sábado, agosto 14, 2021

Primeira vez

 


Meu nome é Rogério e tenho 40 anos. A história que passo a relatar é totalmente verdadeira. Aconteceu há uns dez anos atrás, nessa época eu morava em outra cidade. Hoje moro na divisa de Minas com Espirito Santo, numa cidade pequena. Bem... tudo começou quando terminou o expediente na firma onde eu trabalhava. Era uma sexta feira e eu queria dar uma volta pelos bares na noite, quem sabe eu achava uma gatinha para comer? Entrei num bar agradável, pedi uma cerveja e fiquei vendo o movimento! Depois de duas cervejas, vi que não ia virar nada... mas escutei alguém atrás de mim no balcão, me perguntando:

- Posso sentar ao seu lado?

Olhei para trás, e vi um cara um pouco mais velho do que eu. Respondi que sim, afinal o balcão não era meu... ele riu e perguntou: - Noite difícil, não encontrou ninguém? Dei uma risada, e respondi que não... aí ele começou a puxar papo, começamos a beber junto... papo vai papo vem, já havíamos bebido umas cinco cervejas.


Imagem ilustrativa


Ele me convidou para ir até seu apartamento que era perto dali. Não sei o que deu na minha cabeça! Só sei que aceitei, e quando me dei por mim... já estava lá com o pau dele na boca! Acho que ele me seduziu!

O pau dele era grande e grosso... mal cabia na minha boca.



Nunca havia dado para ninguém pois ainda era virgem. Chupei o pau dele meio sem jeito, ele ia me dizendo como fazer, e teve uma hora que ele mandou eu enfiar tudo de uma vez até o fundo da garganta.

Não aguentei e quase vomitei! 

Ai ele tirou minha roupa, me colocou de quatro e começou lamber meu cuzinho, e depois ele pegou um frasco de vazenol e começou passar com o dedo, e enfiou um, depois dois, e comecei sentir o maior tesão... nunca havia sentido isso! Ele mandou eu relaxar que iria colocar no meu cú.

 


E começou a forçar... começou a doer, achei que não ia conseguir aguentar. Mas depois que passou a cabeça o que me deu uma dor tremenda, ele começou a fazer movimento de vai vem bem lentamente... começou a ficar gostoso! Começou a subir um calor, uma tremedora, comecei a berrar que iria gozar. Nossa! Que delícia. Ele tirou o pau do meu rabo e deu para eu chupar... quando coloquei a boca, ele gozou nela!




Até me engasguei com tanta porra. Comecei a cuspir, pois nunca havia sentido gosto de porra. hoje, dependendo do cara até engulo. Tomei um banho, ainda com o rabo todo ardido. Me vesti, me despedi e com vergonha, nunca mais fui atrás do cara.

Mas daí comecei tomar coragem e sair com caras. Hoje sou bi passivo e adoro dar o rabo para caras ativos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário