quarta-feira, agosto 18, 2021

Sessão de Filmes LGBT


Nevrland



Jakob, de 17 anos, só quer se sentir vivo. Ataques de ansiedade incontroláveis o impedem de viver e o forçam a escapar para outros mundos visuais. Uma noite, num bate-papo filmado, ele conhece Kristjan, que tem 26 anos.
 

O encontro deles marca o início de uma jornada transpessoal para as feridas das almas dos dois.


link





Ranchlands



yler é um homem gay que vive há anos na cidade, longe da família que o rejeitou. Ele retorna para ajudar a cuidar de seu irmão, Garrett, afetado pelo câncer, mas um segredo familiar devastador fica no caminho da reconciliação entre os familiares. Esperando por ele está sua mãe amarga, Debra, uma viúva cuja homofobia é uma máscara para seus medos de solidão e ressentimento pela partida de Tyler. 


Apesar do começo difícil, mãe e filho lentamente começam a derrubar a parede entre eles, mas o inesperado romance de Tyler com um trabalhador do rancho, Noah, começa a expor um evento traumático do passado da família que ameaça separá-los. 

Segredos do passado de Debra também aumentam as tensões, e apenas a confissão de tantas mágoas pode curar a todos na família.




Nos subúrbios de Buenos Aires, Gabriel acaba de se mudar com seu colega Juan. Tímido e reservado, Gabo está relutante com os sinais e investidas de Juan. Seus sentimentos parecem estar no lugar, mas a atração entre os dois é inegável.



O que começa como uma relação sexual casual, logo se transforma em um relacionamento íntimo e terno, que é tão doce quanto desolador.




Nunca vas a estar solo

 



Primeiro filme dirigido por Alex Anwandter. Você nunca estará sozinho conta a história de Juan, um gerente de uma fábrica de manequim que depois que seu filho gay sofre um ataque violento, enfrenta as lutas entre pagar as contas médicas exorbitantes e sua última tentativa de se tornar parceiro do seu patrão. 

Se deparando com becos sem saída e traições inesperadas, ele vai descobrir que o mundo que ele conhecia já estava à espera de ser violento com ele também.









Nenhum comentário:

Postar um comentário