sexta-feira, outubro 02, 2020

SEXO

 "UAU, QUE GRANDÃO?!!" - Como encarar um dotadão.

Seguindo essas seis dicas, qualquer gay passivo pode encarar uma daquelas rolas imensas que vemos no pornô gay!


Uma rola grande e grossa, daquelas que fazem volume na cueca e a gente mal consegue fechar a mão quando pega, é como um monumento, são lindas de se olhar e nos deixam sem palavras… 


Mas, quem nunca sentiu um pouco de medo na hora de pegar um boy bem dotado, que atire a primeira prega, digo, a primeira pedra. 



Afinal, a ideia de algo tão grande entrando dentro da gente, pode ser um pouco assustadora…



Mas, na verdade, não há porquê ter medo. Pergunte para qualquer passivo experiente e comprove... Fazer sexo gay com um pau grande não é muito diferente de levar qualquer tipo de rola. Inclusive, a gente já publicou algumas dicas pra você se preparar para ser passivo, que podem ajudar também a lidar com picas maiores.


Entre elas estão: fazer aquela chuca poderosa, usar um bom gel para lubrificar e de resto, é como diz o velho ditado; relaxa e goza! Mas a gente entende que algumas rolas, com 23 centímetros ou mais, podem deixar qualquer gay meio ressabiado. Por isso, preparamos esse texto... Assim, você vai estar pronto para sentar numa rola grande, sem pensar duas vezes.



Dica 1: sua mãe não criou um fraco.



Para ser gay nesse mundo, a gente precisa ser muito forte, não é mesmo?! E quem é forte não tem medo de desafios, por maiores que eles sejam, nesse caso, literalmente.



Por isso, a parte do seu corpo que precisa estar mais preparada para encarar esse desafio de fazer sexo gay com um pau grande, é a sua cabeça... A de cima mesmo! Você precisa ficar calmo e relaxar, afinal, se você ficar tenso, aí que as pregas se fecham e a rola machuca.



Além disso, é como dizem por aí: "se Deus fez, é porque cabe!".


Dica 2: treine bastante


Se você nunca subiu um morro, pode ser um pouco complicado começar escalando o Everest! Então, uma boa dica para se tornar um passivo experiente, que encara desafios de qualquer tamanho, é treinar bastante. 


Por isso, além de transar sempre que tiver oportunidade (como se isso fosse um sacrifício), comprar um dildo de médio para grande é outra boa maneira de se aperfeiçoar.


Dica 3: esteja preparado para tudo


Uma dieta com fibras e a famosa chuca devem fazer parte do dia de qualquer gay passivo, independente do tamanho de piroca que ele esteja encarando no momento. Mas, quando estamos falando de dar para um pau grande, isso é ainda mais importante.


Por outro lado, é bom ter ciência de que uma rola realmente grande, é como uma máquina cavando um poço, ela chega onde nem a chuca mais profunda poderia limpar. Então, se você passar o temido cheque para o boy bem dotado, não se sinta mal. Inclusive, é bem provável que ele já esteja acostumado com o poder da ferramenta dele.


Dica 4: confie no seu parceiro



Falando em boy que já está acostumado com o poder da sua ferramenta, essa é uma parte que facilita muito o sexo gay com pau grande: o cara ter noção do tamanho da própria rola. Afinal, nada pior do que um ativo que chega enfiando os 23 centímetros de uma vez, como se fosse um dedo mindinho. Piroca não tem ombro, mas dá pra ir com calma!


Por isso, no momento em que você estiver combinando a transa, converse com seu parceiro e certifique-se de que ele sabe o que está fazendo. Uma foda gay gostosa depende dos dois, e o ativo também pode contribuir muito para as coisas funcionarem.


Dica 5: o lubrificante é seu melhor amigo.


A gente já usou essa mesma frase no texto que ensina a ser passivo, de maneira geral, mas nunca é demais repetir. Pode melar bem o pau grande com lubrificante, passa bastante gel na portinha e daí, vai! Essa história de meter com cuspe ou no seco, só no pornô…


Dica 6: a entrada triunfal


Dito isso, você precisa saber qual é a posição na qual você se sente mais confortável para receber o pau grande. Começar de quatro dá mais espaço para o monumento entrar todinho, enquanto de frango, acerta todos os lugares errados. Alguns pensam justamente o contrário!


Na dúvida, sentar pode ser uma boa, porque daí é o passivo quem controla o movimento. Ir de ladinho, confortavelmente deitado e com o ativo coladinho em você, também é uma ótima opção, se você estiver com medo.


Independente da posição, não se esqueça do mantra: relaxa, relaxa e relaxa… Você também pode ajudar a rola a entrar fazendo força para fora, como se fosse evacuar.


Assim sentir o quadril do boy batendo na sua bunda, com a rola todinha dentro de você, aí a festa começa de verdade. Quando menos esperar, o boy vai estar metendo feito uma britadeira e você nem vai lembrar do medo que sentia antes. Como diz o ditado, "pau grande é que nem dinheiro, depois que entra, é só alegria!".


Para terminar esse texto, a gente tem um aviso importante: experimentar uma rola grande pode ser um caminho sem volta! Conhecemos muitos caras que tinham medo de sexo gay com dotados, mas, depois que experimentaram, não quiseram mais saber de outra coisa!


Por outro lado, tem aquela velha história: vale muito mais um pequeno brincalhão, do que um grande bobalhão. No fim das contas, o que importa é curtir uma foda gay gostosa e gozar bastante. Então, deixe nos comentários, qual foi a maior rola que você já encarou? Qual sua dica para fazer sexo gay com dotados?


2 comentários: