sexta-feira, novembro 20, 2020

MINHA VIDA GAY

 Filha de Gloria Estefan diz que a reação de sua mãe quando ela saiu do armário a magoou.



A ícone do pop latino teria dito à sua filha música que a notícia de sua sexualidade teria um impacto negativo sobre a saúde de sua avó, que estava doente.

A artista musical Emily Estefan falou publicamente sobre a trajetória que seguiu até viver autenticamente como mulher queer, destacando que em um primeiro momento sua mãe, Gloria Estefan, não abraçou sua sexualidade.

Em um episódio da série Red Table Talk: The Estefans, transmitido pelo serviço de vídeo Facebook Watch em outubro, Emily falou detalhadamente sobre o momento em que se assumiu como lésbica. Dirigindo-se diretamente à sua mãe, a musicista de 25 anos disse que Gloria Estefan lhe pediu para guardar silêncio sobre sua vida pessoal quando estivesse com sua avó cubana, Gloria Fajardo.

“Eu falei: ‘Mas estou apaixonada por essa garota’”, recordou Emily. “A primeira coisa que você disse foi: ‘Se você contar à sua avó e ela morrer, suas mãos estarão sujas com o sangue dela.’ Eu não estava preparada para aquilo.”

“Então foi ali que minha dor começou. Nunca vou me esquecer daquilo.”

Hoje em dia Emily vive um relacionamento feliz com Gemeny Hernandez. As duas mulheres não hesitam em expressar seu amor uma pela outra nas redes sociais.

Vale destacar que Gloria Estefan não rebateu o que Emily disse em Red Table Talk: The Estefans. Mas disse que sua filha “está se lembrando das coisas de maneira diferente, como todos nós tendemos a fazer”.

“Eu estava tentando proteger minha mãe doente contra qualquer choque que pudesse afetar sua saúde e também proteger Emily contra qualquer coisa que pudesse prejudicar esse relacionamento”, ela explicou.

Gloria Fajardo morreu em 2017, aos 88 anos. Ela não chegou a descobrir a verdade sobre sua neta, que saiu do armário publicamente nesse mesmo ano.

A conversa pode surpreender muitos fãs de Gloria Estefan. Como vocalista do Miami Sound Machine e como artista solo, Gloria conquistou uma base diversa de fãs. Ela já manifestou seu apoio às causas LGBTQ em muitas entrevistas.


Emily Estefan (centro) com seus pais, Emilio e Gloria Estefan.

Em 2012 e 2015 ela teve uma participação em Glee, no papel da mãe da cheerleader lésbica Santana Lopez, representada por Naya Rivera. Gloria contracenou com Jim Belushi em A Change of Heart (2017), sobre um homem racista e homofóbico que passa por um transplante de coração e depois começa a se apresentar como drag queen.

Falando à Entertainment Weekly, Emily disse que não queria que o novo episódio de Red Table Talk levasse os fãs a mudar a visão que têm de sua mãe, mas espera que isso incentive jovens LGBTQ e seus pais a conversarem francamente.

“Eu não estaria sendo sincera se eu mentisse e dissesse que foi fácil ou que não houve emoções complexas envolvidas, apesar de minha mãe ter sido uma defensora ferrenha da comunidade LGBTQ”, ela disse. “Todo mundo tem um ponto de vista. Como seres humanos, estamos sempre tentando ser compreendidos, em vez de tentarmos compreender.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário