sexta-feira, maio 14, 2021

SEXO

 "Eu quero um daddy" - Procura-se homem maduro, bonito, inteligente e bem sucedido


Essa frase é muito comum para a maioria dos gays mais jovens que buscam relacionamento com homens maduros ou idosos.





Algumas constatações indicam uma minoria de homens gays maduros que possuem todos esses atributos e alguns possuem um ou outro, mas o conjunto completo é muito raro.


Porque a maioria idealiza esses atributos? O que realmente é importante na hora da paquera e até onde cedemos aos adjetivos mencionados?



Eu acredito que esse fenômeno é reflexo do que somos. Os gays são vaidosos, gostam de se vestir de acordo com a moda, freqüentam as baladas do momento, idealizam o sucesso profissional e valorizam demais o dinheiro.



Se você teve a sorte de encontrar um homem maduro com esses atributos não é mais feliz do que a maioria que não teve a mesma sorte.



Quem não quer um homem gay, bonito e na medida certa para realizar nossos sonhos?



À parte de todos esses adjetivos o que conta é a “pele”, aquela coisa que te dá tesão apenas com um toque e com o passar do tempo o relacionamento amadure até um ponto onde você começa a perceber que o seu companheiro é bonito, descobre insights de inteligência e valoriza o que ele tem como “sucesso” obtido ao longo dos anos, além de outras qualidades físicas e comportamentais.



Pense um pouco sobre esses atributos e você constatará serem importantes talvez para uma paquera ou sexo casual, mas não são essenciais no decorrer do relacionamento, porque outros atributos físicos também são importantes: pernas, coxas, bumbum, o pênis, etc.



Eu sempre digo: as pessoas nos vêem pelo que temos e não o que somos.



Tomei conhecimento de tantas histórias tristes relatadas por gays que passaram anos e até décadas sem ter ao menos um homem na sua vida, imagine então colocar tantas exigências e restrições como condições para um possível relacionamento?



- Homem maduro é uma condição relativa à idade – até aí nada de mais, porque os gays maduros estão sobrando no mercado e tem de montão.



- Não existe um padrão de beleza e cada um classifica “bonito” como uma coisa muito pessoal. Pode ser o bonito dos olhos, do cabelo, do nariz, o corpo de uma forma geral, etc.



- Infelizmente a inteligência não é atributo comum a 100% dos gays e os bem sucedidos não são nem 10% da população, pois esse atributo tem a ver com sucesso profissional e financeiro e na maturidade esse quesito diminuiu na escala de valores à medida que se envelhece.



Os gays maduros também são mais seletivos e exigentes, principalmente quanto à questão financeira porque não querem ser usados ou explorados.



Portanto, mãos à obra e vamos à luta porque se você escolher demais ou fazer exigências demais, tem tudo para ficar sozinho!


Um comentário: