sábado, março 26, 2022

Foda fodastica

 



Oi pessoal, vou começar me apresentando. Tenho 32 anos, 1,80m, 85 kg, malho e luto jiu jitsu, branco, olhos verdes, cabelos castanhos curtos, peito peludo e definido, coxas muito grossas e peludas, pau de 18 cm, grossão. Sou ativaço, comedor de caras e de gatas e o mais importante discretaço.

Semana passada fui ao Fórum daqui de BH para resolver uns problemas e fui ao banheiro. Quando entrei num dos reservados levei um susto ao ver a quantidade de telefones e mensagens escritos na porta e nas paredes. Tinha de tudo: caras ativos oferendo pauzão, caras passivos a fim de uma boa foda!!




Fiquei de pau duraço lendo as mensagens, um verdadeiro correio de putarias. Resolvi deixar uma memsagem e o meu fone: “Ativaço, másculo, bi, curte foder um cuzinho apertado de macho.”
Tava tão tarado que sai dali e liguei para um amigo e comi ele a noite toda, muito bom.

Uns dois dias depois, um cara me liga falando que tinha lido a minha mensagem, era másculo, pouca experiência e queria dar gostoso, chamava-se Sérgio. Combinamos de encontrar em 30 minutos próximo ao fórum. Na hora combinada o cara chegou: realmente másculo, branco, peludo, 1,70 m, magro e de olhos pretos. Disse que tinha 33 anos e era casado mas tava a fim de uma tarde gostosa. Eu estava de calça social e o meu pau ficou duraço. Discretamente, o Sérgio deu uma apertada nele por cima da calça na rua!! Eu só disse: “Safado” e convidei ele para ir a um motelzinho perto dali.



Assim que chegamos no quarto, ele tirou a roupa, ficou só de cuequinha branca e começou a rebolar e esfregar o rabão na minha rola por cima da calça. Fiquei doido e comecei a encoxar o carinha, mas encoxar mesmo já que sou forte, agarrei ele pela cintura e relava o pau na bundinha dele.

Sérgio, virou-se, ajoelhou e começou a desabotoar o meu cinto. Baixou as calças, e eu fiquei só de boxer e de pau duro. Ele mordia o meu pau por cima da cueca enquanto enfiava a mão por dentro da camisa e alisava o meu peito. Depois de morder bastante o meu pau, começou a subir, tirou a minha camisa e alisava a meu peitoral, mordia o meu peito, me beijava enquanto rebolava e relava no meu pau. Enquanto ele rebolava gostoso comecei a chamá-lo de putinha safada, gostosa, rabão..

Não aguentei, tirei a cueca e o bichão já saiu armado, duraço e pronto para a foda. Sou meio tarado e levantei o Sérgio enquanto ele trançava as pernas em volta da minha cintura. A cabeça do meu pau ficava roçando no cuzinho dele, ele enganchado na minha cintura, com o braços no meu pescoço e a gente se beijando. Aí ele chegou perto do meu ouvido e me falou baixinho, sussurando: “Sou virgem no rabo, quero que você seja o primeiro”. Fiquei doido, taradaço, um cara macho, casado e cabaço a fim de dar o cuzinho!!!

Com o Sérgio enganchado na cintura caminhei até a cama, abaixei com cuidado e coloquei ele na cama, sempre beijando e enroscado no meu safado. Aí ele me pediu para mamar o meu pau. Não pensei duas vezes, coloquei o pauzão na boca do puto e pedi que mamasse e beijasse a cabecinha. 



Nossa, foi demais, o Sérgio começou uma mamada fenomenal: primeiro a cabeça, depois o talo, sempre lambendo e chupando, depois o sacão. Não queria gozar na boca dele e o virei e dei um banho de língua no cuzinho.

Tinha levado gel e comecei e enfiar um dedo, depois, dois dedos, sempre com calma e massageando. O puto urrava e rebolava, de vez em quando eu colocava o pau na boca dele e fudia gostoso.

Ficamos assim, mais de 1 hora até eu colocar dois dedos e a putinha não sentir dor. Estávamos agarrados, pegava o Sérgio com força, beijava e fudia o cuzinho dele com os dedos. Daí ele me fala: “Me come meu macho!!!”.

Enlouqueci pessoal, virei ele de bundinha para cima e coloquei o pauzão entre as suas coxas. Bombava gostoso entre as pernas dele, o meu pau babava e ele gemia muito. Depois de um tempo coloquei o pau entre o cuzinho e comecei a relar e a forçar a entrada com a cabecinha!!! O safado virou para mim e pediu: “Tira o meu cabaço, quero ser sua”.

Não me fiz de rogado. Peguei a camisinha, entrou com dificuldade, o meu pau tava muito grosso, passei gel nele e na portinha do cuzinho.
Comecei a penetrar, não entrava, o carinha era cabaço mesmo. Forcei, o Sérgio não falava nada, pedi a ele que forçasse como se fosse cagar o que facilitou a entrada da cabecinha.

Deitei em cima dele e comecei a morder a orelhinha dele e a falar putarias no ouvido. A cabecinha tava dentro e eu esperava ele se acostumar. Quando reparei, escorriam lágrimas na face do Sérgio. Perguntei a ele se queria que tirasse o pau. Ele me repondeu: “Tira não gostosão, quero ser sua”.




Não pensei duas vezes, enfiei tudo e parei. Sérgio urrou e começou a se mexer. Ficava parado e metendo bem de leve enquanto ele rebolava.

Coloquei ele de quatro sem tirar o pau e comecei a meter. Metia com força e puxava o puto pela cintura. Mudamos de posição para um frango e aí o bicho pegou. O cuzinho ficou na posição e colocava tudo até o talo, só faltava as bolas. Nos olhos do meu amigo as lágrimas tinham dado lugar a um sorriso.




Depois de uns 45 minutos de muita meteção gozei gostoso dentro do cú da putinha. Sérgio gozou sem por a mão no pau, esguichou longe. A gente se beijou e fomos tomar banho. Ainda ficamos no motel mais uma hora num sarro em gostoso.



O Sérgio me agradeceu a foda e a perda do cabaçinho, tava meio esfolado mas super satisfeito.

5 comentários:

  1. Amei esse conto me deixou com vontade de transa também

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom demais né mano, quando um conto deixa a gente pegando fogo, é o que a facilita a foda entre dois homens😏

      Excluir
  2. O cara que me descabacou foi meu namorado por 4 anos! Ele era ex noivo de mulher!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karai, experiência quase igual a minha, só que eu era o ex noivo de uma mina kkkkk hoje sou gay versátil e tá tudo certo😁

      Excluir
    2. A irmã dele meio que percebeu aquele script, tomar banho primeiro e ir ao quarto dele, antes dele! Transamos muito na casa dos pais dele :)

      Excluir