sexta-feira, janeiro 22, 2021

MINHA VIDA GAY

 O popular YouTuber Chris Stuckman 'sai do armário', revelando um passado angustiante com as Testemunhas de Jeová.



YouTuber Chris Stuckmann apareceu como pansexual em seu último vídeo.

Stuckmann, que geralmente posta resenhas de filmes para seu público de quase dois milhões de assinantes, usou seu último upload para compartilhar sua história como ex-Testemunha de Jeová.

Perto do final do longo vídeo, intitulado “Como deixei as Testemunhas de Jeová para prosseguir a produção de filmes”, ele revela: “Eu sou pansexual”.

“Se você não sabe o que é pansexualidade”, ele continua, “essencialmente você se sente atraído por todos os gêneros, e sou eu”.

A esposa de Stuckmann, Sam Liz, aceitou imediatamente quando ele se revelou para ela.

“Quando contei isso à minha esposa pela primeira vez, ela foi acolhedora”, explica ele. “Ela é demi-pan e então ela estava realmente muito animada. Na verdade, isso tornou nosso relacionamento ainda melhor e mais aberto. ”

Semissexual significa que alguém é incapaz de se sentir atraído por outra pessoa sem formar um vínculo emocional significativo.

Falando sobre as Testemunhas de Jeová, Stuckmann referiu-se à denominação cristã marginal como uma seita, alegando que durante anos o fizeram reprimir sua sexualidade e abandonar sua paixão pelo cinema.

Os espectadores inundaram a seção de comentários com apoio esmagador, ao qual Stuckmann respondeu:

"Obrigado a todos vocês. O alcance desde o início da entrevista foi esmagador e me ajudou a curar. Eu não posso te dizer o quanto significa para mim que você tenha entendido. Eu estava ansioso para discutir essas coisas, mas estou muito feliz em saber que muitos ex-TJs assistem ao canal e realmente espero que este vídeo lembre de que você não está sozinho. Alguém aí com medo de falar alguma coisa, eu vejo você. Eu te ajudo. Muito obrigado a todos. ”

Aqui está o vídeo completo (o lançamento começa na marca dos 50 minutos):



E enquanto estamos aqui, dê uma olhada no resumo de Stuckmann sobre seus filmes favoritos de 2020:



Papa telefona a casal gay e os ajuda a enfrentar o medo do preconceito na Igreja Católica.



Graças à intervenção pessoal do Papa Francisco, três filhos pequenos de um casal gay italiano estão sendo educados na fé católica e até mesmo servindo como coroinhas. Andrea Rubera e seu marido, Dario, queriam que os filhos fizessem catequese, mas temiam que sofressem preconceito.

Cerca de cinco anos atrás, o casal estava considerando a possibilidade de matricular seu filho mais velho, então com cerca de 3 anos, em um programa de catequese em uma paróquia de Roma. Mas eles temiam que a criança pudesse ser tratado de maneira diferente ou estar sujeito a algum tipo de preconceito. Quando por acaso Rubera foi questionado em abril de 2015 se ele faria parte de um grupo convidado a participar da missa diária do papa na pousada Santa Marta do Vaticano, o católico italiano gay trouxe uma carta para entregar a Francisco, expondo seu dilema.

Dias depois, Rubera recebeu um telefonema inesperado. “Eu atendi e era a voz do Papa me perguntando: ‘Sr. Rubera, é você?‘, contou ao National Catholic Reporter. “Acho que você deveria fazer isso“, Rubera lembra o Papa dizendo. “Vá até o pastor, peça uma reunião, apresente-se de forma transparente e estou bastante confiante de que tudo vai ficar bem“. O casal, então, seguiu os conselhos do Pontífice. Atualmente, seus três filhos já passaram pelo programa de catequese e ministram como coroinhas. E o mais velho se prepara para receber a primeira comunhão.

Rubera falou anteriormente sobre sua experiência pessoal com Francis como parte do documentário “Francesco“, dirigido por Evgeny Afineevsky e lançado no ano passado. Ele diz agora que o conselho do papa ofereceu um “passo fundamental” na vida de sua família. “Foi algo que realmente me ajudou a sair de um beco sem saída“, disse o italiano. Embora Rubera tenha dito que não falou com Francisco desde o primeiro telefonema, ele disse que conseguiu garantir que o papa recebesse uma segunda carta, relatando o progresso de seus filhos.

“Fico feliz em saber que ele recebeu a notícia de como nossos filhos estão se saindo“, disse Rubera. “Não estou esperando que ele me ligue de novo.”

João Luiz, do ‘BBB 21’, mora com o namorado por causa da pandemia.



Nesta terça-feira (19), a TV Globo divulgou a lista oficial de participantes do Big Brother Brasil 21, e dentre eles está o professor de geografia, João Luiz, de 24 anos.

Ele que integrará o timo dos ‘Pipocas’ do programa global, atua como professor na cidade de Santos Dumont, no interior de Minas Gerais e fala abertamente sobre a sua sexualidade nas redes sociais. Vira e mexe, João deixa declarações de amor ao companheiro Igor, que também trabalhar como professor de geografia.

“4 anos atrás eu tomei uma decisão na minha vida que nunca me arrependi. Obrigado por esses 4 anos juntos. Foram mais de 3 anos vivendo em cidades muito distantes e 2020 nos permitiu morar junto e tem sido ótimo e muito bonito estar ao seu lado todos os dias”, escreveu Igor para o novo Brother, em uma de suas publicações.

Vale ressaltar que o programa estreia no dia 25 de janeiro e será comandado por Tiago Leifert. Por outro lado, alguns participantes famosos que integram esta edição já tiveram seus nudes vazados na web.

Nenhum comentário:

Postar um comentário