sexta-feira, abril 30, 2021

MINHA VIDA GAY

 Empreendedor.



Ricardo Sebastian - California + South Bay + USA

Quando eu tinha 10 anos, sabia que era diferente, mas não sabia o que isso significava. Alguns meninos da vizinhança me chamariam de bicha, mas eu nem entendia palavras como gay, hetero, bissexual, transgênero ou bicha. Eu nem sabia que eles existiam.

Minha tia Nora é uma mulher incrível e quando viu o bullying que eu estava passando, me chamou de lado, segurou minhas mãos gentilmente e explicou o que significava ser gay. Esta foi minha primeira epifania na vida. De repente, tudo fez sentido. Eu me entendi de uma nova maneira, então olhei nos olhos da minha tia e disse “Ok, eu sou gay”.

Este foi o melhor momento da minha curta vida. Sem hesitar, atravessei a rua até o apartamento da minha família, abri a porta e gritei “MÃE, adivinha !? Eu sou GAYYY! ”

Eu estava muito animado para compartilhar essa informação recém-descoberta com minha mãe, mas minha declaração ousada foi recebida com olhos perplexos e muitas lágrimas. Eu não entendi. Eu machuquei minha mãe? Olhando para trás, percebo que ela não estava chorando porque eu a machuquei. Ela estava chorando de medo de que alguém pudesse tirar minha vida porque eu estava escolhendo ser meu verdadeiro eu. Então meu pai voltou para casa.

A essa altura, provavelmente devo informá-lo de que meus pais eram católicos hispano-romanos da velha guarda; e meu pai era sargento da Guarda Nacional ... estranho.

Ele entrou e imediatamente quis saber por que estávamos chorando. Minha mãe tentou se recompor rapidamente e inventar uma história de capa, mas meu pai não estava acreditando. Ele me acompanhou até meu quarto, me olhou nos olhos e perguntou a verdade. Eu estava apavorado neste momento e chorando tanto que mal conseguia pronunciar as palavras. Eu não queria machucar meu pai também.

Eu olhei para cima, bem em seus olhos, e disse: "Mamãe está chorando porque eu disse a ela que sou gay." Seu primeiro filho, gay. Era como se eu pudesse ver a vida que ele sonhou para mim sendo arrancada. Seus olhos se encheram de emoção. Ele me agarrou e começou a me sacudir, gritando “O que você quer dizer com você é gay !? Gay é sexualidade. Como você pode saber sua sexualidade a menos que esteja fazendo sexo !? ”

Isso só me confundiu ainda mais. Talvez ele estivesse certo. Talvez eu fosse muito jovem para me conhecer tão bem. Então eu peguei de volta. Naquele momento ele acreditou em mim, mas eu não acho que ele realmente acreditou.

Minha mentira foi aceita porque podíamos pelo menos fingir que isso nunca aconteceu. Tornou-se o assunto indizível que me afastou de minha família. Isso quebrou nosso relacionamento e os próximos anos me levariam a tentar ser alguém que não era. Foi terrível.

Caí em uma depressão profunda e escura. Já não fantasio sobre todas as coisas incríveis que a vida tem a oferecer. Em vez disso, minha mente, coração e alma foram consumidos por fantasias de como eu morreria. Eu queria que essa vida acabasse. E então uma luz bruxuleante de esperança surgiu em minha vida. Seu nome era Brandy.

Ela mudou tudo para mim. Ela também era a pessoa mais estranha que já conheci. Ela usava toda preta, maquiagem pesada e acessórios cravejados. Na verdade, fiquei com muito medo dela quando nos conhecemos, mas nos unimos por causa do nosso amor por músicos como The Doors, Janis Joplin e Hendrix. Essa garota me fez sentir como se eu não estivesse sozinho no mundo e ela me incentivou a ser eu mesma. Veja, se você não tem uma identidade, não pode se tornar quem você é. Você acabou de se tornar o que você pensa que todos querem que você seja.

A hora havia chegado. Tive de explicar aos meus pais que, depois de anos de busca profunda, não conseguia mais mentir. Eu sou gay. Isso é tudo que há para fazer. Desta segunda vez, decidi ligar para eles enquanto estivessem no trabalho. Não é uma boa ideia e definitivamente não é uma recomendação. Eu lancei uma bomba emocional sobre eles e eles tiveram que lidar com isso na frente de seus colegas de trabalho. Por isso, eu sinto muito.

Demorou anos para meus pais mudarem de ideia. Sei em meu coração que eles sempre me amaram, mas minha mera existência desafiava tudo em que acreditavam. Assumir não foi fácil. Tornar-me a pessoa que sou hoje não foi fácil. Abrir suas mentes para o fato de que nossa família está longe de ser tradicional não foi fácil para meus pais, mas fizemos isso juntos. Através dos altos e baixos, nunca deixamos de nos amar e isso é o que, no final das contas, nos ajudou a crescer e aceitar um ao outro pelo que somos.

Ator de filmes adultos, Arthur Mondelo concilia faculdade de biomedicina com prostituição.



Estrela da produtora "Meninos Online", o estudante falou sobre ter saído de casa aos 13 anos e que pensa em não se aposentar do mundo erótico

O florianopolitano Arthur Mondelo, de 28 anos, é criador de conteúdo adulto, ator de filmes eróticos e acompanhante. Para ele, não há tabus. O extrovertido rapaz de 1,80m e 80kg revelou, em entrevista ao GAY BLOG BR, que foi vítima de uma rede de pedofilia aos 13 anos após sair da casa dos pais em função de sua orientação sexual. Vivendo em situação de rua, Mondelo conheceu cedo as drogas e a prostituição.



Você é ator pornô e também acompanhante, você é melhor remunerado em qual das duas funções? Inclusive, recentemente você declarou que um ator de filmes adultos não ganha tão bem assim quanto as pessoas pensam.

- Sou ator pornô, stripper interativo e também garoto de programa. São trabalhos interligados, considerando que um gera visibilidade para o outro, complementando a logística. De certa forma, é como se os programas dependessem dos filmes e os filmes dependessem dos programas.

Você foi expulso de casa aos 13 anos. Durante quanto tempo você viveu em situação de rua?

- Vivi em situação de rua durante dois anos e meio, onde fui aliciado por um homem. Perdi a virgindade em um “programa” forçado.

Aos 13, você caiu em uma rede de pedofilia. Como isso aconteceu? 

- Em um momento de fome e vulnerabilidade, um carro parou e me ofereceu dinheiro em troca de sexo. Foi quando eu vi “uma luz no fim do túnel” para nunca mais passar fome, frio ou apanhar na rua.

E drogas, você chegou a cair no vício?

- Usei muitas drogas desde a adolescência para poder aguentar uma mudança tão drástica na minha vida. Para conseguir transar com outras pessoas, eu vivia me drogando. Hoje em dia eu fumo algo natural – e às vezes. Sendo que eu me libertar de uma rotina ruim de drogas e mudar, há 8 anos, para uma rotina muito diferente de vida saudável e paz, mas sem sair da prostituição, me faz pensar o quanto a pessoa pode usar como uma profissão para subir na vida ou como um caminho obscuro sem volta.

Você já declarou ser muito sexual. Se considera viciado em sexo?

- Me considero viciado em sexo devido à rotina que tive ao longo desses anos. É como se fosse uma droga e, se eu fico sem sexo, tenho crise de abstinência. Coisas ruins acontecem com meu organismo: minha visão fica cinza, me sinto mal e até entro em depressão.



Dizem que os acompanhantes dificilmente se envolvem afetivamente com alguém, considera isso verídico? Você está namorando? Já teve alguns relacionamentos?

- Já tive vários relacionamentos, porém acho muito inviável um garoto de programa namorar e deixar seu parceiro ou parceira na cama para sair para transar com outras pessoas. Para mim, ou você namora ou faz programa.

Como é a relação com sua família hoje?

- Reestruturada e reestabelecida. Eu sou o melhor amigo do meu pai e da minha mãe e “aquela página” foi virada. Não culpo eles por nada, pois não sou ninguém para julgar e não sei o que passou na cabeça deles ao não deixar eu voltar para casa quando saí aos 13 anos. Por mais que o meu relato pareça vitimista, não me considero uma vítima em momento nenhum. Acho que eu sou um sobrevivente e não mudaria nada na minha história, pois tudo isso fez tornar-se a pessoa que sou hoje em dia.



Você já passou por alguma situação complicada com um cliente, envolvendo violência ou mesmo um pedido bizarro?

- A pior situação que eu passei com um cliente está no meu Instagram. Ele me acusou de tê-lo roubado e, alguns minutos depois, ele encontrou o dinheiro entre as suas coisas. Ele me pediu desculpas. Eu me preocupo muito em deixar os clientes satisfeitos, tenho vários clientes milionários e vários que ganham um salário mínimo – e trato os dois igual. Eu sei o valor do dinheiro e não quero que a pessoa se sinta lesada. Procurando e encontrando respeito, o prazer é garantindo. Eu comecei a mostrar minha rotina de acompanhante e ator pornô no meu Instagram, foi onde comecei a ficar conhecido. Lá eu mostro tudo, realmente tudo. Não exponho meus clientes, mas mostro o que rola no programa e dou um feedback do programa depois. Também conto quando me sinto mal, sozinho ou quando tenho algum conflito relacionado ao meu trabalho. Creio que serve como experiência para outras pessoas que possam estar perdidas.



Você já conseguiu fazer um pé-de-meia? Planos de se aposentar do meio erótico?

- Eu faço faculdade de biomedicina, acho que seria o melhor pé-de-meia. Para o meu futuro, penso em me aposentar do mundo erótico apenas quando eu morrer. Eu me tornei ator exclusivo de uma das maiores produtoras pornô do Brasil, embaixador da maior fabrica de produtos eróticos da América Latina, gravei mais de 250 cenas pornôs, estou com mais de dez parcerias com empresas que se identificam com meu perfil, com meu público.

Tem planos de ter outra profissão usando essa sua facilidade em se comunica

- Eu procuro ser um comunicador. Tenho muita esperança em ser contratado por algum site ou algum programa online para poder mostrar meu outro lado além de apenas transar na frente das câmeras. Tenho muito a dizer sobre minha experiência de vida, e que me fez tornar-se uma pessoa que sou hoje.

SEXO

 "ADORO CU! (ASSHOLE)! " - Cu peludo ou cu depilado?

Cu peludo ou cu depilado... Conheça os dois fetiches e saiba tirar bom proveito deles na hora de apimentar o sexo!

GIFS AMADORES

 Anônimos gravam videos próprios ou escondidos e postam na web

ARTE HOMOERÓTICA E QUADRINHOS ERÓTICOS

QUADRÍNHO EROTICO- EROTIC COMICS:

JASON AT A GLORYHOLE - JASON EN UN AGUJERO DE GLORIA - JASON EM UM GLORYHOLE

(PORTUGUES- ENGLISH VERSION- ESPAÑOL)

VEJA ABAIXO - VEA ABAJO- SEE BELOW

BELAMI

 Mick Lovell


HOMOSSEXUALIDADE

 Comunidade tóxica: por que gays não se sentem acolhidos por outros gays?



Por que gays são cruéis uns com os outros?

Recentemente, eu fiz uma enquete no Instagram perguntando para os seguidores se eles se sentiam acolhidos na comunidade gay. 

A resposta?

Mais de 80% disse que NÃO! 

E junto com o voto na caixinha também vieram várias histórias, teorias e desabafos por inbox. 

Sinceramente, o resultado da enquete não me surpreendeu. Não é de hoje que eu recebo mensagens de homens gays reclamando do quanto a comunidade lgbt+ pode ser tóxica. 

E essas mensagens vêm de homens de todo tipo. Dos gordinhos. Dos magrinhos. Dos afeminados. Dos negros. E até dos supostamente “padrões”.

Eles dizem se sentir rejeitados. Excluídos. Marginalizados. ⁣

E os motivos são muitos:⁣

⁣Gays agem como rivais⁣
Gays julgam outros gays⁣
Gays excluem quem está fora do padrão⁣
Gays são proconceituosos com outros gays⁣
Gays são cruéis com outros gays⁣

DIREITOS

 Lewandowski nega pedido para tirar Renan Calheiros da CPI do Genocídio.



Renan foi escolhido como relator da comissão que investiga as ações e omissões do governo de Jair Bolsonaro no combate à pandemia do coronavírus.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quinta-feira (29) um pedido feito por senadores bolsonaristas, através de um mandado de segurança, para excluir o senador Renan Calheiros (MDB-AL) da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, que vem sendo chamada de CPI do Genocídio.

Instalada nesta terça-feira (27), a Comissão é presidida por Omar Aziz (PSD-AM) e Calheiros foi escolhido como o relator. Os senadores governistas Eduardo Girão (Podemos-CE), Jorginho Mello (PL-SC) e Marcos Rogério (DEM-RO), porém, acionaram o STF para que o senador alagoano fosse impedido de integrar a CPI, sob o argumento de que ele é pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), e que isso geraria um conflito de interesses, já que a comissão vai investigar também os repasses do governo federal aos estados para o combate à pandemia.

POLÍTICA

 Política genocida de Bolsonaro já matou mais de 400 mil brasileiros de Covid-19.



Marca foi superada nesta quinta-feira (29), 36 dias após o Brasil passar os 300 mil óbitos pela doença, o que mostra um avanço vertiginoso da Covid-19 no país.

Segundo informações do consórcio de mídia, que se baseia nos números das secretarias estaduais, 400.021 pessoas morreram em decorrência da Covid-19 no Brasil desde março de 2020, quando foi registrado o primeiro óbito no país. No total, uma em cada cinco mortes notificadas no país (21,7%) desde março do ano passado é decorrente da doença.

Há pouco mais de um mês, no dia 24 de março, o Brasil havia somado 300 mil mortos pela Covid-19. Os 100 mil óbitos nos últimos 36 dias mostram a ascenção vertiginosa da contaminação no país, que contrasta com a lentidão do programa nacional de vacinação planejado pelo então ministro Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde.

O Brasil é o segundo país em óbitos acumulados, atrás apenas dos EUA (cerca de 575 mil), e também o segundo no registro de novas ocorrências da Covid-19 na última semana, ranking liderado agora pela Índia. A taxa de letalidade mais que dobrou, de 2% no final de 2020, para 4,4% na semana passada.

A marca de 400 mil mortos deve ser confirmada nas próximas horas pela contagem feita pelo Ministério da Saúde, que atualiza os números da doença sempre no final da tarde. No momento, os números do governo marcam 398.185 óbitos. Entre terça e quarta-feira morreram 3.163 pessoas por Covid-19 no Brasil.

É ASSIM QUE EU GOSTO

FOFOCAS DE CELEBRIDADES - GOSSIP

 H.E.R. ganha o Oscar de melhor canção original com "Fight For You"


H.E.R. ganhou o Oscar de melhor canção original por "Fight For You", escrita por ela, em parceria com D'Mile (música) e Tiara Thomas (letra) para "Judas E O Messias Negro". Ao contrário do que sempre aconteceu, desta vez, as cinco indicadas foram exibidas antes da cerimônia, em performances previamente gravadas. O prêmio chega poucas semanas depois da artista ter levado o Grammy de canção do ano por "I Can't Breathe".



Noel Gallagher lança a balada "We're On Our Way Now".



Ao mesmo tempo em que seu irmão Liam ganha as manchetes por xingar Neymar no Twitter, Noel Gallagher também voltou ao noticiário, mas por um motivo mais comum: o lançamento de uma nova música.


Lil Nas X diz não aguentar mais ser questionado se é ativo ou passivo;


"Vocês são todos gays, todos b1ch4s. Todos somos" - disse o cantor

O cantor Lil nas X foi questionado, mais uma vez, sobre ser ativo ou passivo no Instagram. Em resposta publicada nos stories no dia 25 de abril, ele questionou se a pergunta era misógina depois de fazer uma brincadeira.

“Eu ouço muito essa pergunta, mas sou um cara que prefere uma cama grande a uma beliche” – disse, fazendo referência as palavras top (por cima) e bottom (por baixo), que é como se diz ativo e passivo em inglês.



“Mas na real, deixando as brincadeiras de lado, com essa coisa de ativo ou passivo na comunidade gay, virou uma grande forma de misoginia, e como que vocês são negros e misóginos? Vocês são todos gays, todos b1ch4s. Todos somos” – disse.

Serginho, do ‘BBB 10’, relembra jornada no reality onze anos depois: “Abri portas ao me mostrar como gay assumido”.



Participante do “BBB 10“, Serginho Orgastic relembrou sua passagem pelo reality show e contou que mudou o visual antes de entrar na casa. Em entrevista ao Gshow, divulgada nesta terça-feira (27/04), o paulistano contou que, na época, deu uma repaginada no visual para ficar com um estilo mais “leve“.

“Nunca contei isso para ninguém. Naquela época mandei cortar o cabelo e deixei meu estilo mais leve porque queria mostrar no programa a minha essência e não o meu visual. Eram tempos muito retrógrados e as pessoas não enxergavam direito quem se maquiava. Hoje meu visual é mais ambíguo e andrógeno”, contou.

Onze anos depois de sua participação no reality show, ele diz que até hoje recebe elogios sobre a sua passagem pelo programa. “Eu passei respeito e mostrei que o que importa não é a sexualidade das pessoas mas, sim, o caráter delas. Muitos do movimento LGBTQI+ se inspiraram em mim e descobriram que podem, sim, usar um shortinho, um salto alto e se maquiar“, disse o ex-BBB. Sobre sua estratégia de jogo, o paulistano garante que, se voltasse ao programa hoje, focaria no jogo. “Eu jogaria, coisa que não fiz no passado e nem me arrependo por isso. Costumo dizer que não levei o prêmio de R$ 1,5 milhão, mas ganhei de presente a identificação e o respeito das pessoas.”

Hoje com 32 anos, Seginho segue morando com os pais, Ireneu e Vera Regina, e com o irmão caçula, Carlos Alberto, em São Paulo. Segundo ele, seus pais sempre o aceitaram e lhe deram toda a liberdade. “Adoro morar com meus pais! Aqui posso tudo! Já sou independente, pago minhas contas, me sustento, mas não saio daqui. Antes da pandemia eles deixavam eu dar festa para 100, 200 pessoas. É muito gostoso morar com eles”, conta.

Com 3 mil mortes nas últimas 24 horas, Bolsonaro critica beijo gay dado em 2018.



Jair disse que o beijo entre as duas pessoas "parecia aqueles casais apaixonados do Titanic, coisa inacreditável"

Nesta terça-feira, 27 de abril, o Brasil registrou 3.086 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde. Inclusive, nesta terça, mais cedo, foi instalada a CPI da Covid no Senado.

Sem máscara, Jair Bolsonaro aproveitou a tarde para uma bate-papo com seus fãs em frente ao Palácio da Alvorada. Entre os assuntos, disse que o ex-ministro da Educação Fernando Haddad e os governos do PT deixaram “barbaridades” de herança para o Brasil. Também aproveitou o momento para falar que Lula da Silva foi a um evento, em 2018, onde dois homens se beijaram.



“Tem uma cena dantesca: num evento, está o Lula, acho que a Dilma, o Haddad atrás, Celso Amorim e dois homens se beijando, mas de língua. Parecia aqueles casais apaixonados do Titanic, coisa inacreditável. Cada um vai fazer amor, ser feliz como bem entender. Agora, aquela cena… Um presidente da República sorrindo, de deboche, como se fosse uma coisa mais linda do mundo”, disse.



O evento em questão, em janeiro de 2018, foi um ato que o então pré-candidato Lula da Silva participou em na capital paulista. Nas fotos do encontro, Gleisi Hoffman, a presidente da sigla, aparece ao lado do petista. Não foi possível ver a Dilma Rousseff, Fernando Haddad e Celso Amorim nas fotos.

Influenciadores LGBTQ+ se jogam na estreia de chat de voz do Blued: “Novas possibilidades de pegação”.



O Blued, plataforma digital líder no mercado LGBTQIA+, estreou em abril nova função no aplicativo: os chats de voz. E para tanto, convidou diversos influenciadores para usar a funcionalidade em salas de bate-papo.

Klebio Damas, Rico Marlon, Atlas Xavier, Gabb, Matteus, entre outros, participaram da semana de chats, que rolou entre os dias 17/04 e 26/04, com mediação do nosso Thiago Araujo, do Pheeno! Os usuários puderam interagir com seus influenciadores preferidos, e os assuntos giraram em torno de pegação, pandemia, fetiches e entre assuntos bem mais quentes.

O Blued é o primeiro app de relacionamento gay do mundo a oferecer esse serviço, que já está disponível em outros países. “Fica tudo mais descontraído com a opção de conversar com voz no app e, quando o papo esquenta, dá pra ainda no chat mandar um oi e engatar um papo no privado com os usuários. São novas possibilidades de pegação”, conta Thiago.

“O Brasil é um país com grande diversidade, por isso estamos muito felizes em oferecer aos brasileiros uma oportunidade de debater os mais variados temas relacionados ao universo LGBTQIA+ no Chat de Voz, contribuir para o avanço da pauta da aceitação e levar às pessoas uma experiência incrível e inesquecível em termos de relacionamentos”, afirma Jason Li, gerente de Marketing Global do Blued.

Ainda não tem o Blued e que experimentar!? 

https://apps.apple.com/GB/app/id1090274263?mt=8

FAIZ ISSO NÃÃÃÃÃÃÃOOO...









EEEEEPA!



SOZINHO EM CASA...VEM...



AQUI SÓ TÊM PAU? NÃO TÊM BUNDA NESSA PORRA?



QUE QUÉ ISSO MULEKE!!



ATOR WILLIAM LEVY...


ANÔNIMOS TAMBÉM TÊM VEZ...



TENHA UM BOM DIA!



ATÉ MAIS!