quinta-feira, julho 01, 2021

NOTÍCIAS DO MUNDO GAY

 Papa envia mensagem de apoio a padre que defende comunidade LGBTQIA+ 



“Você é um sacerdote para todos e todas, como Deus é Pai de todos e todas", disse Francisco ao americano James Martin

O papa Francisco enviou uma carta para o padre jesuíta americano James Martin para agradecê-lo por seu trabalho pastoral com a comunidade LGBTQIA+, por ocasião do webinar “Outreach 2021”, realizado em apoio à causa. A informação é da agência Ansa via Isto É.

“Deus se aproxima com amor de cada um de seus filhos, de cada um e de todos eles. Seu coração está aberto a todos e a cada um deles. Ele é Pai”, diz o Pontífice no texto em espanhol.

Na carta, publicada neste domingo (27) no Twitter de Martin, Francisco agradeceu ao religioso “por seu zelo pastoral e sua capacidade de estar perto das pessoas com aquela proximidade que Jesus tinha e que reflete a proximidade de Deus”.

Além disso, Jorge Bergoglio lembrou que Deus “se aproxima com amor de cada um de seus filhos, de cada um e de todos eles. Seu coração está aberto a todos e a cada um deles. Ele é Pai”.

“O ‘estilo’ de Deus tem três traços: proximidade, compaixão e ternura. Esta é a maneira como Ele se aproxima de cada um de nós”, escreveu o Papa, ressaltando que Martin “tenta imitar este estilo de Deus”.

“Você é um sacerdote para todos e todas, como Deus é Pai de todos e todas. Rezo por você para que possa continuar assim, estando próximo, compassivo e com muita ternura”, acrescentou o líder da Igreja Católica.

Martin é duramente criticado pela ala mais conservadora da Igreja, assim como Francisco. A mensagem do Papa é uma forma de distanciar as recentes controvérsias dentro do Vaticano em relação à comunidade LGBTQIA+.

“Rezo por seus fiéis, seus ‘paroquianos’, todos aqueles que o Senhor colocou ao seu lado para que você possa cuidar deles, protegê-los e fazê-los crescer no amor de nosso Senhor Jesus Cristo”, concluiu o Papa

Assassinato de brasileira fez Portugal criar leis para proteger transexuais



Portugal foi pressionado a rever a questão da igualdade de gênero, assegurando um maior acesso à justiça, educação e trabalho, além de uma concessão garantindo asilo a pessoas trans estrangeiras em vulnerabilidade

Em fevereiro 2006, a o assassinato da transexual brasileira Gisberta Salce Júnior (45) chocou Portugal. Gisberta, antes de morrer, foi brutalmente agredida por 14 adolescentes ao longo de três dias. O crime “parou” o país e, desde então, as leis relacionadas aos direitos para a comunidade LGBT+ foram criadas.



Gisberta vivia na cidade do Porto de forma ilegal, não tinha moradia fixa, era profissional do sexo e HIV+. Com repercussão de seu assassinato, Portugal foi pressionado a rever a questão da igualdade de gênero, assegurando um maior acesso à justiça, educação e trabalho, além de uma concessão garantindo asilo a pessoas trans estrangeiras em vulnerabilidade. Assim, Portugal deu um grande passo a frente após o crime cruel.

Gilmar Mendes determina que o SUS passe a tratar pacientes pelo gênero com o qual se identificam.



O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu liminar onde obriga o Ministério da Saúde a adotar medidas para pessoas transexuais e travestis. A decisão foi proferida nesta segunda-feira (28/06), no Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, atendendo pedido do Partido dos Trabalhadores.

Na decisão, Mendes determinou que o Ministério da Saúde “proceda a todas as alterações necessárias nos sistemas de informação do SUS para que marcações de consultas e de exames de todas as especialidades médicas sejam realizadas independentemente do registro do sexo biológico”. O ministro deu 30 dias ao Ministério para alterar o sistema do SUS. Além disso, Mendes também determinou que o órgão altere o modelo da declaração de nascido vivo, primeiro documento que identifica o recém-nascido, e que deverá ter uma nova categoria: parturiente, onde vai constar o nome de quem deu à luz a criança. E as categorias pai e mãe deverão cumprir as identidades de gênero.

A partir das informações prestadas pelo Ministério da Saúde, ainda sob a gestão do general Eduardo Pazuello, o ministro verificou que diversos sistemas de informação do SUS ainda bloqueiam o acesso a determinadas especialidades médicas à população transexual e travesti. “É necessário garantir aos homens e mulheres trans acesso igualitário a todas as ações e programas de saúde do SUS, especialmente aqueles relacionados à saúde sexual e reprodutiva, como agendamento de consultas nas especialidades de ginecologia, obstetrícia e urologia, independentemente de sua identidade de gênero, sendo fundamental eliminar obstáculos burocráticos que possam causar constrangimento a pessoa e atraso no acesso a prestação de saúde”, declarou Gilmar.

Malafaia defende discurso de ódio e promove perseguição às LGBT.



O pastor também afirmou que os times de futebol obrigaram “jogadores a usarem símbolos do ativismo gay”

A missão do pastor Silas Malafaia, da igreja Assembleia de Deus, tem sido, nas últimas décadas, disseminar ódio contra a população LGBT e enganar os seus seguidores ao distorcer falas e discursos da comunidade de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais.

Em seu vídeo mais recente, o pastor Malafaia afirma que o movimento LGBT se articula por meio do “marxismo cultural” para “destruir a família” e que jogadores de futebol foram obrigados a apoiar campanhas em favor das LGBT.

“Nós estamos vivendo hoje uma verdadeira ditadura da opinião. Você não pode discordar do politicamente correto que vem em cima de você. Isso aí minha, gente, é o marxismo cultural”, afirma o pastor.

Para o religioso, os movimentos LGBT e os democratas em geral querem destruir “os valores que norteiam a sociedade ocidental” e, para justificar a sua afirmação, o pastor, como é de seu costume e da extrema direita em geral, editou uma fala da pesquisadora e militante Amanda Palha e ainda a tratou por “cara”, mostrando o seu desrespeito com a identidade de gênero da pesquisadora.

Na fala em questão, que foi dada durante uma palestra no Sesc, Amanda Palha fala do fim da família nuclear, mas no sentido enquanto uma política compulsória à sociedade.

“Eles são livres para falarem o que querem, nós não”, esbraveja o pastor. Mas todo mundo sabe que isso não é verdade, pois, até mesmo a liberdade de expressão possui limites de acordo com as leis brasileiras, e essa fronteira é rompida quando a “opinião” resvala para o discurso de ódio contra grupos sociais.

Assim como Malafaia faz há mais de 10 anos, ele tenta separar o “ativismo gay” de “pessoas gay” e classifica o movimento LGBT como o mais intolerante do Brasil. Será que as LGBT são intolerantes por exigir a permanência da vida e direitos sociais?

Assim como o presidente Bolsonaro também costuma dizer, Malafaia repete que a população LGBT “quer impor à maioria o seu estilo de vida”. Como faz isso, pastor?

E, fazendo valer o seu papel de disseminador de discurso de ódio, o religioso afirma que as LGBT “acabaram com os Dia das Mães e com o Dia dos Pais”. Família LGBT não existe? E por acaso alguma dessas datas deixaram de ser festejadas nos últimos anos?

Em outro momento, o pastor afirma que “times de futebol [estão] obrigando os jogadores a usar o símbolo do ativismo gay”. O que o pastor chama de “obrigação”, a sociedade entende como evolução e destruição do preconceito.

Por fim, o que o religioso faz é, mais uma vez promover o discurso de ódio e a perseguição às LGBT. Cabe lembrar que o Brasil configura como um dos países mais perigosos para as LGBT e possui os piores índices de crimes motivado por ódio no mundo.

Mulher trans queimada viva no Recife tem estado de saúde agravado e é intubada.



A mulher trans Roberta Silva, de 40 anos, queimada por um adolescente no Recife, na madrugada de quinta-feira (24/06), apresentou piora no quadro clínico e precisou ser intubada, neste sábado (26/06). 

De acordo com o boletim médico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Roberta teve instabilidade na pressão arterial. “A paciente Roberta segue internada na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital da Restauração (HR). Neste sábado (26/06), a paciente apresentou instabilidade hemodinâmica, sendo necessária a intubação. No momento ela está realizando exames e sendo acompanhada pelas equipes médicas para novos procedimentos”, disse a nota enviada pela SES.

Roberta, que é moradora de rua, teve o corpo queimado por um adolescente na madrugada da última quinta. Ela teve 40% do corpo atingido pelo fogo. O adolescente foi apreendido pela polícia. De acordo com a corporação, o criminoso foi conduzido por policiais militares para a Delegacia de Polícia de Plantão da Gerência de Proteção da Criança e do Adolescente (GPCA), onde foram tomadas as medidas legais. 

Um comentário:

  1. Chase spends some time alone in his room at the bed and breakfast. He’s had such a great time with Garrett that he starts to wonder if maybe they’re meant for each other. That thought is instantly squashed when Garrett barges through the door, insisting they have sex to prove he’s not straight...It’s a long story.

    Helixstudios

    ResponderExcluir