sexta-feira, novembro 20, 2020

SEXO

 "VOCÊ É HOMEM E QUER FAZER SEXO COM OUTRO HOMEM?" - Sexo anal entre gays


O fato de ser um tabu ou representar algo proibido é um fator a mais para os homens considerarem o sexo anal atraente entre quatro paredes.


O sexo anal é uma das modalidades mais desejadas pelos homens.



Dar o rabo é um tabu e ao longo da história o sexo anal foi conhecido como um “fruto proibido”.



Na impossibilidade de praticar o anal com suas mulheres, muitos homens procuram os gays, principalmente, travestis para satisfazer seus desejos. Também, enrabar alguém passa a ser um padrão quando se trata de pornografia.



Quanto aos gays, bem, aí é outra história.



É bom lembrar que nem todos os homossexuais praticam sexo anal, ou estou escrevendo alguma inverdade?



Os gays ativos gostam de estar no poder. Manter-se em vantagem pode ser muito excitante para eles, especialmente para aqueles que não são muito dominadores no seu próprio dia a dia.



Existem parceiros que tem os seus papéis sexuais muito bem definidos e não tem nenhum problema na relação sexual, porque cada um sabe exatamente o que quer e isso ajuda a manter a relação por longos períodos.



Os papeis sexuais entre gays não são fixos e podem variar de acordo com o momento ou o parceiro. Não existe aquilo de “uma vez ativo sempre ativo”. Hoje pode fazer o papel de ativo e amanhã de passivo.



Os gays com problemas de aceitação do papel do passivo sofrem com problemas psicológicos. É uma luta constante para derrubar tabus que vão desde a submissão passando pela dor física e medo de doenças, até os questionamentos da própria sexualidade – Se gostam de pegar e acariciar cacetes porque não gostam de senti-los dentro de si?



Sexo anal é cru e primitivo e isso aumenta a libido dos envolvidos. Quando um dos parceiros se coloca disponível para este tipo de situação, existe um fator a mais para que o outro se sinta excitado.



O fato de um parceiro desejar sexo anal pode demonstrar o quão íntimo está de seu parceiro. O sexo anal exige preparo, comunicação e muitas preliminares para que o ato aconteça. Esta modalidade demonstra amor e confiança do parceiro que está disposto a oferecer tudo o que o outro deseja.



Existem diversos tabus e lendas de que o sexo anal é prejudicial à saúde ou que causa lesões irreversíveis no canal anal e no reto. O máximo que pode ocorrer são dores ou sangramento, além de todos os cuidados com a higiene e a precaução contra doenças sexualmente transmissíveis.



O Ponto G masculino: Sim ele existe e está localizado na parede retal anterior a cerca de 8 cm da abertura anal e quando manipulado de forma delicada gera prazer para o passivo, aliás, gera prazer para qualquer homem, inclusive heterossexuais que recebam carícias nessa região.



O sexo anal entre gays não é obrigatório, mas deve fazer parte da rotina do casal porque é o sexo que segura um relacionamento mais duradouro, mesmo que a relação sexual não passe de cinco minutos. Ninguém vive somente de amor, paixão ou brincadeiras sexuais, o sexo anal completa o cenário.



Os gays podem e chegam ao orgasmo com frequência no sexo anal, muitos chegam ao orgasmo com uma punheta. Outros não chegam a gozar, mas sentem-se altamente estimulados. As maiores possibilidades de orgasmo na relação anal é quando o passivo pratica contrações musculares da região pélvica, que aumenta sua excitação, somada ao efeito da fantasia excitante de estar sendo penetrado pelo companheiro.



A excitação aumenta também no sexo anal quando os participantes estão envolvidos em muita fantasia e imaginação, muitos têm orgasmo sem qualquer outra estimulação, na verdade a experiência, a excitação e a erotização individual são determinantes na resposta sexual.



Portanto, como diz um amigo: relaxe e goze! Sem constrangimentos ou medos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário