quinta-feira, novembro 05, 2020

NOTÍCIAS DO MUNDO GAY

 Em votação histórica, EUA elegem sua primeira senadora transexual.



Sarah McBride, de 30 anos, conquistou cadeira por Delaware, com 86% dos votos contra seu adversário. 'Estou concorrendo para fazer a diferença nesta comunidade e representá-la da melhor maneira possível'; afirmou, ao lançar candidatura.

Os Estados Unidos terão, a partir de janeiro de 2021, sua primeira senadora transexual na história. A democrata Sarah McBride, conquistou o assento do primeiro distrito de Delaware, derrotando com grande facilidade seu oponente republicano, Steven Washington: 86% a 14%.

McBride, de 30 anos, foi também a primeira estagiária transexual da Casa Branca, em 2012, durante a administração de Barack Obama, período em que seu interesse pela política foi despertado. Em 2016, ela discursou na convenção do Partido Democrata, em que Hillary Clinton foi confirmada como candidata à presidência.

“Quando nossos corpos legislativos e nossos escritórios executivos se parecem com as pessoas que procuram representar e refletem toda a diversidade de nossas comunidades, a conversa muda”, disse McBride à revista People, quando anunciou sua candidatura ao Senado.

“Não estou concorrendo para fazer história ou fazer manchetes. Estou concorrendo para fazer a diferença nesta comunidade e representá-la da melhor maneira possível, trazendo toda a gama de experiências e perspectivas que tenho com uma história tão longa nesta comunidade”, acrescentou.

Comissário de bordo processa empresa após ser demitido por beijo gay.



Um comissário chinês foi demitido após o vazamento de um vídeo pessoal, no qual o profissional aparecia aos beijos com um outro homem. Segundo informações do próprio comissário, as imagens viralizadas foram o estopim para a sua saída da empresa, a companhia China Southern.

“Não devemos ser discriminados por isso, não devemos ser oprimidos e receber este tratamento injusto, por isto estou protestando”, disse o rapaz, que se identifica como Chai, em entrevista à AP.

Chai é abertamente homossexual, mas não achou conveniente, antes da disseminação do vídeo, falar acerca desse assunto com seus superiores, visto que é um tema íntimo que compete somente a ele.

A empresa, comandada pelo governo chinês, não emitiu nenhuma nota a respeito, tampouco trouxe detalhes sobre o motivo da demissão do rapaz. Chai destacou que vai processar o estabelecimento.

Candidato que associou vacina contra coronavírus à “homossexualismo” pode pegar cinco anos de cadeia



Segundo informações do G1, o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou o candidato à Prefeitura de São Simão (SP), Marcelo Frazão de Oliveira (Patriota), por associar a vacina CoronaVac à “homossexualismo”. O político teve um áudio e um texto publicado nas redes sociais, em outubro deste ano, dizendo que não deixaria sua família ser vacinada dizendo que doses da vacina poderiam fazer a pessoa “mudar de gênero”.

“Vocês vão comprometer a vida dos seus filhos e netos” – disse na ocasião – “Vocês vão causar síndromes perigosas que vão destruir os seus filhos e netos, inclusive no sentido de fertilidade, de homossexualismo (sic). Então, se você quer o bem dos seus filhos, não vacine seus filhos (…) o menino pode deixar de ser menino, vai virar menina. A menina deixa de ser menina e vira menino, nessa linha” – diz a mensagem.

O promotor William Daniel Inácio disse que a fala de Frazão é um claro exemplo de comentário homofóbico e transfóbico e que será julgado normalmente, considerando que as declarações não vieram durante a campanha eleitoral. “Não foi um ato praticado durante a campanha e nós entendemos que não há ligação com a Justiça Eleitoral na hipótese” – disse a Promotoria, acrescentando que o fato dele utilizar o termo “homossexualismo” endossa a homofobia por associar a orientação sexual a uma doença. Desde 1990, a palavra foi substituída por homossexualidade, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) a tirou da lista de distúrbios mentais.

“Esta conduta dele nós entendemos imputável o crime de racismo porque, primeiro, não há nenhuma evidência de que a vacina cause qualquer mutação genética, mas, ao fazer a comparação de doenças com a homossexualidade e com os transexuais, ele demonstrou um extremo preconceito com os homossexuais e os transexuais”, explica o promotor. Além disso, Frazão também é denunciado por dizer que o CoronaVac provoca síndromes graves, lesões cerebrais, mudanças genéticas e doenças como câncer.  Caso o Ministério Público o condene, Frazão pode pegar de 2 a 5 anos de prisão e pagar indenização por danos morais equivalente a 50 salários mínimos.

Pastor critica pintura de arco-íris na Praça da Bíblia em São Paulo: “Desarranjo intestinal administrativo”.


O comentário de um pastor nas redes sociais criticando a revitalização da escadaria da Praça da Bíblia, em Boituva (SP), provocou reação de moradores nas redes sociais. Após a prefeitura ter pintado a escadaria da praça com as cores do arco-íris, o pastor sargento Claudinei Soares publicou um texto no Facebook chamando a pintura de “desarranjo intestinal administrativo”.

“Prefeitura de Boituva pinta Praça da Bíblia com cores do movimento LGBTS. Isso é um desarranjo intestinal administrativo. Ou não pensam ou é de propósito mesmo. Fico imaginando uma live de um culto evangélico nesta praça“, escreveu o pastor. Após a postagem, moradores da região repudiaram o comentário do pastor. Um deles postou que a ação é “passível de levar ao Ministério Público como denúncia” e que “homofóbicos não passarão”.

Ao G1, o pastor disse que a atitude em usar essas cores foi “inadequada”, mas que não acredita ter sido proposital. Nesta segunda-feira (02/11), um grupo se reuniu na escadaria da Praça da Bíblia e protestou contra o preconceito. Segundo a organização da manifestação, cerca de 70 pessoas participaram do ato pacífico.

Confira

Mulher trans impedida de usar banheiro feminino em Natal será indenizada em R$ 12 mil.



Fato aconteceu mesmo com ela mostrando o seu documento de identificação pessoal, no qual constava o seu nome e a sua identificação como pertencente ao gênero feminino.

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte (JFRN) determinou que uma mulher transexual da cidade de Natal receberá indenização por danos morais após ter sido impedida de utilizar o banheiro feminino em uma estação de trem da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). “O pagamento no valor de R$ 12 mil servirá como reparação pelo constrangimento vivenciado”, diz a decisão.

A defensora pública que atuou no caso narrou que a mulher foi abordada por vigilantes ao frequentar o banheiro feminino da estação de trem da CBTU, pedindo para que se retirasse do local e utilizasse o banheiro masculino. O fato aconteceu mesmo com ela mostrando o seu documento de identificação pessoal, no qual constava o seu nome e a sua identificação como pertencente ao gênero feminino.

Para a defensora, os vigilantes que a retiraram do local “agiram em desfavor da lei e cumpriram um papel arbitrário e discriminatório que não mais se coaduna com a realidade social e jurídica do país”.

O juiz Federal responsável pelos autos reconheceu o dano moral sofrido pela assistida, condenando a CBTU e a empresa de vigilância responsável pela estação de trem ao pagamento de R$ 12 mil a título de reparação pelos danos morais sofridos diante da transfobia indevida.

Para ele, “sendo a autora transexual não poderia ser abordada para que se retirasse do banheiro feminino, tendo ocorrido uma abordagem indevida e discriminatória, uma vez que a autora possuía o direito de usar o banheiro feminino, pois além de ser transexual a autora tinha a documentação”, entendeu o magistrado.

O número do processo não foi divulgado.

STF decide que especial de Natal do Porta dos Fundos com Jesus gay deve permanecer no ar.



Tanto Gilmar Mendes quanto o ministro Edson Fachin ressaltaram durante o julgamento que a Netflix agiu corretamente ao disponibilizar classificação indicativa de idade para o especial do Porta dos Fundos, assim como uma descrição para o conteúdo.

O ministro relator destacou que os ofendidos pelo material podem simplesmente não assistir ao vídeo, sem que seja necessário restringir o acesso a ele de toda a sociedade. Cármen Lúcia concordou e disse que o especial não está exposto aos que não querem vê-lo.

Foram citados casos como o da revista “Charlie Hebdo”, da França, que sofreu atentado após publicar charge ironizando Maomé. Vale lembrar que a sede do Porta dos Fundos no Rio de Janeiro foi vítima de ataque com bombas após o lançamento do especial.

Em parecer enviado ao STF antes do julgamento de hoje, a PGR (Procuradoria-Geral da República) apontou que houve censura à Netflix e defendeu a permanência do especial de Natal do Porta dos Fundos no ar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário