sexta-feira, dezembro 11, 2020

MINHA VIDA GAY

Ministro da França torna público sua orientação sexual: “Sou gay e assumo”.


Ministro Francês Clément Beaune

Na noite desta terça-feira (8), Clément Beaune, ministro francês encarregado dos Assuntos Europeus, revelou sua homossexualidade e que pretende viajar no início de 2021 a uma das chamadas “zonas livres de LGBT” na Polônia, que sofre severas críticas em toda a Europa, conforme divulgado pelo O Globo.

A declaração foi anunciada na revista LGBT francesa “Têtu”. “No início do próximo ano, eu irei à Polônia em uma zona sem LGBT. Irei apoiar uma das associações que defendem o aborto”, declarou Beaune à publicação.

Vale ressaltar, que as mulheres polonesas estão protestando fortemente contra o governo, após nova decisão envolvendo o aborto no país. Por conta disso, o ministro Beaune pretende viajar a Polônia para apoiar publicamente as mulheres, já que também, ele havia denunciado as ‘zonas livres para gays’ no país, afirmando ser um escândalo separar as pessoas pela orientação sexual.

Na Polônia, a comunidade LGBT+ vem sendo criticada pela Igreja Católica e pela ala conservadora nacionalista do país. As “zonas sem ideologia LGBT” foram decretadas por vários municípios poloneses, levando a Comissão Europeia a entrar em atrito com esses locais.

Casado com mulher, personal diz ter atração por homens, mas não se considera gay nem bi.


Imagem ilustrativa

Orientação sexual é algo que compete somente ao próprio sujeito esclarecer, ou não explicar nada caso ele não queira. O ser humano é complexo e, nessa direção, cada um tem a sua maneira de compreender a vida e viver plenamente sua sexualidade e afetividade.

O personal Renan contou ao podcast Sexoterapia que é casado com mulher, mas que sente atração sexual por homens. Todavia, o rapaz não se identifica como gay e nem como bissexual.

“Foi com um vizinho que já tinha me lançado olhares na piscina. A gente se encontrou na academia do prédio, ele me pediu ajuda para treinar, eu comecei a ficar excitado e ele percebeu. Foi a deixa para a gente começar a se beijar e acabar transando”, contou.

Mesmo fascinado pela experiência, o profissional destacou que não se categoriza como gay e nem como bissexual. Segundo especialistas do tema, é possível ser predominantemente heterossexual, por exemplo, mas com episódios de homossexualidade.

Jovem gay convida mãe para seu casamento e recebe resposta homofóbica: “Isso é um pecado”.



Um influencer gay do México está ganhando as manchetes depois que um vídeo recente dele no TikTok se tornou viral. Na gravação, Henry Jimenez, de 21 anos, convida sua mãe para o casamento com seu noivo. Mas, em vez de receber uma notícia positiva, ela chama o filho de pecador que a estava deixando mais doente e seria a causa de sua morte. A ligação comovente deixou Jimenez e os espectadores em lágrimas.

Segundo o influencer, ele sabia que a mãe não aprovava sua sexualidade, mas decidiu transmitir ao vivo o momento da ligação de qualquer maneira, sem pensar que ela ficaria tão pesada. “Eu não posso acreditar que você está falando sério”, disse a mãe. “Você sabia que isso é um pecado aos olhos de Deus?”, continuou ela. Pego de surpresa com a reação homofóbica, Jimenez cai no choro enquanto sua mãe cotinua o ataque. “Você me deixa mais doente do que já estou”, disse em outro trecho da conversa, acrescentando mais tarde que a sexualidade de Jimenez seria a causa de sua morte.

Embora o vídeo seja doloroso e difícil de compartilhar publicamente, Jimenez disse que a mensagem de um jovem o tornou mais fácil de entender. “Isso, como eu disse, É MUITO DIFÍCIL para eu compartilhar, mas hoje recebi uma mensagem de um garoto dizendo o quanto ele se sentiu inspirado depois de assistir a isso e contou a seus pais seu maior segredo”, escreveu ele. “Isso me deixa muito feliz e faz tudo valer a pena.”

Jovem descobre que pai que o expulsou de casa por ser gay faz orgia com homens e se prostitui.



Shawn O’Connor, que se assumiu homossexual aos 15 anos, foi expulso de casa pelo pai, que não aceitava sua orientação sexual. Recentemente, ele descobriu que o progenitor mantinha uma página em um site norte-americano para se prostituir e que participava de orgias com outros homens, conta a revista Marie Claire.

O caso foi relatado pelo jovem em um post publicado em uma rede social e que tem viralizado pela internet. Nele, Shawn conta que sua irmã também foi expulsa de casa quando tinha 16 anos, depois de assumir bissexual. “Nessa mesma época, eu nasci e fui criado pelo meu pai para ser tudo, menos gay. Aos 15, fui expulso pelo meu pai homofóbico e dormi na rua por dois dias porque meus pais eram divorciados e não tinha como contar para minha mãe“, explicou.

Já fora de casa e em contato com suas duas irmãs mais velhas, ele descobriu que o pai conseguiu um novo emprego e doou seu antigo laptop para o neto, mas esqueceu de apagar o histórico da internet, deixando conectado a um e-mail e uma página em que disponibilizava para fazer programas. 

“Pedi para que minhas irmãs investigassem. [Ela descobriu que] meu pai estava se vendendo para sexo gay em páginas no Craiglist e recebia dinheiro em anos de traições com homens”, comentou. 

Tempos depois, Shawn conheceu um affair em um aplicativo de relacionamento e recebeu uma proposta para participar de uma orgia com vários homens. 

O rapaz recebeu algumas fotos dos participantes do sexo em grupo e, entre eles, estava o próprio pai. “Ele me enviou fotos do meu pai como um dos participantes. Minhas irmãs e eu colocamos todas as evidências em meias de Natal para que toda a família encontrasse na manhã de Natal de 2017”, contou. 

O vídeo compartilhado no dia 3 de dezembro já tem mais de 10 milhões de visualizações no TikTok.

2 comentários: