar um comentário