terça-feira, dezembro 08, 2020

MINHA VIDA GAY

 Luke Evans sobre se assumir homossexual: “nunca tive vergonha”



Luke Evans conversou com a revista Attitude e, enfatizou que se orgulha muito em ter assumido a sua homossexualidade publicamente. Desmentido boatos de arrependimento da decisão, o famoso afirmou que se sente feliz demais pela aceitação das pessoas com a sua vida pessoal.

“Minha vida pessoal se tornou a última coisa que eu tinha. E foi estranho quando as pessoas descobriram que eu era gay, muitos artigos e outras coisas foram escritos dizendo que eu estava escondendo, e eu não estava”, iniciou ele, que em seguida, negou qualquer arrependimento.

“Estou orgulho e feliz. Eu nunca tive vergonha. E, de repente, eu estava sendo tratado dessa forma, foi um momento assustador, e eu fiquei ‘Deus, isso é horrível. Isso não é verdade. Nada disso é verdade”, falou ele.

Criado por pessoas testemunhas de Jeová, o galã ainda comentou sobre a sua necessidade de enxergar o mundo de uma forma diferente; “Eu precisava encontrar minha identidade, e precisava ser independente da minha família, encontrar minha voz e ser um adolescente gay feliz. Um adolescente morando sozinho”, disse Luke Evans.

Luiz Fernando Guimarães aparece ao lado do marido e dos filhos, adotados pelo casal.



O ator apagou mais uma velinha no último sábado, dia 28, e Adriano Medeiros usou as redes sociais para homenageá-lo.

No dia em que completou 71 anos (28/11), Luiz Fernando Guimarães ganhou uma homenagem do marido, Adriano Medeiros. Ele postou uma foto do ator no Instagram, acompanhado dos dois filhos do casal, e ainda escreveu uma dedicatória, celebrando a nova família.

"Eu não tenho palavras pra expressar a minha felicidade. Todo ano vem um texto cheio de frases lindas mas nesse aniversário do Luiz Fernando Guimarães 4 letras bastam: AMOR. São 4 letras, 4 pessoas que habitam nosso lar, 4 corações unidos por um propósito: nossa família! Vc faz aniversário mas o presente todos nós ganhamos. Te amo demais. Amo todos vcs! Viva os MEDEIROS GUIMARÃES!!", escreveu Adriano, compartilhando pela primeira vez uma foto dos filhos, uma menina e um menino.

Juntos há mais de 20 anos, Luiz Fernando Guimarães e o marido, o empresário hoteleiro Adriano Medeiros, decidiram aumentar a família e adotaram um casal de filhos. No início de setembro, a advogada deles, Silvana do Monte Moreira, havia confirmado ao EXTRA que o ator e o marido tinham dado entrada no processo de habilitação para adoção. Já em outubro, eles mostraram através de vídeos e fotos nas redes sociais que preparavam o sítio onde moram, em Itaguaí, na Região Metropolitana, do Rio, para a chegada das crianças.



Em um vídeo divulgado em maio na campanha do Instituto Brasileiro do Direito de Família, Luiz Fernando e Adriano falaram da importância da adoção e afirmaram, na época, que tinham interesse em adotar. "Olha que coisa linda, adotar uma criança. Nós pretendemos, né?", diz Luiz Fernando na gravação. "Nós vamos adotar uma criança", completa o marido. "Ou duas, ou três, o tempo dirá. Vamos ver, conhecer, nos adaptar, nos envolver, e vice versa. E amar como pais, cuidar, proteger. É que nós queremos", finaliza o humorista.

Mulher de 61 anos dá à luz neta com barriga de aluguel para filho gay.



A BBC noticiou nesta segunda-feira (7) que uma mulher de 61 anos que vive em Nebrasca, nos Estados Unidos, deu à luz sua própria neta, como barriga de aluguel para seu filho e o marido dele.

Ela disse que fez a proposta quando o filho dela e Dougherty disseram pela primeira vez que queriam começar uma família.

Cecile Eledge, que tinha 59 anos na época, disse que sua sugestão continuou sendo uma espécie de brincadeira entre a família no início, não um caminho realista a seguir. “Parecia simplesmente um sentimento muito bonito da parte dela”, disse Dougherty à BBC. “Ela é uma mulher tão altruísta.” Mas quando o casal, que mora em Omaha, perto de Cecile e seu marido, começou a buscar as opções para ter um bebê, um médico especializado em fertilidade disse que poderia ser uma alternativa viável. Ela foi levada para uma entrevista e uma série de testes, todos os quais deram luz verde para a barriga de aluguel. “Sou muito cuidadosa com a saúde”, disse ela. “Não havia nenhuma razão para duvidar de que eu poderia carregar o bebê.”



Com Eledge fornecendo o esperma, a irmã de Dougherty, Lea, foi a doadora de óvulos. Dougherty, que trabalha como cabeleireiro, disse que, embora os casais heterossexuais possam considerar a fertilização in vitro como o último recurso, para eles é a “única esperança” de um filho biológico. “Sempre soubemos que tínhamos de manter a mente aberta em relação a isso”, acrescentou Eledge, professor de uma escola pública. Cecile Eledge disse que a gravidez foi tranquila, os sintomas regulares simplesmente “aumentaram um pouco” em comparação com suas gestações anteriores de seus três filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário