terça-feira, outubro 13, 2020

SEXO

 "NÃO DÁ PRA FAZER IGUAL AO FILME" ´- Coisas que só acontecem nos filmes pornô gay.

Existem cenas que dificilmente ocorrem na vida real, mas são constantes nos filmes pornô gay!
O universo das telas é muito diferente da vida que levamos, e quem se baseia apenas nos filmes que assiste, pode se assustar com a realidade. São trejeitos, comportamentos, barulhos, posições e outras casualidades inexistentes.

Todas essas mentirinhas fazem parte da magia do cinema, para que as pessoas fiquem empolgadas e vidradas no que estão assistindo. Assim, funciona com as indústrias de Hollywood e em qualquer outro nicho cinematográfico. Feliz ou infelizmente, tudo é feito para nos agradar.


Você curte um pornô gay? Aquele Gang Bang perfeito? Sincronia sexual dos vídeos XXX? Veja que a realidade é muito diferente:


1 - Gozo controlado


Os roteiros dos filmes precisam entreter e manter um ritmo, para nutrir os espectadores excitados. Por isso, os atos sexuais costumam ser longos e duradouros, bem diferente do que geralmente ocorre. Os atores têm preparação, costume e tomam remédios para segurar a ejaculação, por isso, gozam só quando o diretor pede.


Em casa, é muito difícil um homem prorrogar o momento do orgasmo, devido às funções normais do organismo. Isso pode acontecer se as induções forem reduzidas, mas no meio do vuco vuco, é impossível!


Então, se acha que suas transas vão demorar horas de muito vai e vem, você vai se deparar com uma situação bem diferente.


2 - Bota camisinha nele!


Já notou que as camisinhas surgem misteriosamente?! Essas coisas só acontecem nos filmes pornô gay. Neles, o preservativo aparece no pau, assim, do nada, sem nenhuma pausa. Mas, o ato de colocá-lo pode demorar e até fazer o casal perder o tesão.


Quem nunca ficou um tempo tentando encaixar, diante do nervosismo, não sabe o que é sexo real! Essas etapas tomam tempo e não excitam, por isso, ficam de fora das cenas picantes dos filmes eróticos e pornográficos... Mesmo assim, a camisinha é fundamental e não pode faltar!


3 - Corpos perfeitos


A ditadura da magreza e do corpo perfeito foi muito impulsionada pelos filmes adultos. As surubas lotadas de caras lindos e sarados, só acontecem nos vídeos pornô gay. Todas as pessoas são diferentes e as maiores qualidades não costumam ser encontradas em atributos físicos.


O maior problema desse padrão, é que os jovens ficam encantados e acreditam em uma realidade perfeita, e por fim, perdem o tesão por pessoas reais e seus corpos comuns. Com isso, o efeito dominó é contínuo, fazendo com que todos tentem se encaixar em uma padronagem quase inalcançável. Que, por sua vez, dificulta a aceitação e gera problemas psicológicos.


4 - Pintos enormes


Obviamente existem paus grandes, veiúdos e grossos, mas isso não é tão corriqueiro. A média brasileira fica bem abaixo dos membros exibidos nos filmes. Os atores são selecionados por seus dotes e os que não estão no alto padrão, fazem trabalhos mais setorizados, como ocorre com os gordinhos e os que tem pinto pequeno.


Existem vídeos para todos os gostos, mas a grande maioria das pessoas gostam dos mais tradicionais. Os demais, podem procurar algo que vá além desse mundo perfeito. Não pense que seu amigão é pequeno, torto ou fino demais, pois, as rolas perfeitas só aparecem nos filmes... Além disso, o tamanho não é documento, o prazer depende exclusivamente do desempenho.


5 - Litros de gozo


Você sabia que muitas vezes o esperma da telinha é fake?! Pois é, isso ocorre graças a um tipo de lubrificante semelhante ao gozo! Por isso, algumas cenas mostram uma ejaculação longa e com uma exorbitância de porra.


Na vida real, a quantidade depende muito do organismo de cada pessoa e pode ser alterada até pelo tipo de alimento consumido. Quando a masturbação é frequente, por exemplo, a quantidade de esperma é muito menor. Logo, quem passa dias sem gozar produz bastante.


Às vezes, até um pênis de mentira é usado nessas cenas, tudo para tornar a experiência do telespectador memorável.


6 – Magiclick


Você se lembra da propaganda de um antigo eletrodoméstico, que mostrava o botão "magiclick", com limpeza automática? Isso seria ótimo, se a vida dependesse somente de uma dedada para higienização! Só nós sabemos o trabalhão que dá para fazer a manutenção no encanamento.


São momentos intensos com a nossa melhor amiga, a chuca! Mas, nos filmes XXX, já chega tudo pronto... Por exemplo: um rapaz está de pijama em casa e quando o entregador de pizza chega, basta convidar pra fuder, que está tudo nos conformes.


Não existe sujeira e ninguém passa cheque, é um mundo perfeito e muito distante da realidade. Essas coisas só acontecem nos filmes pornô gay.


7 – Ereção dura como rocha.


Todos os paus do pornô estão duros e super eretos, independentemente da idade. Lamento informar que isso não existe, já que uma arqueadura perfeita só pode ser alcançada pelos mais jovens e atléticos.


Além de um desempenho diferenciado, iluminação e ângulo, existe a ajuda dos remédios para manter a ereção, por isso, ela parece incrível. Os que mais sofrem com esse padrão, são os caras mais velhos ou com problemas de disfunção.


Lembre-se, não é porque o pau não encosta na barriga, quando está duro, que ele não é delicioso.


Essas foram algumas das situações que não condizem com a realidade da vida e só acontecem no meio pornô gay. Assistir é ótimo, mas saber que não passa de uma indústria fictícia, é necessário!


Quer descobrir mais mentirinhas do universo gay XXX ou já passou por alguma dessas situações?


2 comentários:

  1. Vira mexe eu leio sobre a chuca nesse blog.
    Resolvi dizer que nunca fiz chuca e que só fiz "feiúra" uma única vez, felizmente com meu marido.
    Acho que o fato de ter intestino mais ressecado, de produzir "esculturas" mais firmes, duras e secas, nunca acontece de emitir um cheque.
    E eu cresci achando quer todos mundo obrava como eu, até descobrir que sou minoria.
    A maioria produz uma "massa" com consistência próxima à da panificação.
    Enfim, não invejo os outros. Prefiro minha natureza mais ressecada.

    ResponderExcluir
  2. E´claro que existem excessões e cada pessoa tem a regulação intestinal diferentes dos outros. As reações durante o sexo também são variáveis...uns sentem contração anal e outros, não. Bem, depende de caso pra caso e de pessoas pra pessoas.

    ResponderExcluir