terça-feira, janeiro 26, 2021

FOFOCAS DE CELEBRIDADES - GOSSIPS

 Lançamentos da semana: Gusttavo Lima, Lauren Jauregui & Pabllo Vittar, Melim e mais!



Os principais lançamentos musicais desta semana, em especial nesta sexta-feira (22). Ouça abaixo um compilado dos singles que estão chegando para os fãs dos mais diferentes estilos: pop, sertanejo, rock, música eletrônica, hip hop, indie e reggae.

Billie Eilish, Rosalía - “Lo Vas A Olvidar”



Jason Derulo - “Lifestyle (Ft. Adam Levine)”


Lauren Jauregui - "Lento (With Pabllo Vittar) (Brabo Remix)"


Royal Blood - “Typhoons”


PRETTYMUCH - "Stars"


CPM 22 - "2014"


Carol e Vitoria - "Meu Quintal (Part. RESENHV)"


Mc Fioti lança clipe “Vacina Butantan”; releitura de seu hit em homenagem à ciência.



Os funcionários do Instituto Butantan figuraram na obra que estrou neste sábado no Youtube

Cumprindo sua promessa, o MC Fioti lançou neste dia 23 de janeiro a música “Vacina Butantan”, remix de seu maior sucesso: “Bum Bum Tam Tam”. A versão é uma homenagem à CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinocav em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo.



A gravação do vídeo foi realizada na sexta-feira, dia 15 de janeiro, na sede do Butantan. “Acho que a minha música, o funk, conversa muito com a comunidade. Por meio dessa nova versão e do clipe a gente vai conseguir passar a mensagem e eles vão se conscientizar de que a solução para a gente é se vacinar”, diz Fioti ao G1 – “Eu escrevi e produzi novamente sozinho. Foi uma sensação de honra em participar disso. Para trocar a letra não foi muito difícil, porque eu só adaptei para a vacina. Estou feliz de poder ajudar a nossa população através da música” – concluiu.



A música original, que já era um fenômeno de popularidade antes da pandemia e se tornando a faixa brasileira mais assistida da história do YouTube com mais de 1 bilhão de visualizações (até o momento dessa postagem são mais de 1 bilhão e meio), acabou se tornando um meme pela semelhança de “Bum Bum Tam Tam” com “Butantan”.

A repercussão fez o governador João Doria ligar para MC Fioti para elogiar o sucesso “butantante”: “Ele [João Dória] me agradeceu pelo apoio que a gente está dando para a vacina.” – disse MC Fioti à Folha de São Paulo – “Foi um papo legal. E eu cantei para ele a música na versão da vacina” – continuou.

Ele também afirma que não recebeu patrocínio nem do governo de São Paulo e o investimento para a gravação partiu dele. “É uma homenagem a algo que aconteceu naturalmente”. Disse ele, que também tem sido chamado de “o menino da vacina“.

Mãe de Ygona diz que estado de saúde da filha piorou: “Os rins e o coração começaram a dar problema”.



Neste domingo (24), a mãe da influenciadora trans Ygona Moura, atualizou o estado de saúde da filha, que está internada após contrair COVID-19. Em seu perfil no Instagram, a mãe da famosa revelou que o estado da filha piorou neste domingo.

“A Ygona teve uma piora de ontem pra hoje, onde a febre dela aumentou e os rins e o coração começaram a dar problema. Ela ainda está em estado grave, de ontem para hoje começou a ter febre. Está bem complicado o caso dela, mas para Deus nada é impossível“, contou a mãe da influenciadora.

A mãe de Ygona também aproveitou o momento para desabafar sobre as críticas que a filha vem recebendo, após não respeitar o isolamento social e afirmando que iria aglomerar, antes de contrair a doença. “Eu não estou suportando mais as especulações dessas pessoas hipócritas que só sabem julgar e apontar o dedo como se fossem os donos da razão. Tenham um pouco de empatia. Tem uma família sofrendo. Se vocês não estão nem aí, porque não vão opinar em outro lugar? Peço desculpas para os seguidores pelo desabafo e obrigado a todos que está torcendo“, disse.

Conhecida da web por sua espontaneidade, Ygona causou polêmica ao sair para uma festa, debochando da aglomeração. Dias depois, a influenciadora foi diagnosticada com a COVID-19.  “Gente, que noite foi essa? Noite de aglomeração com sucesso. Estava por tudo aquela festa e saí de lá quase 8h da manhã. Aglomerei mesmo e recebi bem para isso. Hoje, estou aqui pela Tiradentes, estou caçando um baile, quero aglomerar de novo, estava morrendo de saudade de aglomerar“, dizia em seu stories.

De onde veio e o que significa a gíria “Off: fariam?”



A expressão surgiu em fóruns online como forma de "abrir um parênteses" e falar sobre um outro tema que não o posto em debate no momento ("off topic")

A internet é um mundo à parte: estabelece suas etiquetas, suas bandeiras, seus povos e tudo que envolve uma pátria. Como não poderia ser diferente, a linguagem da internet, mais flexível e informal, também pode ser bem diferente da utilizada em outros ambientes. Navegar em alguns sites e setores da internet exige alguns conhecimentos que só são adquiridos com a prática. Sobretudo nas redes sociais, onde o convívio entre influencers e followers tende a ser muito mais desprendido, a produção de novas gírias, abreviações e figuras de linguagem é quase incalculável.

O Twitter pode ser considerada campeã da influência linguística da internet brasileira. As referências podem ser diversas, saindo da música, do cinema, da televisão; chegando até a incorporação e aportuguesamento de palavras estrangeiras.



É o caso da expressão “off: fariam?”, que ganhou bastante popularidade nos últimos meses. A gíria é uma forma de comentar sobre opiniões muitas vezes impopulares, inicialmente relacionadas a crushs em pessoas polêmicas ou até mesmo à própria pessoa que fez o post. “Fariam”, neste contexto, tem uma conotação que o “to do”, em inglês, também possui, que é “transar”. Uma resposta comum à pergunta é a também gíria “old que sim/não”, como quem diz “é óbvio”.

O que nem todos sabem é que, na verdade, o “off” não é uma nova forma de ferramenta de comunicação, mas de um mecanismo antigo que recobrou fôlego e reapareceu nas redes. Apesar da origem incerta, existem algumas teorias sobre o seu aparecimento. Alguns recordam do uso na rede social Orkut, nas conversas dentro das chamadas “comunidades”. Outros se recordam do uso do termo ainda antes, nos primórdios da socialização da internet, nos fóruns online sobre os mais variados temas, como forma de “abrir um parênteses” e falar sobre um outro tema que não o posto em debate no momento (“off topic”).

O fato é que a expressão ganhou um novo significado nas redes sociais e, hoje, comentar “Off” em publicações, pressupõe um elogio, servindo a palavra inglesa como uma síntese dessa conversa “off topic” dos fóruns online colocando em pauta a pergunta sobre o “sex appeal” da pessoa em questão e a obviedade da resposta afirmativa ao mesmo tempo (“off: fariam / é óbvio que sim”). 

Ator pornô esclarece dúvidas de leitores.



Nesta semana, o SCRUFF Responde convidou o jovem ator pornô Igor Baianinho, da produtora HotBoys, para esclarecer as dúvidas dos leitores.

Ele tem 20 anos, 1,68m e 61kg e, diante das câmeras, demonstra ter bastante experiência quando o assunto é sexo. Igor Baianinho que já fez oito filmes eróticos pela produtora brasileira HotBoys em oito meses de profissão, geralmente atuando como passivo.

Nesta semana, para a coluna SCRUFF Responde, Baianinho topou esclarecer algumas dúvidas dos leitores que pretendem seguir também os seus passos.



Como faço para ser um ator pornô? Que requisitos devo ter? 

- Para se tornar um ator pornô, você deve enviar material para o casting da produtora. Acredito que o requisito principal é ter vontade de fazer o que é proposto e dar sempre o seu melhor. A pessoa tem que ser desinibida, descontraída, aberta ao novo, afinal, o ator deve abraçar e viver o personagem por completo. O ator pornô não pode ter medo de encarar desafios e de se reinventar e gostar muito de sexo, é claro.

Dá para ganhar bem fazendo filmes pornográficos? Quanto ganha?

- Dá para ganhar uma grana legal, ainda mais pela fama, pois da noite para o dia todo mundo sabe quem você é, o anonimato não existe mais. As pessoas te parabenizam e se tornam fãs mesmo, passam a te seguir nas redes sociais, te param na rua, é muito gostoso o retorno de cada trabalho. Surgem muitas oportunidades após a exibição de cada filme e essas oportunidades são grandes diferenciais, pois nunca dá para se ter ideia de quem ou quantas pessoas assistiram seu filme. Prefiro não comentar valores, mas não me arrependo de ter iniciado na indústria pornô.



É necessário ser bonito de rosto/corpo e bem dotado para atuar?

- A pessoa trabalha com a própria imagem, por isso seu produto é a sua imagem pessoal, é necessário e importante se cuidar. E não falo sobre peso ou dote, mas se tornar algo atrativo, algo que cause sensações e desejo a quem está assistindo. Não existe padrão ou perfeição, até porque cada um gosta e tem um estilo diferente. E toda essa diversidade é o que torna tudo muito interessante. Não existem regras para sexo e, principalmente, para o prazer. Por isso o ator pornô deve sempre valorizar o prazer de quem está assistindo.



Tenho que tomar PrEP se um dia eu fizer filmes pornôs?

- Há cenas da produtora HotBoys que é no estilo bareback. Mas, a produtora zela pela manutenção da saúde de cada ator, por isso é necessário fazer exames. Acredito que todos os atores da indústria pornô façam uso do PrEP.

Para acompanhar Igor Baianinho no Twitter [NSFW]: twitter.com/Igorbaianinho0

Você já foi a um cruising bar?! Felipe Ferreira conta como funciona local onde a pegação é liberada.



Você já foi a um “cruising bar“? Neste episódio do Fora do Padrão, nosso apresentador Felipe Ferreira conta como funciona esse estilo de bar, onde a pegação é liberada e o sigilo é garantido. No Rio, uma das maiores referências no segmento é o Seven Cruising Bar, vale a visita!



FAIZ ISSO NÃÃÃÃÃOOO...



NOSTALGIA...CAPAS DE DISCOS DE VINIL - 70' ~ 80'



QUE FOFINHO!!



ÊTA PORRA...



SENTIU SAUDADES, NÉ?



FILHO, ACHO QUE VOCÊ TÁ MANDANDO PRA PESSOA ERRADA...



CUIDADO MULEKE, OLHA A COBRA!!



DEIXA EU FAZER PRA VOCÊ?



EEEEPAA!



I WANNA DO BAD THINGS



EU QUERO BUNDA...CADÊ??



QUE QUÉ ISSO MULEKE!!





ENSAIO: Arthur Aily para Mustang Magazine



ANÔNIMOS TAMBÉM TEM VEZ...



TENHA UM BOM DIA!



ATÉ MAIS!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário